Benfica travado em casa pelo PAOK

Amr Warda saltou do banco para fazer o empate 1-1 que deixou o PAOK em vantagem no "play-off", após Pizzi ter adiantado o Benfica de grande penalidade.

O Benfica empatou 1-1 em casa frente ao PAOK na 1ª mão do "play-off" da UEFA Champions League, resultado que deixou os gregos em vantagem na luta pelo acesso à fase de grupos.

Os "encarnados" dominaram o encontro e adiantaram-se numa grande penalidade apontada por Pizzi, nos descontos da primeira parte, mas Amr Warda saltou do banco para dar a liderança da eliminatória ao PAOK a 14 minutos do final devido à regra dos golos fora em caso de igualdade.

Os gregos criaram a primeira situação de perigo, com um remate de longa distância de José Cañas a rasar a trave. O Benfica assumiu então o comando das operações e Franco Cervi descobriu Pizzi no coração da área do PAOK, aos 23 minutos, mas o remate do português saiu ligeiramente ao lado do alvo. Dois minutos depois, o médio voltou a estar perto do golo, só que a tentativa de chapéu da entrada da área esbarrou na trave.

Logo a seguir, Pizzi voltou a ameaçar Alexandros Paschalakis. Gedson disparou forte aos 33 minutos e o guarda-redes grego teve de voltar a mostrar qualidades para segurar a bola à segunda. Nos descontos da primeira parte, Gedson foi derrubado na área e Pizzi aproveitou a oportunidade para colocar o Benfica a vencer por 1-0 ao intervalo.

A equipa de Rui Vitória continuou a dar trabalho a Paschalakis a abrir a segunda parte e Facundo Ferreyra testou o grego com um remate forte. O guarda-redes voltou a brilhar aos 56 minutos ao voar para desviar um remate de Alex Grimaldo. Os "encarnados" diminuíram então a intensidade e o PAOK foi acercando-se com perigo da área benfiquista, até que, aos 76 minutos, Fernando Varela cabeceou à trave na sequência de um livre e o suplente Amr Warda marcou na recarga.

O Benfica ainda tentou sair na frente da eliminatória, mas Ferreyra permitiu a defesa de Paschalakis e Haris Seferović rematou por alto, antes de um pontapé do jovem João Félix, estreante na UEFA Champions League, ter feito a bola passar junto ao poste.

Figura: Pizzi (Benfica)

O internacional português foi uma ameaça permanente para a defesa grega e entre os 23 e os 29 minutos esteve quatro vezes perto do golo antes de ser recompensado quando marcou de penalty no final da etapa inicial.

Momento: Golo de Warda

O PAOK cresceu na segunda metade e foi premiado com a obtenção do tento do empate, importante porque deixou os gregos em vantagem para a 2ª mão em Salónica.

Topo