Szabó não teme o United

József Szabó explicou aos jogadores do Dínamo de Kiev que "não podem ter receio" do dominador Manchester United, que lidera o Grupo F.

O FC Dynamo Kyiv perdeu os dois primeiros jogos do Grupo F da UEFA Champions League e vai ter de defrontar uma equipa que venceu nove dos dez últimos jogos que disputou. Apesar deste cenário pouco animador, o treinador József Szabó explicou aos jogadores ucranianos que "não podem ter receio" do Manchester United FC no encontro desta terça-feira.

"Plano de jogo"
Szabó sucedeu a Anatoliy Demyanenko em Setembro e tem a noção que a diferença entre a vitória e a derrota num jogo europeu é bastante ténue. "Seria pouco inteligente dizer que vamos bater o Manchester", afirmou. "São uma equipa que está constantemente a mostrar que é uma das melhores do Mundo e que é orientada por um treinador que também está no topo há muitos anos. Se os meus jogadores cumprirem o planeado, temos hipóteses de bater o Manchester. Se falharem, seremos penalizados por todos os pequenos erros que cometermos".

Tranquilos
Sob o comando do novo treinador, o Dínamo venceu três dos últimos quatro encontros que disputou na Liga ucraniana, tendo, no último sábado, batido o FC Zakarpattya Uzhgorod, por 1-0, ficando a sete pontos do primeiro lugar. Na Europa, o cenário não podia ser menos brilhante. Ainda sob o comando de Demyanenko, os ucranianos perderam com a AS Roma e depois foram derrotados pelo Sporting em Kiev. "Os jogadores não podem ter medo quando entram em campo", explicou Szabó. "O nervosismo é natural antes dos jogos importantes, mas não podemos estar aterrorizados por defrontar o Manchester United. Vamos jogar em casa e poderemos mostrar todo o nosso potencial, mesmo contra uma equipa como esta".

Vidić recuperado
Szabó vai poder voltar a contar com dois elementos importantes. O defesa-central Pape Diakhate e o avançado Ismaël Bangoura estão aptos para jogar, mas o avançado Serhiy Rebrov, que é o único jogador na equipa com experiência do futebol inglês, continua a debater-se com uma lesão. No último sábado, Sir Alex Ferguson qualificou a vitória, por 4-1, sobre o Aston Villa FC, como "provavelmente a nossa melhor exibição da época". O treinador recebeu outra boa notícia na segunda-feira, quando foi informado que o defesa-central sérvio Nemanja Vidić está recuperado de uma contusão e apto para jogar. Gerard Piqué também deverá recuperar a tempo.

"Cenário ideal"
Os campeões ingleses estão no segundo lugar da Premier League, atrás do Arsenal FC, e lideram tranquilamente o Grupo F com pontuação máxima, ambicionando confirmar rapidamente a passagem aos oitavos-de-final. "Temos de fazer tudo o que for preciso para vencer este jogo, pois é importante para os nossos objectivos", explicou Ferguson. "O Dínamo também vai querer ganhar porque está numa posição delicada, mas este jogo é muito importante para nós, que temos de aproveitar o facto de a Roma e o Sporting irem jogar um com o outro. O cenário ideal para nós é vencermos o nosso jogo e esperar que os nossos concorrentes empatem".

"Dupla em forma"
Cristiano Ronaldo e Nani estão em boa forma, mas é a dupla constituída por Wayne Rooney e Carlos Tévez que mereceu maiores elogios de ambos os treinadores. "Não posso dizer como é que os vamos controlar, pois é segredo", afirmou Szabó. "O que posso garantir é que não vamos usar o velho estilo soviético, pois não haverá marcações individuais". Sir Alex Ferguson acrescentou: "São dois bons jogadores, muito fortes e uma ameaça constante para os defesas. Têm que ser tidos em conta porque estão em grande forma. O ataque é muito importante no nosso jogo e é fundamental nas competições europeias".

Topo