Cervi deixa Benfica em vantagem sobre o Fenerbahçe

O golo de Franco Cervi, aos 69 minutos, fez a diferença na 1ª mão da 3ª pré-eliminatória e deixou o Benfica em vantagem sobre o Fenerbahçe.

Franco Cervi festeja após marcar o único golo da vitória do Benfica sobre o Fenerbahçe
Franco Cervi festeja após marcar o único golo da vitória do Benfica sobre o Fenerbahçe ©Getty Images

Um golo de Franco Cervi, aos 69 minutos, permitiu ao Benfica vencer em casa o Fenerbahçe, por 1-0, na 1ª mão da 3ª pré-eliminatória da UEFA Champions League.

O triunfo, a dar expressão ao intenso domínio exercido pelos anfitriões na segunda parte, peca por escasso, mas deixou a equipa de Rui Vitória em vantagem para o jogo decisivo, em Istambul, no dia 14 de Agosto.

Numa primeira etapa equilibrada e sem grandes motivos de interesse, as "águias", ainda assim, estiveram perto de marcar nesse período. No entanto, os remates de Rúben Dias aos 21 minutos e de Facundo Ferreyra, pouco antes do intervalo, foram travados, respectivamente, pelo defesa Alper Potuk e pelo guarda-redes Volkan Demirel.

As tentativas de Giuliano e de Mathieu Valbuena destoaram do marasmo geral em que esteve mergulhado o Fenerbahçe durante todo o desafio, mais vincadamente na segunda parte – altura em que o Benfica melhorou bastante. E a recompensa dessa melhoria surgiu quando Cervi conseguiu finalmente furar a bem organizada muralha defensiva da formação turca, sempre bem comandada por Martin Škrtel.

Aproveitando um cruzamento de Eduardo Salvio que atravessou toda a área, o veloz argentino rematou rasteiro com êxito perante a apatia contrária. Substituto do discreto Ferreyra no Benfica, o possante Nicolas Castillo ainda teve dois pontapés perigosos sustidos por Demirel, mas o marcador não voltou a mexer.

Eduardo Salvio esteve em destaque no Benfica
Eduardo Salvio esteve em destaque no Benfica©AFP/Getty Images

Figura: Eduardo Salvio (Benfica)

Muito activo no lado direito do ataque, o experiente extremo argentino foi responsável por alguns dos lances mais perigosos do ataque do Benfica: errou por pouco o alvo por volta da meia-hora, teve um remate travado por Demirel aos 51 minutos e fez depois a assistência para o tento de Cervi.

Momento: Golo do Benfica

Nos duelos europeus a duas mãos, vencer pela margem mínima sem sofrer golos é sempre um bom resultado. O remate certeiro de Cervi permite ao Benfica chegar à Turquia na frente da eliminatória e essa superioridade – até pelo pouco que se viu do Fenerbahçe em Lisboa – pode ser crucial para chegar ao "play-off".

Topo