O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Prandelli motivado pelo entusiasmo dos adeptos

Após uma recepção calorosa em Cracóvia, Cesare Prandelli está determinado que a sua equipa corresponda ao entusiasmo dos adeptos no UEFA EURO 2012, explicando: "Queremos praticar um bom futebol."

Os 23 convocados de Itália partiram de Pisa para o centro de estágio do UEFA EURO 2012 em Cracóvia
Os 23 convocados de Itália partiram de Pisa para o centro de estágio do UEFA EURO 2012 em Cracóvia ©Getty Images

Após uma emotiva despedida no aeroporto de Pisa e uma recepção calorosa em Cracóvia, o seleccionador de Itália, Cesare Prandelli, está determinado que a sua equipa mostre o mesmo entusiasmo em campo durante o UEFA EURO 2012

Os italianos sofreram uma enorme desilusão no Campeonato do Mundo, há dois anos, mas têm uma grande tradição de marcar presença nas fases mais adiantadas das grandes competições internacionais. Mesmo quando está longe da melhor forma, a selecção que já foi por quatro vezes campeã do Mundo tem sabido sempre encontrar soluções para fazer o resultado que necessita. Contudo, no UEFA EURO 2012, parece que o único objectivo que Prandelli traçou para a sua equipa é reencontrar o futebol atractivo que permitiu garantir a presença na Polónia.

"Não tenho qualquer objectivo", afirmou Prandelli na primeira conferência de imprensa que decorreu na "casa azzurri", após a chegada a Cracóvia. "Quero colocar em campo uma equipa que saiba jogar colectivamente do primeiro ao último minuto, independentemente do adversário. Tivemos altos e baixos devido às lesões, mas queremos voltar a fazer aquilo que sabemos, queremos ser uma equipa que pratica um bom futebol."

A selecção de Itália contou com a presença de muitos adeptos na despedida no aeroporto de Pisa e voltou a encontrar uma grande multidão na chegada ao Aeroporto Papa João Paulo II, onde foram recebidos por um grupo de 100 alunos, que deu especial atenção ao carismático Mario Balotelli. Mais tarde, mais de 13 mil adeptos estiveram no Estádio Municipal de Cracóvia para apoiar os italianos no primeiro treino na Polónia.

É este tipo de fervor que Prandelli pretende ver nos seus jogadores. "O entusiasmo pode sofrer uma quebra quando se passa por um período difícil, mas vimos o número de pessoas que marcou presença em Pisa, a multidão que esteve à nossa espera no estádio e os milhares de pessoas que fizeram questão de nos apoiar na derrota com o Rússia, em Zurique. Estes adeptos transmitiram-nos uma enorme dose de entusiasmo."

"O nosso objectivo era a qualificação para o EURO, mas a maneira como o conseguimos deixou-nos muito satisfeitos, porque ninguém estava à espera que jogássemos tão bem. Desde então, tivemos problemas com lesões e alguns jogadores não estiveram ao nível que esperávamos. Isso criou-nos a dúvida se seríamos capazes de jogar da melhor forma e de ser protagonistas deste Europeu. Para ser sincero, tenho de confessar que estou muito curioso para ver se temos uma equipa suficientemente boa para fazer alguma coisa nesta competição". Prandelli não é o único com esta dúvida.