O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Wilmots explica transformação da Bélgica

Marc Wilmots explicou as alterações tácticas e as mudanças no "onze" que ajudaram a Bélgica a ganhar por 3-0 à Irlanda, que já aponta baterias ao jogo com a Itália.

EURO 2016 highlights: Belgium 3-0 Republic of Ireland
EURO 2016 highlights: Belgium 3-0 Republic of Ireland

Marc Wilmots, selecccionador da Bélgica
Analisámos o primeiro jogo da Irlanda e optámos por uma estratégia diferente hoje. Sabíamos que, se eles jogassem em losango, poderíamos fazer subir os laterais, pelo que preferimos fazer passes curtos pelo chão e foi assim que ganhámos. 

A opção por Moussa Dembélé foi simples. Ele segura bem a bola e quando temos Mousa e Axel Witsel em campo, um tem de ficar recuado. Treinámos bem e queria jogadores com boa técnica em campo hoje. Foi uma pena que ele se tenha lesionado, com uma entorse no tornozelo, mas não sei se poderá recuperar. Espero que esteja bem.

Martin O'Neill, seleccionador da República da Irlanda
Temos de analisar a nossa exibição e ver os erros que cometemos durante o jogo. O primeiro golo foi vital e surgiu de um ataque nosso. Tínhamos um livre a favor, a bola foi disputada na grande-área, os belgas contra-atacaram e marcaram da forma que sabem. É uma equipa muito boa.

É natural que tenhamos ficado um pouco desiludidos com a nossa exibição, tendo em conta o grande jogo que fizemos há poucos dias contra a Suécia. Não quero tirar mérito à Bélgica, que tem uma excelente equipa. Agora, teremos de ganhar à Itália. Temos de recuperar deste jogo e estaremos prontos para voltar à luta.