Factos da competição

UEFA Champions League: Sabia que?

Recordes gerais
• Em 2012/13 o Chelsea tornou-se no primeiro campeão europeu a não ir além da fase de grupos desde o início da UEFA Champions League (este registo, assim como os outros, inclui as temporadas entre 1999/00 e 2002/03 nas quais houve duas fases de grupos). Em 1992/93, o Barcelona era detentor da Taça dos Clubes Campeões Europeus e perdeu por 4-3 no conjunto das duas mãos da segunda eliminatória ante o CSKA Moscovo.

• Em 2016/17, o Real Madrid tornou-se na primeira equipa a defender com êxito o troféu da UEFA Champions League; o Milan (1989, 1990) tinha sido o último clube a conseguir sagrar-se campeão europeu de clubes em duas épocas consecutivas. Milan (1994, 1995), Ajax (1995, 1996), Juventus (1996, 1997) e Manchester United  (2008, 2009) voltaram à final como detentores do troféu, mas perderam os respectivos jogos.

• O Real Madrid somou, depois, o terceiro triunfo consecutivo na competição em 2017/18; foi a quarta vez que um clube conquistou três ou mais títulos de campeão europeu consecutivos e o Real tornou-se no primeiro a lograr tal feito por mais do que uma vez.

• Apenas duas equipas conquistaram a UEFA Champions League no seu país: Dortmund (1997, final em Munique) e Juventus (1996, final em Roma); o Manchester United perdeu a final de 2011 em Londres e, 12 meses volvidos, o Bayern também saiu derrotado no seu estádio, a Fußball Arena München.

Fase de grupos
• O Barcelona terminou como vencedor do seu grupo em 20 ocasiões, mais quatro do que Real Madrid e mais cinco do que o Bayern de Munique e Manchester United. O Barça detem o recorde para a equipas menos batida na fase de grupos, 12 vezes, menos quatro do que o Real Madrid.

• Bayern (entre 2 de Abril de 2013 e 27 de Novembro de 2013) e Real Madrid (entre 23 de Abril de 2014 e 18 de Fevereiro de 2015) detêm o recorde de vitórias seguidas na UEFA Champions League, com dez. O Bayern ultrapassou a anterior marca de nove, estabelecida pelo Barcelona entre 18 de Setembro de 2002 e 18 de Fevereiro de 2003.

• Seis equipas conseguiram seis vitórias seguidas na fase de grupos: Milan (1992/93), Paris Saint-Germain (1994/95), Spartak Moscovo (1995/96), Barcelona (2002/03, primeira fase de grupos) e Real Madrid (2011/12 e 2014/15).

• Vinte e uma equipas não somaram qualquer ponto na fase de grupos da UEFA Champions League, mais recentemente o AEK Athens em 2018/19.

• Em 2017/18, o Paris Saint-Germain fixou um novo recorde de golos na fase de grupos ao marcar 25, com o Liverpool (23) a ultrapassar igualmente nessa época o anterior máximo de 21 que o Dortmund havia fixado em 2016/17. Manchester United (1998/99), Barcelona (2011/12, 2016/17) e Real Madrid (2013/14) chegaram, todos eles, aos 20 golos.

• Apenas Deportivo (2004/05) e Maccabi Haifa (2009/10) não marcaram na fase de grupos.

• O BATE Borisov sofreu 24 golos em 2014/15, novo recorde na fase de grupos, que foi igualado pelo Légia Varsóvia na quinta jornada em 2016/17. O anterior máximo, 22, pertencia a Dínamo Zagreb (2011/12) e Nordsjælland (2012/13). O Malmö sofreu 21 em 2015/16.

• Nenhuma equipa terminou até hoje a fase de grupos da UEFA Champions League sem sofrer golos. Milan (1992/93), Ajax (1995/96), Juventus (1996/97 e 2004/05), Chelsea (2005/06), Liverpool (2005/06), Villarreal (2005/06), Manchester United (2010/11), Mónaco (2014/15) e Paris Saint-Germain (2015/16) e FC Barcelona (2017/18) sofreram apenas um tento.

• Em 2013/14 o FCSB assinalou o 23º jogo sem conhecer o sabor da vitória na prova, ultrapassando o anterior recorde de 22 jogos do Spartak Moskva, estabelecido entre Dezembro de 2000 e Novembro de 2006.

• O Anderlecht detém o recorde de mais derrotas consecutivas na prova, desde a fase de grupos até à final, tendo perdido 12 jogos seguidos de Dezembro de 2003 a Novembro de 2005. O Dínamo Zagreb vem logo a seguir, com 11 derrotas consecutivas, em duas ocasiões: de Setembro de 2011 a Novembro de 2012, e neste momento, remontando a Setembro de 2015.

• Seis foi o menor número de pontos com que uma equipa ultrapassou a fase de grupos: o Zenit, em 2013/14 e a Roma em 2015/16. Desde que cada vitória passou a valer três pontos, em 1995/96, nove equipas seguiram em frente com sete pontos: Légia Varsóvia (1995/96), Dínamo Kyiv (1999/2000), Liverpool (2001/02, segunda fase de grupos), Lokomotiv Moscovo (primeira fase de grupos) e Juventus, mais tarde finalista (2002/03, segunda fase de grupos), Rangers e Bremen (2005/06), Galatasaray e Basileia (2014/15).

• O Nápoles não se conseguiu apurar com 12 pontos em 2013/14, o total mais elevado de uma equipa a não ultrapassar a fase de grupos. Dínamo Kyiv (1999/2000, segunda fase de grupos), Dortmund (2002/03 – ambos na segunda fase de grupos), PSV (2003/04), Olympiacos e Dínamo Kyiv (ambos em 2004/05), Bremen (2006/07), Manchester City (2011/12), Chelsea e Cluj (ambos em 2012/13), além de Benfica (2013/14) e Porto (2015/16) falharam o acesso aos oitavos-de-final com dez pontos.

Recordes de golos
• Lionel Messi tornou-se no primeiro jogador a marcar cinco golos num jogo no triunfo de 7-1 do Barcelona sobre o Leverkusen, a 7 de Março de 2012, feito igualado por Luiz Adriano, do Shakhtar, que goleou o BATE a 21 de Outubro de 2014, por 7-0. 11 jogadores, incluindo Messi, marcaram quatro tentos num só jogo, mais recentemente Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, na sexta jornada em 2015/16.

• Cristiano Ronaldo estabeleceu novo recorde na fase de grupos da UEFA Champions League ao marcar 11 golos em 2015/16 - batendo o seu próprio recorde de nove tentos - registo igualado por Luiz Adriano em 2014/15 e também pelo próprio Ronaldo, depois, em 2017/18. Zlatan Ibrahimović (2013/14), Ruud van Nistelrooy (2004/05), Filippo Inzaghi, Hernán Crespo (ambos em 2002/03) e Robert Lewandowski (2018/19) conseguiram oito remates certeiros.

• O "hat-trick" de Messi frente ao PSV Eidhoven, na primeira jornada da fase de grupos de 2018/19, foi o seu oitavo na competição, registo igualado por Ronaldo, frente ao Atlético, nos oitavos-de-final dessa mesma época.

Jogadores mais velhos e mais novos
• O guarda-redes Marco Ballotta, da Lázio, tornou-se no jogador mais velho a participar na UEFA Champions League, ao alinhar na deslocação ao terreno do Real Madrid na 6ª jornada da fase de grupos de 2007/08, com 43 anos de idade e 252 dias. Alessandro Costacurta, do Milan, detém o recorde quanto a jogadores de campo, pois tinha 40 anos e 211 dias quando defrontou o AEK Atenas em 2006/07.

• Francesco Totti é o mais velho a ter marcado na prova, aos 38 anos e 59 dias, no empate 1-1 da Roma no terreno do CSKA, a 25 de Novembro de 2014. Ryan Giggs (37 anos e 289 dias) era o anterior detentor da marca.

• Celestine Babayaro é o mais jovem a ter actuado; tinha 16 anos e 87 dias quando foi titular pelo Anderlecht frente ao Steaua (23/111994). Foi expulso aos 37 minutos.

• Com 17 anos e 195 dias, Peter Ofori-Quaye é o mais jovem de sempre a ter marcado na UEFA Champions League e fê-lo na vitória do Olympiacos ante o Rosenborg por 5-1 (01/10/1997).

Topo