Ajax vence Benfica ao cair do pano

Um golo de Noussair Mazraoui, nos descontos, permitiu ao Ajax bater o Benfica num animado duelo do Grupo E em Amesterdão.

Um golo de Noussair Mazraoui, em período de compensação, permitiu ao Ajax bater o Benfica num animado duelo em Amesterdão, com os holandeses a continuarem no topo do Grupo E da UEFA Champions League.

A equipa de Rui Vitória criou as primeiras jogadas de perigo. Logo aos dois minutos, Rafa subiu pelo centro do terreno, rematou forte, mas Andre Onana respondeu com uma boa defesa. Três minutos depois Salvio foi cruzar à linha final, Haris Seferović rematou forte no coração da área, mas Matthijs de Ligt evitou o golo sobre a linha de baliza.

Os holandeses só responderam aos 21 minutos; KasperDolberg surgiu isolado na área do Benfica, mas OdisseasVlachodimos saiu bem da baliza e negou o golo ao dinamarquês. Na resposta, Rafa voltou a ficar perto de marcar aos 33 minutos, mas o remate cruzado saiu ligeiramente ao lado da baliza holandesa. Logo a seguir foi Seferović que tentou a sorte de longe, com um forte disparo, não falhou por muito o alvo.

A cinco minuto do intervalo, o Ajax podia ter ganho vantagem numa jogada confusa. Nicolás Tagliaficorematou bombeado na área e GermanConti salvou os visitantes com um corte soberbo sobre a linha de golo. O marcador ficou em branco até ao intervalo.

Donny van de Beek fez o primeiro remate ameaçador da segunda parte, aos 56 minutos, a tentativa da entrada da área saiu sobre a trave da baliza do Benfica. Pouco depois foi um disparo de Hakim Ziyech que levou a bola a passar a rasar o poste. O Benfica respondeu na mesma moeda, aos 62 minutos Seferović parou a bola no peito e disparou de pé esquerdo para uma grande defesa de Onana. Ambas as equipa apostavam nos remates de longa distância, Vlachodimos mostrou atenção perante um forte remate de Ziyech.

Ambos os guarda-redes brilharam a grande altura aos 74 minutos. Primeiro foi Onana a negar o golo a Rafa com um pé, depois Vlachodimos que mostrou reflexos fantásticos quando Van de Beek surgiu isolado na área. O encontro só foi decidido no final do período de compensação, Mazraoui recebeu um cruzamento atrasado à entrada da área e rematou forte, a bola tabelou em Grimaldo e traiu Vlachodimos, para infelicidade dos visitantes.

FIGURA: Rafa (Benfica)

O extremo criou as primeiras situações de perigo e conseguiu manter a velocidade alucinante até aos últimos minutos, sendo uma dor de cabeça permanente para os defesas holandeses.

MOMENTO: Golo de Mazraoui

O jogo tinha sido animado, mas parecia caminhar para um nulo, quando o médio acreditou e rematou forte, tendo alguma felicidade no desvio em Grimaldo para decidir o encontro.

Topo