Clubes beneficiam com o UEFA EURO 2012

O Comité Executivo da UEFA aprovou, na sua reunião de Kiev, o mecanismo que vai ser aplicado para distribuir pelos clubes parte das receitas do UEFA EURO 2012.

Uma imagem da meia-final entre Portugal e Espanha em Donetsk
©Getty Images

Cerca de 580 clubes, representando as 53 federações membros da UEFA, vão beneficiar da distribuição de receitas do UEFA EURO 2012. Este é um aumento substancial de cerca de 400 clubes em comparação com os 180 que foram contemplados em 2008.

Com a assinatura de um novo Memorando de Entendimento entre a Associação Europeia de Clubes (ECA) e a UEFA, em Março de 2012, o montante disponível para pagamento aos clubes foi fixado em 100 milhões de euros para o UEFA EURO 2012.

Na sequência de uma proposta da Direcção da ECA, e após conversações intensas entre a UEFA e a associação de clubes, o Comité Executivo da UEFA aprovou este sábado o mecanismo que vai ser usado para distribuir os pagamentos aos clubes a partir das receitas do UEFA EURO 2012.

Este resultado foi possível devido à decisão de reservar 40 milhões de euros para todos os clubes que dispensaram jogadores para os jogos de qualificação para o UEFA EURO 2012. Estes emblemas vão receber uma verba semelhante por cada jogador que participou em jogos de qualificação.

Os restantes 60 milhões de euros vão ser distribuídos pelos clubes que tiveram jogadores na fase final do UEFA EURO 2012. O montante total será dividido num valor fixo por jogador e por dia, ponderado de acordo com o nível do clube no futebol europeu. Os detalhes sobre este mecanismo serão divulgados quando os cálculos estiverem completos.

O Presidente da UEFA, Michel Platini, comentou: "Graças à excelente cooperação entre a UEFA e a ECA, esta decisão vai beneficiar toda a família do futebol e ajudar a definir um futuro bom e sólido para o futebol europeu".

O presidente da ECA, Karl-Heinz Rummenigge, afirmou: "O aumento de 55 para 100 milhões de euros reconhece o grande contributo que os clubes dão para o sucesso do Europeu. O novo mecanismo de distribuição é o resultado de uma grande colaboração entre a ECA e a UEFA. Estamos satisfeitos com o resultado, pois vai beneficiar todo o futebol e não apenas estes 580 clubes”.

Topo