O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

João Pinto responde aos vossos tweets

Com 81 internacionalizações no currículo, o ex-internacional português João Pinto perdeu algum tempo a responder aos vossos tweets e falou sobre a equipa de Paulo Bento que compete no UEFA EURO 2012.

João Pinto empatou para frente à Inglaterra, em 2000
João Pinto empatou para frente à Inglaterra, em 2000 ©Getty Images

João Pinto sabe algumas coisas sobre o futebol português, pois representou o país 81 vezes ao longo de uma carreira de 20 anos, que incluiu um golo à Inglaterra na fase de grupos do UEFA EURO 2000. Agora que a equipa de Paulo Bento se prepara para defrontar a República Checa, o ex-jogador do Benfica, Sporting e Sp. Braga dá-nos a sua opinião sobre a selecção actual, traçando paralelismos com a que chegou à final em 2004.

@adamsummerton: Como avalia Nélson Oliveira? E está optimista relativamente à próxima geração de jogadores portugueses?

João Pinto: O trabalho que temos feito no desenvolvimento do nosso sistema de formação é reconhecido por toda a gente. Os nossos jovens estão a preparar-se para chegar ao nível sénior e isso garante-nos um futuro brilhante. Dito isto, temos de continuar a trabalhar muito para desenvolvermos a qualidade dos nossos jogadores e equipas. É um trabalho que nunca acaba.

@adrianMUFC e @goralpatel: Quais são as parecenças e diferenças entre as equipas do EURO 2004 e do EURO 2012?

João Pinto: Não há diferenças a nível de qualidade. Os jogadores são diferentes, o treinador também, mas a qualidade continua a mesma e isso é o mais importante. Espero que possamos manter o nível no futuro e estou muito optimista em relação a isso.

As equipas portuguesas já mostraram o melhor do futebol do nosso país e não estou a falar só da selecção nacionais, porque os clubes têm conseguido coisas muito importantes nos últimos anos. A equipa que chegou à final em 2004 estava cheia de jogadores de qualidade e em 2012 volta a ser esse o caso. Não há prova melhor da nossa qualidade, porque criamos grandes talentos sendo um país pequeno.

@therealptp: Como é que se tornou tão perigoso a jogar de cabeça?

João Pinto: Não há grandes segredos. Dia após dia, eu treinava a parte técnica dos cabeceamentos. Concentrava-me em chegar à bola antes dos meus adversários e não tinha medo de lutar pela bola no ar, apesar de ser pequeno. O facto de saltar muito também me ajudava bastante.

@mjdflavell: Qual é o melhor jogador português de todos os tempos - Cristiano Ronaldo ou Eusébio?

João Pinto: Deixo essas questões para outras pessoas e estou certo de que, com o tempo, encontrará isso escrito nos livros. Tudo o que tenho a dizer é que esses dois jogadores e outros jogadores portugueses estão no topo do futebol mundial.

@fan_zidane: O que devem fazer os jovens para se tornarem lendas do futebol?

João Pinto: Têm de ter muita paixão pelo jogo a amar o que fazem. Devem dar tudo o que têm, ser totalmente empenhados e, acima de tudo, acreditar nas suas capacidades. Se não acreditarem neles, não irão longe no desporto.

@FCPortoWorld: Qual foi o seu grande momento do futebol português?

João Pinto: A nível sénior, e no que diz respeito à selecção nacional, tenho de dizer que nunca irei esquecer o EURO 2000. Foi uma experiência magnífica e ficará comigo para o resto da vida.

@shiyingyang: Qual é a maior ameaça à Espanha na defesa do título europeu?

João Pinto: Não há equipas fracas ou fáceis num evento como este e toda a gente quer tornar-se campeão da Europa ou do Mundo.

Conteúdos relacionados