O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

João Pereira calmo antes da Espanha

João Pereira pode ter somado a sua primeira internacionalização por Portugal aos 26 anos de idade, mas não mostra nervos antes da meia-final ante a Espanha: "Sabemos lidar com a pressão."

João Pereira fala aos jornalistas no domingo
João Pereira fala aos jornalistas no domingo ©AFP/Getty Images

O lateral-direito de Portugal, João Pereira, abordou o jogo das meias-finais do UEFA EURO 2012, com a Espanha, numa partida em que espera dificuldades mas na qual a selecção das "quinas" vai demonstrar o seu valor. "Temos de ter respeito mas não devemos respeitar em demasia porque também temos os nossos argumentos", disse o jogador em entrevista ao UEFA.com. O atleta de 28 anos, que recentemente se transferiu do Sporting para o Valencia CF, não poupou elogios ao seleccionador Paulo Bento, salientou a importância de Cristiano Ronaldo e relativizou a pressão exercida sobre os jogadores.

Ainda sobre o desafio dos quartos-de-final (vitória por 1-0 sobre a República Checa), João Pereira apontou: "Controlámos o jogo do princípio ao fim. O golo da vitória pecou por ser um pouco tardio, uma vez que falhámos algumas ocasiões, mas penso que foi um resultado justo e mostrámos muita tranquilidade."

No que toca à importância do colectivo e o peso que Cristiano Ronaldo tem na equipa portuguesa, resumiu: "O grupo é fundamental. O futebol é um desporto colectivo, onde pode destacar-se um ou outro jogador. Temos de dar mérito a toda a equipa porque um jogador sozinho não resolve. Os 23 jogadores de Portugal estão todos a remar para o mesmo lado e mostram todos a mesma vontade."

Contudo, o lateral admitiu o peso que um jogador como Ronaldo tem: "Tem provado ao longo dos anos que é um grande jogador. De um momento para o outro pode desequilibrar. Ainda assim não estamos completamente dependentes dele. Temos outros jogadores que têm estado muito bem e em grande nível."

Sobre a pressão exercida sobre o extremo do Real Madrid CF e restante equipa, afirmou: "Somos jogadores profissionais e jogamos todos em grandes equipas. Estamos habituados à pressão e sabemos muito bem lidar com ela. Não é por estarmos na fase final do Europeu que a pressão nos vai afectar."

Paulo Bento, a realizar um excelente trabalho à frente da selecção, mereceu o seguinte comentário: "É um treinador que nos compreende muito bem uma vez que também foi jogador. Conhece o nosso estado de espírito, depois de estarmos há cerca de um mês em estágio e sabe a liberdade que nos pode dar. Temos tido alguns momentos livres, algo que tem sido muito importante para nos libertarmos um pouco mentalmente."

Portugal vai defrontar a Espanha sem poder contar com Hélder Postiga, a contas com uma lesão na coxa direita, mas no entender de João Pereira a selecção portuguesa tem substitutos à altura. "Postiga é um grande profissional e um grande jogador mas temos o Hugo Almeida e o Nélson Oliveira. Se for preciso temos ainda outras soluções mas penso que qualquer um dos dois vai substituir bem o Postiga."

Ainda no que toca ao jogo com a selecção espanhola, o jogador que já representou o Benfica, Gil Vicente e Sp. Braga, anotou: "Temos de manter a nossa personalidade até porque as coisas nos têm corrido bem. Não devemos mudar a nossa forma de jogar só porque vem aí a Espanha. Temos de ter respeito, já que se trata da campeã mundial e europeia mas não devemos respeitar em demasia porque também temos os nossos argumentos e praticamos bom futebol", disse, acrescentando: "Estamos a encarar com seriedade este jogo. Vai ser um encontro bastante difícil mas o nosso objectivo é chegar à final. Vamos ver o que vai acontecer na quarta-feira mas estamos confiantes."