Dínamo obrigado a dar o máximo

Depois de duas derrotas, o Dínamo de Kiev precisa urgentemente de um bom resultado, mas a tarefa não será fácil, pois o próximo adversário no Grupo F é o Manchester United.

O Dínamo vai precisar que jogadores como Marjan Marković estejam ao seu melhor nível
O Dínamo vai precisar que jogadores como Marjan Marković estejam ao seu melhor nível ©Getty Images

O FC Dynamo Kyiv vai receber o Manchester United FC no NCS Olympiyskiy Stadium e, após um mau início de prova, os ucranianos precisam de um bom resultado frente aos líderes do Grupo F para relançarem a sua campanha na UEFA Champions League.

• Os campeões ucranianos não conseguem ultrapassar a primeira fase de grupos desde a época 1999/2000 e, após duas derrotas seguidas, precisam de pontuar frente ao Manchester para poderem manter o sonho da continuidade em prova. A equipa da casa não terá uma tarefa fácil, pois o United lidera o grupo com seis pontos.

• A 2 de Outubro, o Dínamo foi surpreendido frente aos seus adeptos pelo Sporting, que venceu por 2-1, com golos de Tonel e Anderson Polga, isto apesar de Vladyslav Vaschuk ainda ter conseguido fazer o empate para os ucranianos. Este jogo assinalou o regresso de József Szabó ao comando da equipa num jogo da UEFA Champions League, isto depois de o treinador ter substituído Anatoliy Demyanenko, que dirigiu a equipa na primeira ronda, quando o Dínamo perdeu, por 2-0, em casa da AS Roma.

• Em contraste, o Manchester realizou um início perfeito, vencendo o Sporting em Alvalade e batendo em casa a Roma. Cristiano Ronaldo decidiu o jogo de Lisboa com um cabeceamento aos 62 minutos, enquanto Wayne Rooney marcou o único golo do triunfo sobre a Roma, a 20 minutos do final do encontro.

• Se conseguir vencer em Kiev, a equipa de Sir Alex Ferguson dá uma grande passo rumo aos oitavos-de-final, pois já dispõe de uma vantagem de três pontos sobre a Roma e o Sporting.

• Na época passada, o Dínamo somou apenas um ponto nos jogos que disputou em casa a contar para a fase de grupos. A última vitória frente aos seus adeptos na UEFA Champions League remonta à última passagem de Szabó pelo clube quando, em Novembro de 2004, os ucranianos bateram a Roma por 2-0.

• Embora o Manchester tenha vencido em Alvalade, os campeões ingleses têm mostrado uma grande irregularidade nos jogos fora de casa a contar para a UEFA Champions League. Na época passada, totalizaram duas vitórias e quatro derrotas.

• O Dínamo tem um registo razoável na recepção a clubes ingleses. Em sete jogos, conseguiu três vitórias, três empates e apenas uma derrota, por 2-1, frente ao Liverpool FC, a 16 de Outubro de 2001.

• Os únicos jogos entre Dínamo e Manchester nas competições europeias aconteceram na primeira fase de grupos da época 2000/01. Depois de um empate a zero na Ucrânia, os ingleses venceram por 1-0 em Old Trafford, graças a um golo de Teddy Sheringham, aos 18 minutos. O Manchester ficou no segundo lugar do grupo, enquanto o Dínamo não foi além do último posto.

• Gary Neville e Mikaël Silvestre são os únicos jogadores do Manchester que integraram a equipa que jogou em Kiev a 19 de Setembro de 2000. Do lado do Dínamo, Valentin Belkevich, Maksim Shatskikh e Olexandr Shovkovskiy ainda continuam no clube.

• As equipas alinharam desta forma nesse encontro:
Dínamo: Olexandr Shovkovskiy, Aleksandr Khatskevich, Olexandr Golovko, Vladyslav Vaschuk, Yuriy Dmytrulin, Kakha Kaladze, Valentin Belkevich, Maksim Shatskikh, Georgi Demetradze, Andriy Husin e Andriy Nesmachniy.
Manchester: Raimond van der Gouw, Mikaël Silvestre, Gary Neville, Ronny Johnsen, Denis Irwin, David Beckham, Nicky Butt, Roy Keane, Ryan Giggs, Dwight Yorke e Andrew Cole.

• O avançado do Dínamo, Serhiy Rebrov, já passou pelo futebol inglês, tendo representado o Tottenham Hotspur FC. Em 2001/02, o ucraniano defrontou por duas vezes o Manchester em jogos da Premier League, perdendo por 5-3 em White Hart Lane e por 4-0 em Old Trafford.

Topo