Paris 1-3 Manchester United: Reviravolta épica para a história

Uma grande penalidade de Marcus Rashford nos descontos permitiu ao United fazer história na UEFA Champions League.

Tudo o que precisa saber em 60 segundos

Marcus Rashford converteu um penalty aos 94 minutos e ajudou o Manchester United a completar uma recuperação histórica, apurando-se para os quartos-de-final à custa do Paris Saint-Germain.

Nunca na fase a eliminar da UEFA Champions League uma equipa tinha recuperado de uma derrota caseira por 2-0, mas o tento madrugador de Romelu Lukaku logo aos dois minutos representou um começo de sonho para os visitantes.

Para o Paris, este desaire traz de volta recordações dolorosas da famosa recuperação do Barcelona há duas épocas. O empate, da autoria de Juan Bernat, devolveu alguma tranquilidade, mas um erro pouco comum de Gianluigi Buffon permitiu a Lukaku bisar à passagem da meia-hora.

Markus Rashford bate Gianluigi Buffon
Markus Rashford bate Gianluigi Buffon©AFP/Getty Images

Ainda assim, o Paris não era muito incomodado na defesa, com Bernat a ficar perto de novo golo mas acertando no poste. O pior estava para vir, quando nos descontos Presnel Kimpembe desviou a bola com a mão, sendo assinalado penalty após consulta do VAR. Rashford fez o resto, não perdoando na conversão do castigo máximo e apurando os "red devils".

Romelu Lukaku celebra
Romelu Lukaku celebra©AFP/Getty Images

Melhor em Campo: Romelu Lukaku

Rashford mostrou uma calma incrível na marcação do penalty, mas o United não teria chegado a esse ponto se não fosse Lukaku, cujo terceiro bis em igual número de jogos abriu caminho para a vitória. O belga não teve muitas ocasiões para visar a baliza, mas aproveitou-as ao máximo.

Estatísticas principais

1: United é a primeira equipa na história da competição a dar a volta a uma derrota caseira por 2-0 na fase a eliminar.

2: United é a primeira equipa a apurar-se na UEFA Champions League após perder a primeira mão em casa por dois ou mais golos (34 casos anteriores).

4: United apurado para os quartos-de-final pela primeira vez desde 2014, após uma ausência de quatro anos.

11: United ganhou apenas dois dos últimos 11 jogos na fase a eliminar da UEFA Champions League.

24: Paris marcou nos últimos 24 jogos na UEFA Champions League.

O que significa?

O "toque de Midas" de Ole Gunnar Solskjær parece não ter desaparecido. Esta foi a sua 14ª vitória em 17 jogos desde que substituiu José Mourinho em Dezembro. Envergou um colete durante todo o jogo em Paris, fazendo parecer que a qualquer momento iria entrar em campo, mas agora tem uma nova função e parece muito à vontade nela. O United não temerá ninguém no sorteio de sexta-feira: o seu treinador não deixará.

Topo