O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Dzagoev e Pilař partilham feito

Václav Pilař pode ter perdido o jogo, mas os seus esforços individuais no ataque permitiram-lhe liderar o Índice Castrol Edge, juntamente com o autor russo de dois golos, Alan Dzagoev.

Alan Dzagoev bisou pela Rússia
Alan Dzagoev bisou pela Rússia ©Getty Images

Os dois golos de Alan Dzagoev na vitória da Rússia sobre a República Checa tornaram-no a figura da partida de abertura do Grupo A – e foi sem surpresa que surgiu no topo do Castrol Edge Index.

O jogador do PFC CSKA Moskva ocupou o primeiro lugar do Index, em igualdade com o checo Václav Pilar, com um resultado de 9.51. Dzagoev, que fez apenas o terceiro jogo desde que recuperou de um dedo partido num pé, abriu o marcador para a Rússia e ainda fez o terceiro golo dos russos, acabando com as esperanças checas quando o resultado estava em 2-1.

O extremo, de 21 anos, jogou no lado direito do tridente atacante da Rússia e marcou em duas das três tentativas que fez, primeiro na recarga a um cabeceamento ao poste de  Aleksandr Kerzhakov e depois com um disparo potente a passe de Roman Pavlyuchenko.

A eficácia de Pilar foi ainda mais impressionante. O avançado checo rematou sempre na direcção da baliza, nos quatro remates que fez. Um deles deu golo, aos 52 minutos, após uma assistência de  Jaroslav Plašil que rasgou a defesa russa, numa jogada em que passou calmamente pelo guarda-redes  Vyacheslav Malafeev antes de atirar para a baliza. Pilar só tinha jogado três vezes na qualificação, mas foi uma ameaça constante no ataque checo, acertando os 11 passes efectuados no último terço do terreno.

Numa vitória que acabou por ser confortável da equipa de Dick Advocaat, foi outro jogador russo, o médio Roman Shirokov, a completar o pódio do Index, graças ao golo que marcou, na altura a fazer o 2-0 para a Rússia.

Índice Castrol Edge: Rússia - República Checa
1. Alan Dzagoev (RUS) 9,51
2. Václav Pilař (CZE) 9,51
3. Roman Shirokov (RUS) 9,05
4. Jaroslav Plašil (RUS) 8,75
5. Vyacheslav Malafeev (RUS) 8,64

Factos-chave
10 – A República Checa rematou dez vezes à baliza, mais três que o adversário, que no entanto marcou quatro golos.

0 – Nenhum dos jogadores que estiveram em campo receberam cartões.

2 – O número de assistências do estratega russo Andrey Arshavin.

5 – Jaroslav Plašil foi sem dúvida o criativo da República Checa, assistindo para cinco dos oito primeiros remates da sua equipa, incluindo o lance do golo.

17 – Roman Pavlyuchenko marcou, fez uma assistência e completou os nove passes que efectuou, tudo isto em apenas 17 minutos em campo.

Citações
Alan Dzagoev: "Estou muito feliz por termos ganho o primeiro jogo. É o primeiro de seis passos rumo à final. Quando ficou 2-1 as coisas complicaram-se para nós, mas o Roman Pavlyuchenko desempenhou um papel importante e marcou um bom golo."

Conteúdos relacionados