Lázio e Olympiacos com o mesmo objectivo

Empatados em pontos no Grupo C, Lázio e Olympiacos esperam dar um passo decisivo rumo aos oitavos-de-final quando se defrontarem no Estádio Olímpico.

Os segundo e terceiro classificados do Grupo C da UEFA Champions League encontram-se no Estádio Olímpico, num jogo que pode decidir o destino na competição da anfitriã S.S. Lazio e do visitante Olympiacos CFP.

• Com dois jogos por disputar, Lázio e Olympiacos têm cinco pontos, somando ambos uma vitória, dois empates e uma derrota, com um registo de golos igual (seis marcados e seis sofridos). Na primeira jornada, as duas equipas empataram a uma bola na Grécia - Luciano Zauri respondeu, a 13 minutos do fim, ao golo de Luciano Galletti - e agora sabem que uma vitória neste jogo lhes garantirá a passagem aos oitavos-de-final, desde que o Werder Bremen não ganhe ao Real Madrid CF na outra partida do grupo.

• A Lázio não passa da fase de grupos desde 1999/00, quando chegou aos quartos-de-final. Desde então, foi eliminada na primeira fase em 2001/02 e 2003/04.

• O Olympiacos teve de esperar ainda mais pelo sucesso na UEFA Champions League. Desde que chegou aos quartos-de-final em 1998/99, o clube grego foi eliminado na fase de grupos nas últimas oito temporadas. No entanto, a equipa de Panagiotis Lemonis parece estar a jogar com renovada confiança, depois de ter posto um ponto final na série de 31 jogos sem vitórias fora de casa quando ganhou em Bremen na segunda jornada.

• Nesse jogo, o Olympiacos começou a perder, mas venceu por 3-1, graças a três golos marcados nos últimos 17 minutos, por Ieroklis Stoltidis, Christos Patsatzoglou e Darko Kovačević.

• Na terceira jornada, os gregos assustaram o Real Madrid no Estádio Santiago Bernabéu, apesar da expulsão de Vassilis Torosidis nos minutos iniciais, acabando por perder por 4-2. Depois de ter ficado em desvantagem, o Olympiacos deu a volta ao marcador, com golos de Galletti (sete minutos) e Júlio César (47'), mas o Real Madrid voltou a adiantar-se com três golos marcados na segunda parte. Após as boas exibições realizadas nesses jogos fora, o Olympiacos voltou a casa na jornada anterior, tendo empatado a zero com a equipa espanhola.

• A Lázio reavivou as suas esperanças na quarta jornada, ao derrotar o Bremen por 2-1, graças a dois golos de Tommaso Rocchi. Com este triunfo, a equipa de Delio Rossi respondeu à derrota sofrida duas semanas antes na Alemanha, onde o golo marcado aos 82 minutos por Christian Manfredini foi insuficiente para evitar o desaire.

• Antes desses dois jogos contra o Werder Bremen, a Lázio tinha empatado no terreno do Olympiacos e com o Real Madrid (2-2), em Roma, num jogo em que Goran Pandev bisou, respondendo à letra a Ruud van Nistelrooy.

• A Lázio não perdeu nenhum dos seis jogos anteriores contra equipas gregas, somando três vitórias e três empates. Nos dois únicos jogos em casa diante de clubes helénicos, ganhou por 3-0 ao Panionios GSS nos quartos-de-final da Taça das Taças de 1998/99, e por 4-0 ao Skoda Xanthi FC na Taça UEFA de 2002/03.

• O Olympiacos empatou a um golo frente à AS Roma no Estádio Olímpico, na fase de grupos da época passada. Júlio César deu vantagem aos visitantes, aos 19 minutos, mas Francesco Totti empatou para os "giallorossi" depois do intervalo. Nos nove jogos realizados em Itália, a equipa grega soma duas vitórias, um empate e seis derrotas.

• Kovačević, o conhecido avançado do Olympiacos, jogou na Lázio por empréstimo da Juventus durante a temporada 2001/02, tendo feito três jogos na UEFA Champions League ao serviço da equipa romana.

• Lionel Scaloni e Luciano Galletti são ambos internacionais pela Argentina e jogaram juntos num curto periodo de tempo, no final da década de 90, no Club Estudiantes de la Plata.

Topo