O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Hodgson elogia Rooney após regresso goleador

"As pessoas sabem quem é o Rooney e do que é que o Rooney é capaz", disse o seleccionador inglês Roy Hodgson depois do avançado ter marcado o golo que apurou a sua equipa e eliminou os co-anfitriões.

Roy Hodgson foi muito elogioso para Wayne Rooney
Roy Hodgson foi muito elogioso para Wayne Rooney ©Getty Images

O seleccionador da Inglaterra, Roy Hodgson, elogiou as qualidades de Wayne Rooney e o seu "desempenho disciplinado", depois do regressado avançado ter marcado o golo da vitória sobre a Ucrânia, que colocou a sua equipa nos quartos-de-final. O treinador do co-anfitrião, Oleh Blokhin, agradeceu "a toda a Ucrânia e a todos os adeptos" e queixou-se da falta de sorte na eliminação da sua equipa, em Donetsk.

Roy Hodgson, seleccionador da Inglaterra
Tudo o que podemos falar é de expectativas. É mais importante falarmos da maneira como a equipa se tem conduzido em prova. Tem sido um torneio bastante bom para nós e estamos a desfrutar de cada minutos que passamos aqui. Os adeptos que nos têm seguido estão em clara minoria. Fizeram um grande esforço para nos virem apoiar, o mesmo acontecendo com os que ficaram em casa. Para nós, não é bem uma questão de expectativas. Vamos continuar o nosso caminho, desfrutar deste torneio enquanto cá estivermos, jogar o melhor que sabemos  e, quem sabe, chegamos até onde?

Estamos muito satisfeitos por ter vencido o grupo. Não penso que tenha sido um grupo fácil, porque, como vimos hoje, a equipa da casa, a Ucrânia, tem muitos jogadores e fizeram o que tinham a fazer para nos colocar sob pressão. A França perdeu pela primeira vez em [24] jogos e a Suécia foi a equipa que colocou um ponto final nessa série.

Ele [o Rooney] tem carácter, não tem? Sabem o que é que o Rooney é, sabem o que é que o Rooney é capaz. Sabem as qualidades dele e, uma vez mais, voltou a mostrá-las. Teve um  desempenho disciplinado. Penso que ele e o [Danny] Welbeck trabalharam muito e, apesar de ter jogado muito tempo, já passou algum tempo desde o seu último jogo oficial, pelo que ele tem de estar satisfeito pela maneira como correu. Pensamos que ele melhora a cada dia que passa e isso ajuda-nos. O facto de ele ter jogado 80 minutos vai fazer com que aborde o próximo jogo com mais confiança.

Oleh Blokhin, seleccionador da Ucrânia
Quero agradecer à minha equipa pois fizemos um jogo muito bom. Mesmo  o treinador da Inglaterra disse que eles tiveram mais sorte que nós. Quero agradecer a toda a Ucrânia e aos nossos adeptos. Não fizemos o que esperávamos, mas não estou envergonhado desta equipa.

Primeiro sofremos um golo fortuito e, a seguir, fizemos um muito bom jogo. A Inglaterra apenas subia nos contra-ataques. Na segunda parte eles não tiveram oportunidades. Tivemos sempre em vantagem. A Inglaterra teve apenas alguns livres. Tivemos muitos remates à baliza, mas não tivemos sorte. Talvez eu não dê sorte à nossa equipa.

Contra a França, sofremos por não termos paixão suficiente, mas o jogo de hoje correu muito melhor; houve música no nosso balneário antes do jogo. O [Andriy] Voronin escolheu a música - um grande tema sobre o EURO. Penso que foi uma boa decisão, mas lamento como tudo correu.

O futebol é assim: umas vezes perde-se, outras ganha-se. Esta equipa tem muito potencial. Contra uma equipa como a Inglaterra, estar a pressionar no minuto 93 é muito bom. Temos muitos bons jogadores, que vão ficar nesta equipa.