O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Ronaldo quebra resistência checa

República Checa 0-1 Portugal
Cristiano Ronaldo acertou duas vezes no poste antes de confirmar o apuramento de Portugal para as meias-finais a 11 minutos do fim.

Ronaldo quebra resistência checa
Ronaldo quebra resistência checa ©UEFA.com

Depois de 1984, 2000 e 2004, Portugal apurou-se pela quarta vez para as meias-finais ao bater a República Checa, por 1-0, nos quartos-de-final do UEFA EURO 2012, no Estádio Nacional de Varsóvia.

Cristiano Ronaldo acertou no ferro a fechar a etapa inicial, fez o mesmo pouco depois do intervalo e, na sequência do intenso domínio de Portugal na segunda parte, quebrou a resistência checa ao marcar pela terceira vez no torneio a 11 minutos do fim. Segue-se agora o confronto com o vencedor do jogo dos quartos-de-final entre a Espanha e a França, dia 27, em Donetsk.

EURO 2012: Tudo o que precisa saber

Sem o estratega Tomáš Rosický do 11, os minutos iniciais da partida foram, ainda assim, de iniciativa da equipa checa, embora sem criar grande perigo. Petr Jiráček tentou a sorte de longe, mas João Moutinho respondeu logo a seguir da mesma fora para defesa fácil de Čech. Aos 25 minutos, Moutinho progrediu pelo meio e desmarcou Ronaldo no primeiro lance que causou expectativa no estádio. O capitão de Portugal apareceu na cara do guarda-redes, mas Čech ganhou o duelo, embora o camisola 7 tivesse feito falta sobre o seu marcador directo na tentativa de ficar isolado. Vladimír Darida criou algum pânico na área portuguesa quando escapou pela esquerda antes de Pepe interceptar o cruzamento e dar o mote para a resposta.
 

Os melhores golos do EURO 2012
Os melhores golos do EURO 2012

Portugal sacudiu o ligeiro ascendente do adversário, com Ronaldo a assumir o protagonismo em duas jogadas seguidas. Aos 33 minutos, Pepe tentou servir o seu capitão, só que o pontapé de bicicleta saiu ao lado da baliza e, dois volvidos, o livre de Ronaldo de fora da área também não teve a direcção desejada por ele. Paulo Bento teve substituir Hélder Postiga quando o ponta-de-lança sentiu uma dor na coxa direita quando iniciava um “sprint”, entrando Hugo Almeida para o seu lugar.

A coroar um bom período, Portugal dispôs da melhor oportunidade do encontro até então, quando Ronaldo rematou à base do poste depois de receber a bola no peito e tirar brilhantemente Michal Kadlec do caminho. Começou melhor Portugal após o reatamento. Meireles cruzou da esquerda e Almeida cabeceou ao lado, antes de Ronaldo acertar novamente no ferro, de livre, aos 49 minutos, antes do capitão e de Meireles rematarem ao lado e de Čech defender um violento pontapé de Nani.

Veja grandes defesas no EURO 2012
Veja grandes defesas no EURO 2012

Finalmente, os checos conseguiram chegar à área de Rui Patrício, quando o veloz Václav Pilař escapou a João Pereira e depois a Pepe, mas ninguém conseguiu a emenda. A investida portuguesa continuou e um excelente remate de Moutinho proporcionou uma grande defesa a Čech, antes de Ronaldo servir Meireles na área e este rematar por cima.

A coroar o domínio português na etapa complementar veio o golo. Nani viu Moutinho a correr, endossou-lhe a bola e o médio cruzou tenso para a área, onde surgiu Ronaldo a antecipar-se a Theodor Gebre Selassie e a marcar de cabeça. O desespero checo fez Čech avançar para a área contrária num canto, mas o destino da sua equipa estava traçado.

EURO 2012: Equipa do Torneio


Equipas

As duas equipas alinhadas em Varsóvia
As duas equipas alinhadas em VarsóviaGetty Images

República Checa: Čech (c); Limberský, Kadlec, Sivok, Gebre Selassie; Pilař, Plašil, Darida (Rezek 61), Hübschmann (Pekhart 86), Jiráček; Baroš
Suplentes: Laštůvka, Drobný, Suchý, Hubník, Necid, Rosický, Petržela , Rajtoral, Kolář, Lafata
Seleccionador: Michal Bílek

Portugal: Rui Patrício; Fábio Coentrão, Bruno Alves, Pepe, João Pereira; João Moutinho, Miguel Veloso, Raul Meireles (Rolando 88); Ronaldo (c), Heldér Postiga (Hugo Almeida 40), Nani (Custódio 84)
Suplentes: Eduardo, Beto, Quaresma, Nélson Oliveira, Ricardo Costa, Rúben Micael, Varela, Miguel Lopes, Hugo Viana
Seleccionador: Paulo Bento

Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)

Melhor em Campo: Cristiano Ronaldo (Portugal)