O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Grécia desfruta de momento de glória

Giorgos Samaras disse que a paixão "às vezes é mais importante que oxigénio", com a sua valorosa equipa grega a festejar a vitória que deu o apuramento para os quartos-de-final.

A Grécia festeja o golo da vitória de Giorgos Karagounis em Varsóvia
A Grécia festeja o golo da vitória de Giorgos Karagounis em Varsóvia ©AFP/Getty Images

Giorgos Samaras, Michalis Sifakis e Giannis Fetfatzidis estavam eufóricos por terem dado uma alegria aos gregos espalhados pelo Mundo, depois da vitória por 1-0 sobre a Rússia, que valeu o apuramento para os quartos-de-final do UEFA EURO 2008.

Giorgos Samaras, avançado da Grécia
A alegria é enorme para todos – jogadores, treinador, para todos os que trabalham com a equipa, médicos, o grupo todo. Mas no meu pensamento, o mais importante é termos dado uma alegria às pessoas e à Grécia. Conseguimos fazer com que esquecessem os seus problemas pelo menos por algumas horas e agora podem celebrar. Penso que isto é a coisa mais importante de que pessoalmente me orgulho.

Foi o primeiro jogo neste EURO onde realmente nos comportámos como equipa – que sabia o que se passava, o que fazer e como jogar. Estivemos muito atentos na defesa, fechámos os espaços e não deixámos os russos criarem muitas oportunidades. Quando foi a nossa vez, quando tivemos a bola, tentámos criar perigo. Marcámos um golo e, depois, por mais cansados que estivéssemos, não nos podíamos dar ao luxo de sofrer o empate. Para além da forma como nos desenvolvemos enquanto equipa, também tivemos paixão, que às vezes é mais importante que oxigénio ou frescura em campo.

Não me interessa quem vamos defrontar nos quartos-de-final. A única coisa que importa é que estamos aptos. Vamos descansar durante os cinco a seis dias antes do próximo jogo, porque estou muito cansado. A partir daqui, nunca se sabe o que pode acontecer. Vamos jogar com o mesmo desejo de vitória que tivemos hoje.

Michalis Sifakis, guarda-redes da Grécia
Não quero dizer nada sobre o jogo. A única coisa que quero fazer é enviar todo o nosso amor para os adeptos que estão na Grécia. Tínhamos uma pequena hipótese de seguir em frente, mas provámos que estávamos dispostos a aproveitá-la. Aceitamos as críticas e gostamos delas – fortalecem-nos. Um obrigado muito grande a todos. Não tenho mais nada a dizer. Apenas que é uma pena o Giorgos Karagounis [que está castigado para o próximo jogo] não poder somar a 121ª internacionalização [um recorde grego]. Só tínhamos uma escolha e encontrámos a solução.

Giannis Fetfatzidis, médio da Grécia
Estamos todos muito felizes. É um grande dia, na verdade, uma grande noite para a Grécia. Queremos desfrutar da nossa vitória, mas depois de hoje devemos olhar em frente, já que há muito para fazer. Dentro de seis dias vamos ter um jogo importante e temos de estar preparados. Estávamos muito bem preparados frente à Rússia e fizemos o que era preciso.

Primeiro que tudo, quero dedicar esta vitória ao Avraam Papadopoulos, que se lesionou a jogar pela selecção e que vai estar ausente durante muito tempo. Também gostaria de dedicar a vitória ao Giorgos Karagounis, que disputou 120 jogos pela selecção e, consequentemente, é o primeiro da lista dos mais internacionais [juntamente com Theodoros Zagorakis]. Estamos felizes por esses jogadores. Demos-lhes uma alegria e fizemos todos os gregos felizes.