O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Adrien Silva só pensa no primeiro lugar

A selecção de Portugal realizou mais um treino em Marcoussis, com duas ausências notadas por problemas físicos, mas antes, Adrien Silva falou aos jornalistas sobre as hipóteses lusas.

Adrien Silva ambicioso quanto ao desfecho do Grupo F
Adrien Silva ambicioso quanto ao desfecho do Grupo F ©AFP/Getty Images

A selecção portuguesa realizou mais uma sessão de trabalho esta segunda-feira, tendo em vista o decisivo encontro na fase de grupos do UEFA EURO 2016, diante da Hungria, na quarta-feira. André Gomes e Raphaël Guerreiro foram ausências notadas no apronto matutino, ambos a contas com problemas na coxa - realizaram exames e estão em dúvida para o embate ante os húngaros.

Antes do treino, Adrien Silva marcou presença na conferência de imprensa em Marcoussis, tendo estado à conversa com o EURO2016.com. O médio garantiu que "a equipa está preparada, tem experiência suficiente" e tudo fará para terminar no primeiro lugar do Grupo F.

Ainda sobre o embate da segunda jornada, diante da Áustria, o centro-campista do Sporting CP avançou: "Portugal teve a maior parte do jogo no meio-campo da Áustria - teve inúmeras oportunidades para chegar à vantagem, mas não foi o caso - houve alguma tristeza por não ter acontecido o que queríamos."

É verdade que Portugal ainda não venceu na prova, embora no entender de Adrien isso pudesse ter acontecido em ambos os jogos: "No primeiro jogo tivemos uma boa fase ofensiva, com bastantes oportunidades, mas neste último isso foi ainda mais flagrante. Criámos oportunidades claras de golo e essa foi a diferença que houve do primeiro para o segundo jogo."

No que toca ao próximo desafio da equipa lusa, o atleta de 27 anos sublinhou: "Tal como nos outros jogos do Europeu, todas as equipas estão bem preparadas física e tacticamente. No entanto, penso que Portugal tem muita qualidade e hipóteses de contrariar a Hungria. Agora temos que fazer pela vida para podermos acabar em primeiro do nosso grupo. Só dependemos de nós e só há um desfecho para podermos terminar em primeiro lugar, que passa pela vitória."

Nascido em França, Adrien conhece bem a realidade dos portugueses que vivem no país e está apostado em dar uma prenda aos adeptos portugueses que têm apoiado a selecção: "Queremos retribuir este apoio fantástico que nos têm dado, não só nos estádios mas também a cada dia que o autocarro entra ou sai do nosso centro de estágios. A equipa tem feito tudo para retribuir com vitórias mas não conseguiu essa recompensa."

Sobre as aspirações de Portugal no EURO, Adrien resumiu: "O nosso objectivo continua intacto, e passava por acabar a fase de grupos em primeiro lugar. Isso só depende de nós, o que torna o cenário ainda mais intenso mas de uma forma positiva. A equipa está preparada e tem experiência suficiente para este tipo de jogos."