O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Rooney regressa em grande e afasta Ucrânia

Inglaterra 1-0 Ucrânia
Wayne Rooney marcou na estreia e confirmou o confronto da Inglaterra com a Itália nos quartos-de-final, enquanto a lutadora co-anfitriã despediu-se.

Wayne Rooney marcou pouco tempo após o intervalo
Wayne Rooney marcou pouco tempo após o intervalo ©Getty Images

A Inglaterra apurou-se para os quartos-de-final do UEFA EURO 2012 como primeira classificada do grupo D e vai defrontar a Itália no domingo, em Kiev, após bater a co-anfitriã Ucrânia por 1-0.

A necessitar de ganhar na Donbass Arena, em Donestk, para garantir a passagem à fase seguinte, o sonho da Ucrânia ficou definitivamente desfeito três minutos depois do intervalo, quando Wayne Rooney – regressado após cumprir castigo nos dois primeiros jogos –, assinalou a estreia no UEFA EURO 2012 com o tento da vitória.

EURO 2012: Tudo o que precisa saber

Denys Garmash tentou a sorte de longe antes de Marko Dević ver o seu remate ser parado por Scott Parker. Em cima do quarto-de-hora, mais uma jogada de ataque da equipa comandada por Oleh Blokhin – que deixou Andriy Shevchenko no banco de suplentes e deu a titularidade a Artem Milevskiy – esbarrou na muralha defensiva inglesa, desta vez no peito de John Terry, num remate de Yevhen Konoplyanka.

Os melhores golos do EURO 2012
Os melhores golos do EURO 2012

Finalmente, aos 24 minutos, surgiu a primeira ameaça da Inglaterra, quando um livre tenso apontado pelo capitão Steven Gerrard para a área sofreu um desvio e nenhum colega de equipa conseguiu a emenda à boca da baliza de Andriy Pyatov. Os ingleses sacudiram a pressão por instantes e, aos 27 minutos, Rooney dispôs daquela que viria a ser a melhor oportunidade da etapa inicial. No entanto, acertou mal na bola de cabeça num excelente cruzamento de Ashley Young vindo da esquerda e atirou ao lado.

Impulsionada pelo animado e ruidoso público presente em Donetsk, a Ucrânia voltou à carga em cima da meia-hora. Andriy Yarmolenko flectiu da direita para dentro perante a oposição de Ashley Young e rematou em jeito com o pé esquerdo para defesa segura de Joe Hart. Transpareceu alguma ansiedade na Ucrânia e ânsia em chegar rapidamente ao golo, e a opção, muitas vezes, pelo pontapé de meia distância, sempre sem êxito.

Veja grandes defesas no EURO 2012
Veja grandes defesas no EURO 2012

A vontade ucraniana em evitar o destino da outra anfitriã Polónia ficou ainda mais longe com o tento da Inglaterra três depois do intervalo. E tudo começou em Gerrard: a espectacular finta do médio deixou Gusev no chão e o caminho aberto para mais um cruzamento tenso para a área ao qual Pyatov não reagiu, pelo que Ronney só teve de empurrar de cabeça em cima da linha.

Milevski podia ter feito melhor quando rematou de cabeça ao lado, antes de John Terry evitar que a tentativa de Dević ultrapassasse a linha de baliza depois de ter desviado a bola à saída de Hart, aos 62 minutos. Konoplyanka quase fez o empate aos 73, num violento pontapé de longe a que Hart se opôs com dificuldade e pouco depois de Shevchenko ter entrando, mas do outro lado Pyatov também defende o cabeceamento de Rooney. Por fim, Konoplyanka por duas vezes e o suplente Serhiy Nazarenko também não tiveram sorte no remate e a Ucrânia despediu-se da prova.

EURO 2012: Equipa do Torneio


Equipas

Inglaterra alinhada em Donetsk
Inglaterra alinhada em DonetskGetty Images

Inglaterra: Hart; Ashley Cole, Lescott, Terry, Johnson; Young, Parker, Gerrard (c), Milner (Walcott 70); Rooney (Oxlade-Chamberlain 87), Welbeck (Carroll 82)
Suplentes: Green, Butland, Kelly, Henderson, Baines, Jones, Jagielka, Downing, Defoe
Seleccionador: Roy Hodgson

Ukraine: Pyatov; Selin, Rakits’kyy, Khacheridi, Gusev; Konoplyanka, Tymoshchuk (c), Garmash (Nazarenko 78), Yarmolenko; Milevskiy (Butko 77), Dević (Shevchenko 70)
Suplentes: Koval, Goryainov, Kucher, Aliyev, Voronin, Shevchuk, Rotan, Seleznyov, Mikhalik
Seleccionador: Oleh Blokhin

Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)

Melhor em Campo: Steven Gerrard (Inglaterra)