Adriano moraliza Inter

Adriano marcou o golo da vitória do Inter, equipa que vai entrar em San Siro moralizada para o jogo da segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, contra o Ajax.

Adriano marcou o golo da vitória do FC Internazionale Milano, assegurando que o conjunto "nerazzurri" vai entrar em San Siro moralizado para o jogo da segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, contra o AFC Ajax. Apesar de ter empatado em casa, a equipa holandesa também tem razões para estar optimista.

FC Internazionale Milano 1-0 UC Sampdoria

O Inter manteve a distância para os rivais do AC Milan na luta pelo segundo posto da Serie A, que dá acesso directo à próxima edição da UEFA Champions League, graças a um golo de Adriano que foi suficiente para bater, em San Siro, a UC Sampdoria. De volta após castigo, o brasileiro colocou um ponto final numa série de 11 jogos sem marcar, ao cabecear com êxito um cruzamento de Luís Figo, quanto faltavam cinco minutos para o intervalo. O Inter, que alinhou sem Marco Materazzi e Javier Zanetti, ambos suspensos, controlou sempre os acontecimentos, com Adriano e Alvaro Recoba a acertarem nos postes.

O defesa-esquerdo Giuseppe Favalli não alinhou devido a uma lesão na coxa, enquanto Juan Sebastián Verón regressou após um mês de ausência. Roberto Mancini admitiu que a falta de ritmo do argentino causou alguns problemas. "Passámos por alguns maus momentos nos primeiros 15 minutos, talvez porque este foi o primeiro jogo de Verón após a sua lesão. Mas foi preciso uma grande exibição de toda a equipa para bater uma forte Sampdória. Felizmente, Adriano jogou muito bem. Temos de continuar assim".

AFC Ajax 0-0 PSV Eindhoven

O Ajax viu uma série de cinco vitórias consecutivas na Eredivisie terminar em plena ArenA de Amesterdão, mas, apesar do nulo, o técnico Danny Blind ficou satisfeito pela forma como a sua equipa dominou o líder PSV. Heurelho Gomes foi o melhor em campo, efectuando várias defesas que impediram Steven Pienaar, Markus Rosenberg e Juanfran de chegar ao golo. O PSV também podia ter marcado, com destaque para Timmy Simons, que acertou no poste.

"Atacámos bem na segunda parte e tivemos oportunidades, mas a bola não quis entrar", disse Klaas-Jan Huntelaar, cuja veia goleadora demonstrada nos últimos cinco jogos também chegou ao fim. "Não estávamos com a cabeça no jogo com o Inter, mas o facto é que lá temos muito a ganhar". O Ajax, apesar de tudo, fez um bom resultado se tivermos em conta as ausências: Zdenĕk Grygera (gémeos), John Heitinga (rins), Nicolae Mitea e Kenneth Vermeer (ambos joelho), Wesley Sneijder (muscular), Tomáš Galásek e Edgar Manucharyan (ambos coxa).

Topo