Hamšík apontado aos melhores da Europa

Marek Hamšík está "preparado para jogar num grande clube", diz Ján Kozák, após brilhar pela Eslováquia frente à Rússia; Leonid Slutski lamenta que a sua equipa não tenha marcado primeiro.

EURO 2016 highlights: Russia 1-2 Slovakia
EURO 2016 highlights: Russia 1-2 Slovakia

Ján Kozák, seleccionador da Eslováquia
O Marek Hamšík tem estado a jogar bem pela Eslováquia há bastante tempo. Ele é um dos líderes da equipa juntamente com o Martin Škrtel. O seu rendimento frente à Rússia foi fantástico.

Ajudou bastante a equipa na defesa e marcou um golo de belo efeito que contribuiu decisivamente para a nossa vitória. Não sei se vamos ficar no Europeu o tempo suficiente para ele vir a ser considerado um dos melhores jogadores da competição, mas podemos dizer que ganhou maturidade quer como pessoa quer como jogador ao serviço do Nápoles. Já está pronto para jogar num grande clube.

Houve muita tensão e equilíbrio ao longo do jogo. Ninguém estava disposto a conceder espaços ao adversário. Conseguimos marcar um golo graças a um excelente trabalho do Vladimír Weiss e depois o Marek Hamšík fez o segundo na sequência de um lance de bola parada iniciado pelo Weiss.

No intervalo dissemos que só estávamos a ganhar 2-0. Tivemos o jogo sob controlo durante um período, mas depois ficámos cansados. Os últimos dez minutos foram demasiado longos para nós.

Marek Hamšík, médio da Eslováquia
Até onde posso chegar? Não sei. Apenas posso dizer que estou satisfeito pelo que fiz até aqui. Há tempo para melhorar as minhas capacidades e vamos a ver até onde poderei chegar.

Esta vitória foi muito importante para nós, uma vez que abriu caminho para os oitavos-de-final. Não temos que nos preocupar em demasia com o jogo Inglaterra-Gales. Temos quatro ou cinco dias para recuperar para o jogo contra os favoritos do grupo (Inglaterra).  Vai ser uma partida ainda mais difícil do que as duas que já disputámos.

Leonid Slutski, seleccionador da Rússia 
Não escolhemos bem o onze titular? Não, eu não diria isso porque se o nosso plano inicial tivesse corrido bem e se tivéssemos marcado primeiro, o jogo teria sido certamente diferente. Em desvantagem no marcador, tivemos de alterar o nosso plano, sobretudo o sistema da equipa no meio-campo. 

Glushakov, médio da Rússia 
Perdemos, mas penso que vamos ter uma outra boa oportunidade contra Gales. Temos de seguir em frente e dar 100 ou até 200% para alcançarmos um bom resultado.

Topo