O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Inglaterra triste olha para o futuro

Steven Gerrard falou da tristeza da Inglaterra após a derrota nas grandes penalidades frente à Itália, enquanto Wayne Rooney e Glen Johnson viram sinais positivos para o futuro.

A participação da Inglaterra terminou nos quartos-de-final
A participação da Inglaterra terminou nos quartos-de-final ©Getty Images

O capitão da Inglaterra, Steven Gerrard, falou da tristeza no balneário depois da derrota nas grandes penalidades frente à Itália, que terminou com a sua participação nos quartos-de-final do UEFA EURO 2012, enquanto o avançado Wayne Rooney considerou que a boa organização evidenciada é "um bom sinal para o futuro".

Steven Gerrard, médio da Inglaterra
Estou com os jogadores que, desde o primeiro dia, deram tudo e hoje voltaram a fazê-lo. Pensava que desta iríamos ter sorte nos penaltis, mas voltou a não acontecer.

Num desempate por grandes penalidades, quanto se está à frente, rezamos para que as coisas corram a nosso favor. Crédito à Itália, são uma equipa fantástica e eles tiveram mais sorte nos penaltis.

Wayne Rooney, avançado da Inglaterra
Como é de esperar, estamos muito em baixo, mas saímos de cabeça erguida. Ninguém esperava muito de nós neste Europeu e mostrámos que somos uma boa equipa. Fomos organizados e isso é bom para o futuro. Há muitos jovens jogadores e esta experiência sem dúvida que os vai ajudar. Estamos entusiasmados com isso.

Eles tiveram mais posse de bola e oportunidades, mas não tiveram daquelas evidentes - talvez uma do [Mario] Balotelli, na primeira parte. Defendemos bem e esperámos que surgisse aquela possibilidade de marcar. Infelizmente fomos aos penaltis e tudo pode acontecer nessas situações.

Glen Johnson, defesa da Inglaterra
Nunca é simpático sermos afastados de uma grande competição. Mas uma vez chegados às grandes penalidades, tudo pode acontecer. Acho que mostrámos que sabemos defender como equipa e o quão difícil é marcaram-nos golos.

[A Itália] é uma equipa fantástica, vão ser um dos favoritos à vitória na prova. Têm alguns jogadores fantásticos. Mas penso que hoje jogámos bem, mas fomos infelizes nos penaltis.