Fernández antevê grandes jogos

O FC Porto defrontará o Inter nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. O uefa.com faz uma ronda pelas reacções ao sorteio de Nyon.

O sorteio dos oitavos-de-final da UEFA Champions League foi um dos mais memoráveis dos últimos anos, pois três das oito eliminatórias incluem dois antigos campeões europeus.

Sorteio em Nyon
O Real Madrid CF, a primeira equipa a sair no sorteio realizado na Casa do Futebol Europeu, em Nyon, vai defrontar a Juventus. Já o FC Porto, detentor do título, jogará com o FC Internazionale Milano, enquanto o AC Milan, rival dos "nerazzurri", enfrenta o Manchester United FC. O uefa.com faz uma ronda pelas reacções ao sorteio.

FC Porto v Inter
Há cinco ou seis grandes jogos nesta eliminatória e o FC Porto-Inter é um deles. Penso que serão partidas espectaculares, com muitos golos, em dois estádios magníficos - o Estádio do Dragão e o de San Siro. Gosto deste adversário porque se trata de uma grande equipa europeia, com excelente capacidade ofensiva e jogadores fantásticos. Só não me agrada a data do segundo jogo, porque na semana de 20 de Março defrontaremos o Sporting na SuperLiga. Teremos dois jogos muito importantes na mesma semana. Victor Fernández, treinador do FC Porto

Antes do sorteio, não conseguia encontrar nenhuma equipa mais fraca do que as outras. Será um grande jogo. Eles sofreram muitas mudanças desde a época passada, mas vamos ver o que acontece até Fevereiro. A nossa mentalidade dá melhores resultados na Liga dos Campeões do que na Série A, porque em Itália defrontamos equipas bem preparadas tacticamente e, até agora, não temos conseguido ganhar tantas vezes no campeonato italiano como na Liga dos Campeões. Giacinto Facchetti, presidente do Inter

Real Madrid v Juventus
O Real Madrid era uma das equipas que não queríamos defrontar. Acho que eles também não queriam jogar connosco. Será muito difícil porque o Real tem uma equipa repleta de talentos. Já nos defrontámos muitas vezes e umas vezes ganhámos e outras fomos derrotados. Perdemos a final de 1998 para o Real Madrid e fomos eliminados nos quartos-de-final em 2000. É um embate entre dois dos clubes mais fortes. Talvez se trate de uma final antecipada. Roberto Bettega, vice-presidente da Juventus

Este encontro tem todos os ingredientes de uma final. Estou certo de que será uma eliminatória atractiva para os adeptos e para os jogadores. Claro que será um enorme desafio, mas tenho a certeza de que os nossos jogadores responderão à altura. Os dois clubes já se defrontaram várias vezes ao longo dos últimos anos. Há duas épocas, a Juventus eliminou-nos nas meias-finais, mas em 1998 ganhámos-lhe na final. Em 1996, bateram-nos nos quartos-de-final e num passado mais longínquo, quando eu ainda jogava, vencemos a equipa que era orientada por Giovanni Trappatoni, que contava com Michel Platini. Em resumo, como rivais, conhecemo-nos muito bem. Emílio Butragueño, director desportivo do Real Madrid

Barcelona v Chelsea
Para dizer a verdade, este é um sorteio muitíssimo atractivo. Imaginem o que significará para as pessoas que irão ver os dois jogos. É uma pena que tenhamos de esperar até Fevereiro porque gostava de jogar uma partida destas já amanhã, mas também é bom que haja tempo para descansar e para estudar um pouco o nosso adversário. Xavi Hernández, médio do Barcelona

É o sorteio que José Mourinho queria. Será emocionante para ele visitar um clube onde já trabalhou. Será especialmente interessante para dois dos jogadores do nosso plantel [Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira], que irão defrontar Deco, com quem jogaram no Porto na época passada. Talvez eles nos possam dizer como se trava Deco. O Chelsea joga sempre bem fora, por isso é bom que a primeira mão seja em Barcelona, para começarmos bem a eliminatória. Não tememos ninguém. David Barnard, secretário do Chelsea

Werder Bremen v Lyon
O Lyon é uma equipa com experiência na Liga dos Campeões. Ainda não conseguiu conquistar o título, mas já ganhou reputação. Não será fácil, mas sabíamos isso antes do sorteio. Estamos felizes com o resultado do sorteio, mas admito que preferia defrontar uma das equipas inglesas. Frank Baumann, capitão do Werder Bremen

É um bom sorteio, mas eu preferia defrontar o Real Madrid ou o FC Porto. O Bremen é um adversário aguardado por toda a gente em Lyon, porque nos eliminaram nos oitavos-de-final da Taça UEFA há cinco anos [em 1999/00]. Ganhámos por 3-0 em casa, mas eles derrotaram-nos por 4-0 na segunda mão. Essa eliminação deixou marcas. Também disputámos um jogo amigável antes do início desta época, em que estivemos a vencer por 3-0 e depois eles conseguiram chegar ao 3-3, graças a um magnífico golo de Johann Micoud. Jean-Michel Aulas, presidente do Lyon

Liverpool v Leverkusen
Penso que estamos felizes. Não tememos nenhuma equipa nesta fase. Esperamos fazer um pouco melhor do que na última vez que defrontámos o Leverkusen. Não será fácil, mas vamos começar a pensar nisso agora. Fiquei contente por não nos calhar uma das equipas italianas, apesar de termos de jogar com eles numa altura qualquer se quisermos ir longe na competição. Foi muito bom passar aos oitavos-de-final. As pessoas estão sempre a falar de dinheiro, mas isto é apenas futebol. Mantém viva a segunda metade da temporada. Rick Parry, director executivo do Liverpool

Ainda recordamos a eliminatória com o Liverpool na edição de 2001/02, quando ganhámos por 4-2 em casa nos quartos-de-final. Foi um grande jogo para nós e para os nossos adeptos. Estou mesmo ansioso por esta partida, porque jogar em Anfield é sempre algo de especial. Jens Nowotny, capitão do Leverkusen

PSV Eindhoven v Mónaco
Se me tivessem perguntado antes do sorteio, pediria o Mónaco ou o Leverkusen. Já vi jogos do Mónaco na televisão e penso que será difícil, mas honestamente tenho de dizer que prefiro jogar com eles do que com o Chelsea ou uma das equipas italianas. É um bom sorteio e tentaremos aprender muitas coisas sobre o nosso adversário ao longo das próximas semanas. Wilfred Bouma, defesa do PSV

A este nível, não há equipas pequenas. Digo-lhes se foi um bom sorteio depois da segunda mão! Teremos de jogar no máximo das nossas capacidades porque a partir de agora não há margem de erro. Equipas como o Bayern, Real Madrid ou Barcelona preocupar-nos-iam mais do que o PSV, pelo que este é um excelente sorteio. Temos apenas de estar concentrados. Gérard Brianti, vice-presidente do Mónaco

Manchester United v Milan
Seria difícil encontrar uma eliminatória mais excitante do que entre o Manchester United e o Milan. Há muito tempo que não defrontamos o Milan num jogo oficial. Penso que foi em 1968/69, na Taça dos Campeões Europeus. Nos últimos anos, conseguimos bons resultados nos jogos frente a equipas italianas. Espero que isso também aconteça ante o Milan. Quando conquistámos a Liga dos Campeões em 1999, jogámos em casa na primeira mão com duas equipas italianas e conseguimos o apuramento. Ken Merrett, secretário do United

Será um jogo difícil para nós porque o nosso adversário tem uma grande equipa, mas será bom regressar a Old Trafford, onde vencemos a final da Liga dos Campeões em 2003. Tentaremos viver mais um momento memorável, mas a primeira reacção é de que se trata de uma grande equipa, uma das maiores da Europa e do Mundo. Umberto Gandini, director do Milan

Bayern v Arsenal
Temos boas recordações do Arsenal porque empatámos com eles em Highbury e vencemos depois no Estádio Olímpico em 2001, quando acabámos por conquistar o título. Será uma eliminatória exigente e já estamos a pensar neste jogo. Karl-Heinz Rummenigge, presidente do Bayern

O sorteio podia ter sido mais fácil, mas não considero que o Bayern seja a equipa mais difícil que nos podia ter saído. Será particularmente interessante para Jens Lehmann, o nosso guarda-redes alemão, e estou certo de que ele nos poderá dizer algumas coisas sobre o Bayern. São duas grandes equipas e gostava que nos pudéssemos defrontar numa fase mais adiantada da prova, mas acredito que o nosso treinador está confiante. Podemos passar esta eliminatória e chegar aos quartos-de-final. David Dein, vice-presidente do Arsenal

Topo