Factos do Benfica - Ajax

O Ajax venceu o Benfica ao cair do pano na terceira jornada e os "encarnados" procuram agora a desforra em Portugal.

Gedson Fernandes, do Benfica (à esquerda), pressiona Frenkie de Jong, do Ajax, no duelo da segunda jornada
Gedson Fernandes, do Benfica (à esquerda), pressiona Frenkie de Jong, do Ajax, no duelo da segunda jornada ©AFP/Getty Images

Um golo tardio do Ajax, na terceira jornada, deixou o Benfica em dificuldades no Grupo E antes de novo confronto entre as duas equipas em Portugal.

• Um remate de Noussair Mazraoui, que sofreu um desvio antes de entrar na baliza no segundo minuto de compensação, decidiu o encontro na Johan Cruijff ArenA a 23 de Outubro e deixou o Ajax com sete pontos, mais quatro do que a equipa de Rui Vitória.

• O Ajax garante a qualificação se vencer, o que deixará o Benfica impedido de terminar num dos dois primeiros lugares no caso do Bayern triunfar na recepção ao AEK Atenas, ainda sem pontuar, no outro jogo da quarta jornada.

Confrontos anteriores
• As duas formações tinham-se encontrado por cinco vezes antes do início desta época, todas no espaço de três anos, entre 1969 e 1972.

• Foi preciso um jogo de repetição para decidir os quartos-de-final da Taça dos Campeões de 1968/69. O Benfica venceu em Amesterdão 3-1 – ainda a sua única vitória contra o Ajax até hoje –, mas perdeu pelo mesmo resultado em Lisboa. Na repetição, em Paris, foi preciso ir a prolongamento e aí o Ajax ganhou por 3-0. Inge Danielsson bisou para terminar com quatro golos na eliminatória.

• A carreira vitoriosa do Ajax na Taça dos Campeões de 1971/72 teve outra eliminatória renhida frente ao Benfica e Sjaak Swart apontou o único golo na primeira mão da meia-final, em Amesterdão.

Resumo: Ajax 1-0 Benfica
Resumo: Ajax 1-0 Benfica

Guia de forma
Benfica
• O Benfica perdeu com o Bayern, por 2-0, no primeiro jogo em casa no Grupo E, mas recuperou ao bater o AEK em Atenas, por 3-2, na segunda jornada.

• O triunfo na Grécia terminou a série do Benfica de oito derrotas seguidas na UEFA Champions League, contando da fase de grupos até à final – recorde português.

• O Benfica venceu apenas três dos últimos 14 jogos europeus (E2 D9).

• Segundo classificado da Liga portuguesa em 2017/18, o Benfica está presente na fase de grupos da UEFA Champions League pela 14ª vez e a nova consecutiva.

• A formação de Lisboa chegou a sete finais da Taça dos Campeões e ganhou o troféu em 1961 e 1962.

• O Benfica começou a participação na prova na terceira pré-eliminatória, ao ganhar ao Fenerbahçe por um total de 2-1 (1-0 casa, 1-1 fora). A primeira mão terminou com a série de sete desaires seguidos em jogos europeus – seis dos quais sem marcar, incluindo os cinco últimos. Os gregos do PAOK caíram depois no "play-off" por um total de 5-2 (1-1 casa, 4-1 fora).

• Apesar da vitória sobre o Fenerbahçe, o Benfica ganhou apenas dois dos últimos oito jogos europeus em Lisboa (E1 D5).

• O Benfica terminou no último lugar do seu grupo em 2017/18, tendo perdido todos os seis jogos – a 20ª ocasião em que um clube disputou a fase de grupos da UEFA Champions League sem somar qualquer ponto.

• Os “encarnados” venceram os últimos seis jogos em casa com adversários holandeses - o último dos quais por 2-0 frente ao AZ Alkmaar na segunda mão dos quartos-de-final da UEFA Europa League de 2013/14 (Total 3-0) e sofreu apenas dois desaires com clubes da Eredivisie em Lisboa, vencendo oito dos 11 encontros . 

Golo de Di María e outros da terceira jornada
Golo de Di María e outros da terceira jornada

Ajax
• Depois dos 3-0 ante o AEK Atenas em Amesterdão, na primeira jornada, o Ajax voltou a exibir-se em grande nível na jornada seguinte ao empatar 1-1 na visita ao Bayern.

• Segundo classificado no campeonato da Holanda da época passada, o Ajax está na fase de grupos da UEFA Champions League pela 14ª vez, mas a primeira desde 2014/15. Nessa altura, a sua participação terminou na fase de grupos pelo quinto ano seguido; foi terceiro no seu grupo e não vai além da fase seguinte desde 2005/06.

• A campanha europeia do Ajax em 2017/18 durou apenas duas eliminatórias, tendo sido afastado na terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League pelo Nice, a que se seguiu outra eliminação, ante o Rosenborg (0-1 casa, 2-3 fora), que prolongou a sua série sem ganhar na Europa para seis jogos (E2 D4).

• No entanto, o Ajax ainda não perdeu nas provas europeias em 2018/19. Derrotou o Sturm Graz em casa (2-0) e fora (3-1) na segunda pré-eliminatória da UEFA Champions League e o Standard Liège por 5-2 na ronda seguinte, (2-2 fora, 3-0 casa). O Dínamo Kyiv caiu a seguir, por 3-1 no "play-off" (3-1 em casa, 0-0 fora), a que se seguiu o triunfo sobre o AEK e o empate na Baviera ante o Bayern.

• O triunfo por 3-1 em casa do Sturm Graz terminou com a série de oito desafios europeus do Ajax sem vitórias fora de casa (E4 D4). Depois disso, os holandeses empataram os três jogos disputados como visitantes.

• O Ajax não ganha fora na fase de grupos da UEFA Champions League desde o triunfo por 2-0 em casa do Dínamo Zagreb, em Outubro de 2011, tendo somado depois E5 D6.

• O Ajax perdeu quatro dos últimos cinco jogos realizados em Portugal, onde conseguiu apenas duas vitórias em sete desafios (E1 D4).

Habilidades da terceira jornada
Habilidades da terceira jornada

Ligações e curiosidades
• O treinador do Ajax, Erik ten Hag, era adjunto quando o PSV Eindhoven perdeu por um total de 6-3 com o Benfica nos quartos-de-final da UEFA Europa League de 2010/11. Zakaria Labyad marcou o golo do PSV na derrota por 4-1 na primeira mão, em Lisboa.

• Jogou em Portugal:
Zakaria Labyad (Sporting 2012/13 e 2015)

• Colegas de selecção:
Eduardo Salvio e Nicolás Tagliafico (Argentina)
Facundo Ferreyra e Nicolás Tagliafico (Sub-20 da Argentina)
Andrija Živković e Dušan Tadić (Sérvia)

• Klaas-Jan Huntelaar soma dois golos em três jogos contra o Benfica. Marcou pelo Heerenveen na derrota por 4-2 na fase de grupos da Taça UEFA de 2004/05 e na vitória do Schalke por 2-0, em casa, na mesma fase da edição 2010/11 da UEFA Champions League.

Notícias mais recentes

Benfica
• Eduardo Salvio disputou o 250º jogo pelo Benfica na terceira jornada.

• Depois de perder com o Ajax, o Benfica foi derrotado por 2-0 no reduto do Belenenses a 11 de Outubro, a primeira vez que sofreu duas derrotas seguidas desde Setembro de 2017.

• As "águias" perderam depois por 3-1 em casa com o Moreirense na sexta-feira; desde Agosto de 2010 que não sofriam três derrotas consecutivas no conjunto de todas as competições. A última vez que perdeu quatro jogos seguidos foi em 1997.

• O Benfica vai defrontar o Arouca, da segunda divisão, nos 16 avos-de-final da Taça de Portugal.

• Jardel regressou aos relvados no terreno do Ajax depois de ter estado parado, desde 27 de Setembro, devido a uma lesão numa coxa.

• Cristián Lema (adutor) está lesionado desde 15 de Outubro.

• Filip Krovinović ainda debela um problema no joelho, contraído em Janeiro.

• A 25 de Setembro, o veterano defesa Luisão, de 37 anos, rescindiu contrato por mútuo acordo e encerrou a carreira de jogador, após 15 épocas completas no Benfica.

Ajax
• A invencibilidade do Ajax que durava há 15 jogos (V12 E3) em todas as competições e que remontava a 15 de Abril, terminou com uma derrota por 3-0 com o PSV Eindhoven, a 23 de Setembro, na Eredivisie, jogo em que também terminou com uma série de quatro vitórias. Esta é a única derrota do clube esta época em todas as competições (V17 E4); venceu depois por 2-0, em casa, o Willem II, no sábado.

• Frenkie de Jong marcou o segundo golo do Ajax nesse triunfo sobre o Willem II, o seu segundo de sempre na Liga holandesa e o primeiro desde Maio de 2017.

• O Ajax não sofre golos há seis jogos consecutivos em todas as competições, tendo vencido todos esses encontros e marcado 18 golos. O clube de Amsterdão sofreu apenas um golo nos últimos nove jogos em todas as competições.

• O equipa de de Erik ten Hag não sofreu golos em 16 dos 22 jogos que já disputou esta época.

• Hakim Ziyech marcou em quatro jogos consecutivos do Ajax na Eredivisie eDušan Tadić em três antes de ficarem ambos "em branco" diante do Willem II.

• O Ajax garantiu a passagem aos oitavos-de-final da Taça da Holanda a 31 de Outubro depois de ganhar por 3-0 na recepção ao Go Ahead Eagles, da segunda divisão.

• O avançado Václav Černý disputou o primeiro jogo pelo Ajax desde 25 de Outubro de 2017, após recuperar de uma lesão nos ligamentos cruzados de um joelho.

• Ryan Gravenberch - que se tinha tornado no jogador mais jovem de sempre a alinhar pelo clube no encontro com o PSV três dias antes - tornou-se também no mais jovem de sempre a marcar pelo Ajax, com 16 anos e 133 dias de idade, no jogo da Taça da Holanda frente ao Te Werve, a 26 de Setembro. O jovem sucede a Clarence Seedorf, que tinha 16 anos e 361 dias quando marcou ao Vitesse a 28 de Março de 1993.

• O reforço Hassane Bandé só deve voltar a jogar após a pausa de Inverno devido a uma lesão nos gémeos sofrida no início de Julho, num encontro particular do Ajax com o Anderlecht. Joël Veltman não joga desde que sofreu uma lesão nos ligamentos de um joelho a 19 de Abril.

Topo