O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Gales surpreende Bélgica e defronta Portugal

País de Gales 3-1 Bélgica
A selecção orientada por Chris Coleman esteve a perder bem cedo, deu a volta ao resultado e marcou encontro com Portugal nas meias-finais.

Resumo do EURO 2016: País de Gales 3-1 Bélgica
Resumo do EURO 2016: País de Gales 3-1 Bélgica
  • País de Gales nas meias-finais depois de virar o resultado ante uma bem mais cotada Bélgica
  • Radja Nainggolan inaugura o marcador em Lille, junto á fronteia belga
  • Ashley Williams empata para os galeses e Hal Robson-Kanu consuma a reviravolta aos 55 minutos
  • Galeses aguentam pressão belga e sentenciam desfecho do jogo com o terceiro golo, perto do fim, por Sam Vokes
  • País de Gales vai defrontar Portugal na meia-final em Lyon na quarta-feiram, 6 de Julho


A equipa de Marc Wilmots entrou ao ataque. Logo aos sete minutos, Romelu Lukaku subiu pela esquerda e cruzou para o remate de Yannick Carrasco, o guarda-redes Wayne Hennessey defendeu o remate, mas a bola sobrou para Thomas Meunier, que rematou para a baliza, com Neil Taylor a evitar o golo sobre a linha de baliza e Eden Hazard a rematar por alto na recarga. Gareth Bale respondeu dois minutos depois, correu meio-campo com a bola, mas o remate acertou nas malhas laterais

EURO 2016: Tudo o que precisa saber

Os belgas inauguraram o marcador aos 13 minutos. Radja Nainggolan desferiu um remate violentíssimo e colocado a 25 metros da baliza, não dando qualquer hipóteses de defesa ao guarda-redes galês. Os homens de Chris Coleman quase marcaram aos 26 minutos, Aaron Ramsey cruzou atrasado e Neil Taylor surgiu a rematar forte, mas Thibaut Courtois adiou o empate com uma defesa sensacional.

Veja Gales celebrar a vitória sobre a Bélgica
Veja Gales celebrar a vitória sobre a Bélgica

O golo do empate dos galeses surgiu aos 31 minutos. Ramsey marcou um pontapé de canto e o capitão Ashley Williams surgiu imparável a cabecear para o fundo da baliza belga. Três minutos depois, Bale, em jogada individual, voltou a obrigar Courtois a mostrar qualidades. Nos instantes finais do primeiro tempo, Hal Robson-Kanu surgiu a cabecear com perigo, mas Courtois segurou o empate até ao intervalo.

A Bélgica voltou a começar melhor, com Meunier a cruzar para um cabeamento de Romelu Lukaku que passou pouco ao lado do alvo. A pressão era intensa, ainda antes dos 50 minutos, Kevin De Bruyne e Hazard também falharam por muito pouco a baliza galesa, mas foram os galeses que consumaram a reviravolta aos 54 minutos. Robson-Kanu recebeu a bola na área e trabalhou bem para bater Courtois com um remate de pé esquerdo.

Marouane Fellaini foi lançado ao intervalo e aos 74 minutos esteve perto de fazer o empate, mas o cabecamento saiu a rasar o poste da baliza galesa.

O País de Gales confirmou o triunfo a cinco minutos do final, Chris Gunter cruzou da direita e Sam Vokes surgiu a cabecear para o fundo da baliza. Um triunfo histórico só manchado polos cartões amarelos vistos por Ben Davies e Ramsey, que vão falhar o jogo com Portugal na quarta-feira.

Melhor em Campo: Hal Robson-Kanu

EURO 2016: Equipa do Torneio

"Onzes"

Equipa de Gales alinhada no Stade Pierre-Mauroy
Equipa de Gales alinhada no Stade Pierre-MauroyVI-Images via Getty Images

País de Gales: Hennessey; Davies, Ashley Williams (c), Chester; Gunter, Ramsey (Collins 90), Ledley (King 78), Allen, Taylor; Bale, Robson-Kanu (Vokes 80)
Suplentes: Owain Fôn Williams, Ward, George Williams, Edwards, Richards, Cotterill,Jonathan Williams, Vaughan, Church
Seleccionador: Chris Coleman

Bélgica: Courtois; Jordan Lukaku (Mertens 75), Denayer, Alderweireld, Meunier; Hazard (c), Witsel, De Bruyne, Nainggolan, Carrasco (Fellaini 46); Romelu Lukaku (Batshuayi 83)
Suplentes: Mignolet, Gillet, Origi, Kabasele, Dembélé, Benteke, Ciman
Seleccionador: Marc Wilmots

Árbitro: Damir Skomina (Eslovénia)