Factos do Porto - Schalke

Porto ou Schalke, ou mesmo ambos, podem garantir a passagem aos oitavos-de-final neste confronto do Grupo D.

Otávio (à esquerda), do Porto, numa disputa de bola com Alessandro Schöpf, do Schalke, na primeira jornada
Otávio (à esquerda), do Porto, numa disputa de bola com Alessandro Schöpf, do Schalke, na primeira jornada ©AFP/Getty Images

Os dois primeiros classificados do Grupo D, Porto e Schalke, podem, individualmente ou em conjunto, garantir um lugar nos oitavos-de-final da UEFA Champions League quando medirem forças no Estádio do Dragão, na quinta jornada.

• O encontro na primeira ronda terminou 1-1. Breel Embolo deu vantagem à equipa da casa aos 64 minutos, mas Otávio respondeu, 11 minutos depois na conversão de uma grande penalidade.

• O Porto venceu os três jogos desde então e soma dez pontos, mais dois do que o Schalke, igualmente invicto. O clube alemão tem quatro pontos de vantagem sobre o Galatasaray, terceiro classificado, enquanto o Lokomotiv Moscovo está eliminado depois de ter perdido os quatro jogos.

• Isto significa que o Porto qualifica-se com um empate, ou se o Galatasaray não vencer no terreno do Lokomotiv, e ficará no primeiro lugar se ganhar. O Schalke garante o apuramento com uma vitória ou se o Galatasaray não vencer em Moscovo.

Resumo: Schalke 1-1 Porto
Resumo: Schalke 1-1 Porto

Confrontos anteriores
• O Schalke levou a melhor no desempate por grandes penalidades nos oitavos-de-final de 2007/08, depois de Kevin Kuranyi ter marcado aos quatro minutos da primeira mão em Gelsenkirchen e Lisandro López respondido a quatro do fim do encontro no Porto. A equipa alemã converteu todas a tentativas e ganhou por 4-1.

• O clube alemão também levou a melhor no outro encontro com os portistas, na primeira eliminatória da Taça UEFA de 1976/77, apesar de ter deixado fugir uma vantagem de dois golos na primeira mão em Portugal, num jogo que terminou empatado 2-2. O Schalke passou à ronda seguinte depois de vencer em casa por 3-2 graças a dois golos apontados nos últimos quatro minutos.

Guia de forma
Porto
• Depois do empate 1-1 no terreno do Schalke, o Porto venceu o Galatasaray por 1-0 em casa, na segunda jornada, antes de derrotar o Lokomotiv na Rússia (3-1) e em Portugal (4-1).

• O Porto venceu seis - e perdeu cinco - dos últimos 13 jogos europeus em casa. Somou seis pontos nessa condição na fase de grupos da época passada.

• O Porto conquistou a segunda Taça dos Campeões no estádio do Schalke, em Gelsenkirchen, quando a equipa de José Mourinho bateu o Mónaco, por 3-0, na final de 2004. O seu primeiro triunfo numa final da prova aconteceu frente a um clube alemão, em 1987, quando derrotou o Bayern, por 2-1, em Viena.

• O Porto participa pela 23ª vez na UEFA Champions League, recorde que partilha com Real Madrid e Barcelona.

• O Porto chegou aos oitavos-de-final nos últimos dois anos e ultrapassou a fase de grupos em três das últimas quatro épocas. Em 2017/18, a equipa de Sérgio Conceição foi eliminada nos oitavos-de-final por um total de 5-0 pelo Liverpool, mais tarde finalista. Os golos foram todos apontados na primeira mão, em Portugal.

• A equipa portuguesa também defrontou adversários alemães na fase de grupos da época passada, tendo batido o Leipzig por 3-1 em casa depois de ter perdido fora por 3-2. O Porto venceu seis dos seus sete jogos em casa na UEFA Champions League diante de visitantes da Bundesliga, entre os quais os quatro últimos. No total, ganhou nove das 16 partidas europeias frente a clubes alemães no Porto (E3 D4).

• No entanto, o Porto perdeu quatro dos últimos seis jogos frente a clubes alemães, em casa e fora, (V1 E1).

Schalke
• Depois de ter empatado em casa com o Porto, o clube alemão ganhou por 1-0 no terreno do Lokomotiv Moscovo na segunda jornada e somou quatro pontos nos dois embates com o Galatasaray (0-0 fora, 2-0 em casa). Esta série de três jogos seguidos sem sofrer golos é a mais longa que conseguiu na prova e permite partilhar com o Bayern (Grupo E) o melhor registo defensivo dos 32 clubes, pois sofreu apenas um golo nos quatro encontros disputados, precisamente contra os "dragões".

Tedesco fala sobre os segredos do sucesso do Schalke
Tedesco fala sobre os segredos do sucesso do Schalke

• Antes do empate no terreno do Galatasaray, o Schalke venceu três jogos seguidos fora na UEFA Champions League, incluindo um sensacional triunfo por 4-3 no reduto do Real Madrid na segunda mão dos oitavos-de-final da edição de 2014/15, mas não evitou a eliminação por um total de 5-4.

• O clube alemão perdeu apenas dois dos últimos 14 desafios europeus fora (V8 E4). 

• Vice-campeão da Bundesliga em 2017/18 - a melhor classificação no campeonato desde 2009/10 -, o Schalke participa na primeira campanha na fase de grupos da UEFA Champions League desde 2014/15, a terceira consecutiva.

• Semifinalista em 2011, o Schalke ficou-se pelos oitavos-de-final nas últimas três participações na UEFA Champions League.

• O clube alemão não participou em competições europeias na época passada, tendo atingido os quartos-de-final da UEFA Europa League em 2016/17, altura em que foi eliminado pelo Ajax, mais tarde finalista.

• A última visita do Schalke a Portugal terminou com uma derrota por 4-2 frente ao Sporting na fase de grupos da UEFA Champions League de 2014/15, o único desaire nos últimos cinco jogos, em casa e fora (V3 E1).

Ligações e curiosidades
• O treinador do Porto, Sérgio Conceição, orientou o Nantes na segunda parte da época de 2016/17 e Amine Harit fez 18 jogos e um golo sob o seu comando. Sérgio Oliveira, actual médio do Porto, jogou por empréstimo no Nantes nesse período.

Cinco grandes golos do Schalke
Cinco grandes golos do Schalke

Breel Embolo fazia parte da equipa do Basileia que empatou 1-1 em casa e perdeu por 4-0 no Porto nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2014/15. Óliver Torres, Héctor Herrera, Yacine Brahimi e Vincent Aboubakar jogaram pelo Porto.

• Herrera ajudou o México a derrotar a Alemanha por 1-0 no Campeonato do Mundo de 2018. Sebastian Rudy, do Schalke, foi suplente não utilizado nesse jogo, mas tinha sido titular no triunfo dos alemães, por 4-1, sobre o México de Herrera na meia-final da Taça das Confederações de 2017.

• Colegas nas selecções:
Yacine Brahimi e Nabil Bentaleb (Argélia)

• Jogou na Alemanha:
Riechedly Bazoer (Wolfsburgo, 2017-18)

• Jogaram juntos:
Riechedly Bazoer e Daniel Caligiuri (Wolfsburgo 2017)

Últimas informações

Porto
• O Porto venceu os últimos oito jogos em todas as competições - com 24 golos marcados e apenas quatro sofridos - e dez dos últimos 12 desafios, com a excepção a ser a derrota no reduto do Benfica a 7 de Outubro.

• Os "dragões" ganharam 2-0 em casa ao Belenenses, em encontro dos 16 avos-de-final da Taça de Portugal, no sábado.

• O registo do Porto esta época em casa é de V9 E1 GM26 GS7, com a única derrota a ser frente ao Vitória SC a 25 de Agosto. Foi o primeiro desaire em 36 jogos e depois de ter estado a ganhar por 2-0. Foi a primeira derrota em casa para o campeonato depois de desperdiçar um vantagem de dois golos desde 1942/43.

• O Porto marcou nos últimos 16 jogos em casa, depois da derrota por 5-0 com o Liverpool na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League da época passada.

Diogo Leite constrói o seu jogador perfeito
Diogo Leite constrói o seu jogador perfeito

• O Porto venceu o Braga por 1-0, a 10 de Novembro, num duelo do líderes. Francisco Soares marcou o golo decisivo, aos 88 minutos, após um cruzamento de Otávio.

• Soares, que também marcou no fim-de-semana, tem cinco golos em oito jogos. Ficou de fora da lista do Porto para a UEFA Champions League depois de ter falhado o início da época por lesão.

• Otávio também marcou frente ao Belenenses e soma três golos e duas assistências nos últimos quatro jogos do Porto. Depois de ter sido suplente utilizado nos três primeiros desses encontros, foi titular este sábado.

• O Porto sofreu apenas um golo nos últimos sete jogos do campeonato.

• Os 46 golos do Porto esta época foram marcados por dezassete jogadores.

• Danilo entrou para os minutos finais do 0-0 em Itália que garantiu a Portugal um lugar na Fase Final da UEFA Nations League. Três dias depois o médio foi titular no empate a um golo com a Polónia, foi expulso depois de cometer a grande penalidade que deu o empate aos visitantes.

• Moussa Marega jogou 90 minutos no triunfo do Mali no Gabão, por 1-0, a 17 de Novembro, que valeu a qualificação para a Taça das Nações Africanas de 2019.

• Vincent Aboubakar sofreu uma lesão grave no joelho contra o Tondela, a 28 de Setembro, e deverá estar ausente durante vários meses.

Schalke
• O Schalke esteve cinco jogos sem perder, mas foi batido por 3-0 no reduto do Eintracht Frankfurt a 11 de Novembro. Reagiu da melhor maneira ao derrotar do Nuremberga por 5-2 no sábado, a primeira vez que marcou cinco golos numa partida da Bundesliga desde que bateu o Hannover por 5-4, em Janeiro de 2013.

• O clube alemão venceu três dos dez jogos disputados fora em todas as competições esta época (E3 D4), mas não ganhou nenhum dos últimos quatro (E3 D1).

• O Schalke marcou apenas 13 golos em 12 jogos na Bundesliga, oito deles nos últimos três jogos.

• Weston McKennie alinhou na derrota dos Estados Unidos, por 3-0, num particular com Inglaterra a 15 de Novembro, mas falhou a derrota com Itália por 1-0, cinco dias depois, devido a problemas na coxa, tendo ficado de fora no fim-de-semana.

• Guido Burgstaller não foi chamado à selecção austríaca este mês devido a uma lesão na virilha, mas jogou os 90 minutos contra o Nuremberga, tendo apontado o segundo tento do Schalke.

• Breel Embolo (fractura no metatarso) e Mark Uth (gémeos) lesionaram-se em Frankfurt e vão ter de parar por várias semanas.

• Bastian Oczipca (ausente desde Julho, virilha) regressou na derrota por 2-1 no encontro particular com o Zenit a 18 de Novembro. Marcou a sua primeira presença na Bundesliga esta época, frente ao Nuremberga, ao marcar o último tento o Schalke.

• Hamza Mendyl, que está ausente desde 31 de Outubro devido a uma lesão num tornozelo, já regressou aos treinos.

• Cedric Teuchert marcou na vitória da Alemanha sobre a Noruega, por 2-1, a 12 de Outubro, que valeu a qualificação para o Campeonato da Europa de Sub-21 do próximo Verão, mas lesionou-se numa perna e não voltou a jogar mais.

• Ralf Fährmann esteve parado entre 6 de Outubro e 11 de Novembro com uma lesão nos adutores.

Topo