O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Éder dá vitória e apuramento a Itália

Itália 1-0 Suécia
Um brilhante lance individual de Éder, a dois minutos do fim, deu à Itália a segunda vitória no Grupo E e consequente apuramento.

Resumo do EURO 2016: Itália 1-0 Suécia
Resumo do EURO 2016: Itália 1-0 Suécia
  • Éder marca a dois minutos do final e apura Itália para os oitavos-de-final
  • Antes, Marco Parolo acertara na trave, numa ponta final bastante forte da Itália
  • Suécia continua com um ponto e sem qualquer remate enquadrado com as balizas adversárias
  • Próximos jogos do Grupo E, a 22 de Junho: Itália - República da Irlanda, Suécia - Bélgica
  • Consulte a antevisão, a acção do encontro e as reacções no UEFA.com


Um golo de Éder à entrada do último minuto deu o triunfo à Italia sobre a Suécia, em jogo da segunda jornada do Grupo E, que assim valeu o apuramento dos "azzurri" para os oitavos-de-final do UEFA EURO 2016.

EURO 2016: Tudo o que precisa saber

Em relação ao encontro com a República da Irlanda, a Suécia teve, desta vez, Victor Lindelöf logo de início no lado direito da defesa, o que levou à titularidade de Erik Johansson no centro da defesa, de onde saira o defesa do Benfica. Já a Itália começou a partida com Alessandro Florenzi a ocupar o lugar de Mattia Darmian relativamente ao triunfo sobre a Bélgica.

Resumo: As melhores defesas do UEFA EURO 2016
Resumo: As melhores defesas do UEFA EURO 2016

A Itália continuou com a estratégia de chamar a si a Suécia para depois lançar passes longos para as costas da defesa, mas desta feita, e face ao maior recuo da linha defensiva sueca, quando comparado com a da Bélgica, os passes não saíram com precisão.

O único remate enquadrado com a baliza efectuado na primeira parte pertenceu à Itália, e ocorreu logo aos nove minutos, quando Florenzi rematou de ângulo apertado para defesa fácil de Andreas Isaksson.

O único lance em que a Suécia chegou à área contrária com relativo perigo aconteceu já perto do intervalo, quando Zlatan Ibrahimovic fez um passe longo para Sebastian Larsson que amorteceu para John Guidetti rematar para a bancada.

A segunda parte trouxe muito mais motivos de interesse e, logo a abrir, Leonardo Bonucci encontrou Marco Parolo a meio-campo e este serviu Éder, que descobriu Graziano Pellè para um remate sobre a barra.

Aos 70 minutos, Ibrahimovic, a menos de um metro da baliza, rematou em cima da trave, valendo ao capitão sueco ter-lhe sido assinalado fora-de-jogo, poupando-lhe uma vergonha maior.

A Suécia fez, depois, entrar dois médios-ala e Jimmy Durmaz teve espaço para executar um remate perigoso, mas este saiu muito torto. A Itália, por seu turno, era bastante mais precisa e faltaram milímetros para que marcasse aos 82 minutos, pois Marco Parolo cabeceou à trave, a cruzamento de Emanuele Giaccherini.

A dois minutos do final e quando todos esperavam um nulo como resultado final, Éder inventou um golo. O pequeno avançado recebeu a bola no lado esquerdo e flectiu para o meio até encontrar espaço para um remate em arco, indefensável para Isaksson.

O jogo terminou com a vitória italiana e a Suécia completou 180 minutos sem ter feito qualquer remate enquadrado com a baliza no EURO 2016, podendo ficar em situação delicada no grupo.

Melhor em campo: Éder (Itália)

EURO 2016: Equipa do Torneio
Suécia alinhada em Toulouse
Suécia alinhada em ToulouseAFP via Getty Images


Equipas

Itália: Buffon (c); Barzagli, Bonucci, Chiellini; Florenzi (Sturaro 85), Parolo, De Rossi (Thiago Motta 74), Giaccherini, Candreva; Pellè (Zaza 60), Éder
Suplentes: Sirigu, Marchetti, De Sciglio, Darmian, Ogbonna, Immobile, Insigne, Bernardeschi, El Shaarawy
Seleccionador: Antonio Conte

Suécia: Isaksson; Lindelöf, Johansson, Granqvist, Olsson; Larsson, Ekdal (Durmaz 79), Källström, Forsberg (Lewicki 79); Guidetti (Berg 85), Ibrahimović (c)
Suplentes: Olsen, Carlgren, Lustig, Jansson, Hiljemark, Wernbloom, Augustinsson , Kujović, Zengin
Seleccionador: Erik Hamrén

Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)