O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Antevisão: País de Gales - Bélgica

A mensagem dos seleccionadores para o jogo entre Gales e a Bélgica é semelhante: "jogar da mesma forma". No entanto, Chris Coleman e Marc Wilmots receberam notícias distintas sobre lesionados.

Watch Wales celebrate their win over Belgium
Watch Wales celebrate their win over Belgium
  • Belga Jan Vertonghen falha resto da prova após romper os ligamentos do tornozelo no treino, mas Eden Hazard deve estar apto
  • Com Thomas Vermaelen castigado, dois de entre Laurent Ciman, Jason Denayer e Jordan Lukaku devem ser titulares
  • Ashley Williams disponível no País de Gales, que somou quatro pontos frente aos belgas na fase de qualificação, e sem sofrer golos
  • Seleccionador Chris Coleman quer que o País de Gales "faça o mesmo que os trouxe até aqui"
  • Marc Wilmots diz que as lesões acontecem em torneios e criam oportunidades para outros
  • Jogo dos quartos-de-final realiza-se em Lille, muito perto da fronteira com a Bélgica; vencedor defronta Polónia ou Portugal


Equipas prováveis

País de Gales
: Hennessey; Gunter, Chester, Williams, Davies, Taylor; Allen, Ledley; Ramsey, Bale; Robson-Kanu.
Em risco de exclusão: Davies, Ramsey, Taylor, Vokes

Bélgica: Courtois; Meunier, Alderweireld, Ciman/Denayer, J Lukaku; Witsel, Nainggolan; Mertens/Carrasco, De Bruyne, Hazard; R Lukaku.
Ausente: Vermaelen (suspenso), Vertonghen (ligamentos do tornozelo esquerdo)
Em dúvida: Hazard (quadríceps),
Em risco de exclusão: Meunier, Witsel, Fellaini, Batshuayi

Declarações dos seleccionadores
Chris Coleman, País de Gales
Vamos desfrutar desde momento, como sempre temos feito. Este é mais um grande teste, apenas mais um, numa longa lista de desafios que já disputámos. É excelente estar nesta posição. Temos de voltar a fazer tudo o que nos permitiu estar nesta posição.

Dentro do grupo existe a pressão para continuarmos a jogar bem. Tivemos de aprender a ganhar de forma diferente [neste torneio]. A Bélgica é reconhecida como uma das melhores selecções do panorama internacional e defrontámo-la quatro vezes nas duas últimas campanhas. Só estamos preocupados connosco e com a nossa preparação. O adversário é a Bélgica, mas isso não provoca qualquer tipo de ansiedade na minha equipa.

Precisamos de um líder, todas as equipas precisam de líderes, e nós temos um excelente balneário. O Ashley é o capitão. Estivemos preocupados com uma lesão no ombro, mas a equipa médica fez um trabalho fantástico e conseguiu recuperar o Ashley. É uma excelente notícia ele estar disponível.

Marc Wilmots, Bélgica
Estamos nos quartos-de-final, o jogo com a Hungria faz parte do passado e temos de nos concentrar no desafio com o País de Gales. Temos de continuar a fazer aquilo que temos feito tão bem até aqui. Ninguém sabe que equipa vai jogar, quero que todos estejam preparados para jogar.

Um treinador tem sempre receio que a equipa tenha um dia negativo. Pode acontecer. O jogo com a Hungria correu bem, mas temos de manter a concentração e não é um dado adquirido que vamos ganhar facilmente. Vai ser um jogo difícil, com um adversário diferente. Os galeses são uma equipa veloz, que pratica um bom futebol, e muitos dos seus jogadores alinham em Inglaterra.

É uma equipa que defende muito bem e que sai rapidamente em contra-ataque. Agora o objectivo é diferente, não é um jogo da qualificação, em que contam os pontos. Vamos entrar em campo com a noção de que estamos a lutar por um lugar nas meias-finais do EURO, que é algo completamente diferente.

Guia de forma (todas as competições, mais recente em primeiro)
País de Gales: VVDVDDEDVD
Bélgica: VVDVEVDVVV

Sabia que?
Hazard e Divock Origi começaram a carreira profissional no LOSC Lille, tendo atravessado a fronteira para França para integrarem a academia do clube. Saiba mais em nossa retrospectiva alargada do jogo.

Siga o jogo nas redes sociais (#WALBEL)
@UEFAEURO
UEFA EURO no Facebook
UEFA EURO no Instagram