Factos: Leipzig - Benfica

O Leipzig arrancou para uma boa campanha após ganhar no campo do Benfica na primeira jornada e garante a qualificação no Grupo G se voltar a bater a equipa de Bruno Lage.

Seferović marcou o golo do Benfica na primeira jornada
Seferović marcou o golo do Benfica na primeira jornada ©Getty Images

O Leipzig venceu três dos quatro jogos do Grupo G e está perto de garantir pela primeira vez a passagem à fase a eliminar da UEFA Champions League, mas o desafio da quinta jornada é decisivo para as aspirações do Benfica.

• Na primeira jornada, os dois golos de Timo Werner deram o triunfo ao Leipzig, por 2-1, em Lisboa, com o golo de Haris Seferović a surgir demasiado tarde para a equipa da casa.

• O Leipzig somou mais duas vitórias e uma derrota, pelo que lidera o grupo com nove pontos, mais dois que Lyon, enquanto o Zenit é terceiro com quatro pontos e o Benfica quarto com três.

Highlights: Benfica 1-2 Leipzig
Highlights: Benfica 1-2 Leipzig

O Leipzig garante a qualificação se não perder com o Benfica e assegurará o primeiro lugar se vencer e o Lyon não somar três pontos. O Benfica ficará fora dos dois primeiros se não bater o Leipzig.

• Embora o jogo da primeira jornada tenha sido o primeiro encontro oficial entre as duas equipas equipas, ambas defrontaram-se num jogo particular no Verão de 2017, em que o Leipzig ganhou por 2-0 em Londres. Marcel Halstenberg apontou um dos golos.

Guia de forma

Leipzig

• Depois de derrotar o Benfica na primeira jornada, o Leipzig perdeu por 2-0 na recepção ao Lyon, conseguindo reagir com triunfos sobre o Zenit em casa (2-1) e fora (2-0), somando cinco vitórias em dez jogos na UEFA Champions League.

• Terceiro na Bundesliga e finalista da Taça da Alemanha na época passada, o Leipzig está a realizar a terceira campanha europeia e este será apenas o seu 29º jogo. Foi o primeiro clube a fazer a estreia europeia na fase de grupos da UEFA Champions League, em 2017/18, quando somou sete pontos e ficou em terceiro lugar num grupo em que também estavam Beşiktaş, Porto e Mónaco. Os alemães chegaram até aos quartos-de-final da UEFA Europa League, mas foram eliminados pelo Marselha.

• O primeiro jogo europeu do Leipzig em casa foi um empate a um golo com o Mónaco na primeira jornada há dois anos. Nessa época, nos outros jogos da fase de grupos em casa, bateu o Porto por 3-2 no único jogo com um clube português na Alemanha, mas perdeu por 2-1 com o Beşiktaş.

• O resultado da primeira jornada leva a que o Leipzig some duas vitórias e uma derrota nos três jogos frente a clubes portugueses, com seis golos marcados e seis sofridos.

Resumo: Leipzig 2-1 Zenit
Resumo: Leipzig 2-1 Zenit

• Em 2018/19, o clube alemão ultrapassou três eliminatórias para atingir a fase de grupos da UEFA Europa League , mas foi eliminado depois de ficar atrás de Salzburgo e Celtic, com apenas sete pontos em seis jogos.

• O Leipzig venceu oito dos 14 jogos em casa nas competições europeias (E2 D4), mas soma apenas dois triunfos nos últimos cinco desafios (E1 D2).

Benfica
• Apesar do triunfo sobre o Lyon, por 2-1, na terceira jornada, as derrotas na recepção ao Leipzig e em casa de Zenit e Lyon (ambas 1-3) levam a que o Benfica tenha ganho apenas três dos últimos 17 jogos na UEFA Champions League, da fase de grupos até à final (E1 D13).

Resumo: Lyon 3-1 Benfica
Resumo: Lyon 3-1 Benfica

• Em 2018/19, o Benfica ficou no terceiro lugar do Grupo E com sete pontos, atrás de Bayern e Ajax, tendo passado para a UEFA Europa League. Depois de afastar Galatasaray (2-1 no total) e Dínamo Zagreb (3-1 no total), foi eliminado pelo Eintracht Frankfurt, devido aos golos marcados fora, nos quartos-de-final (4-2 c, 0-2 f).

• O Benfica foi derrotado em 15 dos últimos 27 desafios europeus.

• Apesar das vitórias no terreno de PAOK, AEK e Galatasaray na época passada, o Benfica ganhou apenas três dos últimos 15 jogos fora de Portugal (E2 D10).

• A derrota da época passada no reduto do Eintracht foi o quinto desaire consecutivo do Benfica na Alemanha, com um total de 15 golos sofridos e apenas dois marcados. O clube portugês venceu apenas dois dos 25 jogos disputados na Alemanha, tendo sofrido 17 derrotas, e também foi derrotados em solo alemão pelo PSV Eindhoven na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus, no desempate por grandes penalidades, após um nulo em Estugarda.

• Campeão português pela 37ª vez na época passada, alargando o seu próprio recorde, o Benfica está na fase de grupos pela 15ª vez, embora só tenha passado aos oitavos-de-final em cinco dessas 14 campanhas. Os encarnados alcançaram os quartos-de-final em 1994/95.

Resumo: Zenit 3-1 Benfica
Resumo: Zenit 3-1 Benfica

As "águias" chegaram a sete finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus, tendo conquistado o troféu em 1961 e 1962.

Ligações e curiosidades
• O guarda-redes do Benfica, Odisseas Vlachodimos, nasceu na Alemanha e começou a carreira no Estugarda, cidade onde nasceu. Foi membro não utilizado na selecção da Alemanha que venceu o Campeonato da Europa de Sub-21 de 2017.

• O avançado do Benfica, Haris Seferović, jogou três épocas no Eintracht Frankfurt, marcando 16 golos na Bundesliga, antes de se mudar para Lisboa em 2017. Fazia parte da equipa que perdeu por 3-0 contra o Leipzig em Janeiro de 2017, quando Werner marcou o segundo golo, enquanto Marcel Sabitzer e Yussuf Poulsen marcaram no empate a dois golos entre Leipzig e Eintracht, em Maio desse ano.

• Emil Forsberg marcou o único golo no triunfo da Suécia sobre a Suíça, que contou com Seferović como suplente utilizado na segunda parre, nos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo de 2018.

• Colegas nas selecções: Yvon Mvogo e Haris Seferović (Suíça).

• Yussuf Poulsen marcou o único golo no triunfo da Dinamarca sobre a Suíça de Seferović, por 1-0, a 12 de Outubro, na qualificação para o UEFA EURO 2020.

• Hannes Wolf fazia parte da equipa do Salzburgo que venceu o Benfica por 2-1 e conquistou a final da UEFA Youth League de 2017. Rúben Dias, Florentino Luís, Gedson Fernandes e Jota jogaram pela equipa portuguesa.

Últimas notícias


Leipzig
• O Leipzig ganhou os últimos cinco jogos oficiais, com 24 golos marcados e apenas quatro sofridos. Sábado recebeu e venceu o Colónia por 4-1.

• Quatro dias após o triunfo no terreno do Zenit, o Leipzig foi ganhar por 4-2 a casa do Hertha Berlin, com Timo Werner a bisar. O avançado apontou 16 golos em 18 jogos esta época pelo Leipzig, incluino o que abriu caminho ao triunfo sobre o Colónia.

• A triunfo por 8-0 na recepção ao Mainz a 2 de Novembro foi a maior goleada da história do clube. Já não marcava oito golos desde a vitória por 8-2 sobre o Wilhelmshaven na Regionalliga Nord, a quarta divisão da Alemanha, a 19 de Fevereiro de 2012.

• Marcel Halstenberg disputou frente ao Colónia o seu primeiro jogo desde a quarta jornada da fase de grupos da Champions League, mas Nordi Mukiele não joga desde 9 de Novembro devido a uma lesão muscular.

• Willi Orban foi substituído na primeira parte do triunfo do Leipzig em Wolfsburgo, por 6-1, na Taça da Alemanha, a 30 de Outubro, devido a uma lesão num joelho que o obrigou a ser operado; só deve voltar a jogar em 2020.

• Kevin Kampl não deverá a voltar a jogar em 2019 devido a uma lesão no tornozelo direito.

• Patrik Schick saltou do banco sábado, frente ao Colónia, recuperado de uma lesão num tornozelo que o afastava dos relvados desde 14 de Outubro.

•  Ibrahima Konaté (de fora desde 2 de Outubro devido a uma lesão na anca), Tyler Adams (início de Agosto, metatarso) e Hannes Wolf (17 de Junho, fractura de um tornozelo) já regressaram aos treinos.

Benfica
• Sábado o Benfica esteve a perder mas virou o marcador e benceu por 2-1 no terreno do Vizela, do terceiro escalão, nos 16 avos-de-final da Taça de Portugal.

• As “águias” iniciaram a defesa do título de campeão português com dez vitórias em 11 jogos, a única derrota foi na recepção ao Porto, por 2-0, a 24 de Agosto.

• Este desaire terminou com a série de 11 vitórias do Benfica no campeonato; A equipa de Bruno Lage venceu 19 dos últimos 20 jogos na prova.

• O Benfica marcou 55 golos nos últimos 18 jogos na Liga.

• O clube de Lisboa manteve a baliza inviolada em oito jogos do campeonato esta época, incluindo seis dos últimos oito desafios.

• O triunfo por 1-0 em Tondela, em 27 de outubro, foi a 25ª vitória na Liga para Bruno Lage, ao 27º jogo, foi o treinador a atingir mais rapidamente esta marca na história do Benfica.

• Carlos Vinícius marcou quatro golos nos últimos cinco jogos na Liga; o brasileiro também marcou, já perto do fim, o golo da vitória do fim-de-semana para a Taça de Portugal frente ao Vizela.

• Pizzi fez um golo e uma assistência nos dois últimos jogos do Benfica na Liga. O médio soma 13 golos em 18 jogos em todas as competições esta época.

• Pizzi marcou na goleada de 6-0 de Portugal na recepção à Lituânia, a 14 de Novembro, e também esteve, três dias depois, no triunfo por 2-0 no Luxemburgo que garantiu a qualificação para o UEFA EURO 2020.

• Rúben Dias jogou todos os minutos da campanha de qualificação de Portugal para o UEFA EURO 2020.

• Odisseas Vlachodimos foi titular nos dois derradeiros jogos de qualificação da Grécia para o UEFA EURO 2020 – vitórias sobre a Arménia (1-0 fora) e Finlândia (2-1 em casa).

• Haris Seferović sofreu uma lesão nos gémeos no aquecimento antes do triunfo da Suíça, por 1-0, sobre a Geórgia, a 15 de Novembro, e depois não participou na goleada por 6-1 em Gibraltar, falhando também o jogo do Benfica com o Vizela.

• Tomás Tavares e Florentino fizeram a estreia pelos Sub-21 de Portugal no empate 0-0 na recepção à Eslovénia, a 14 de Novembro. Florentino e Jota marcaram, três dias depois, na vitória por 3-2 na Noruega na qualificação para o Campeonato da Europa de Sub-21 de 2021.

• Ferro não jogava desde a quarta jornada, depois de ter sido substituído no reduto do Lyon por ter sofrido uma pancada a cabeça, mas voltou, como titular, no triunfo sobre o Vizela.

• Rafa Silva esteve parado entre a segunda e a terceira jornadas, devido a um problema num adutor. Marcou o primeiro golo frente ao Lyon, mas sofreu uma lesão numa coxa a meio da primeira parte e poderá não voltar a jogar até final do ano.

• O Benfica conquistou a Supertaça portuguesa, a 4 de Agosto, ao golear o rival Sporting, por 5-0.

Topo