Grupo C: ao pormenor

Qual é o passado de cada clube na competição? Quem são os jogadores-chave, as novas contratações e os nomes a seguir? O UEFA.com tem todas as respostas.

©UEFA.com

Manchester City

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 6º
Como se apurou: campeão de Inglaterra
Melhor desempenho na prova: meias-finais (2016)

Última temporada: quartos-de-final (eliminado pelo Tottenham devido aos golos marcados fora, 4-4 no total)

Fase de grupos da temporada passada: vencedor do Grupo F – V4 E1 D1 GM16 GS6 (contra Lyon, Shakhtar, Hoffenheim)

Transferências mais relevantes
Entradas: Angeliño (PSV), Rodri (Atlético), João Cancelo (Juventus) 
Saídas: Vincent Kompany (Anderlecht), Fabian Delph (Everton), Danilo (Juventus)

Veja como o City marcou seis golos frente ao Shakhtar na época passada
Veja como o City marcou seis golos frente ao Shakhtar na época passada

Treinador: Josep Guardiola
Conquistou seis títulos da Liga espanhol e a Taça dos Campeões Europeus como jogador do Barcelona entre 1990 e 2001, assumindo o comando da equipa principal do clube em 2008. Fez a "tripla" na sua primeira temporada no comando. Fez um uma pausa após um período de troféus com o Blaugrana, ressurgindo em 2013 no Bayern - onde conquistou três títulos consecutivos da Bundesliga. O sucesso continuou desde que chegou ao Manchester City em 2016, com o título da Premier League em 2017/18 seguido por uma histórica "tripla" doméstica na última temporada. 

Jogador-chave: Raheem Sterling
Dar nas vistas numa equipa com Kevin De Bruyne, Bernardo Silva e Sergio Agüero não é tarefa fácil, mas o jogador de 24 anos conseguiu-o na última temporada. Marcou 25 golos em todas as competições, incluindo cinco na UEFA Champions League, e foi eleito o Jogador do Ano pela Football Writers' Association e o Jogador Jovem do Ano da PFA.

Jogador a seguir: Phil Foden
O vencedor da Bola de Ouro no Campeonato do Mundo de Sub-17 da FIFA de 2017 foi utilizado com moderação até à data, mas já é o mais jovem a receber uma medalha de vencedor da Premier League e o mais jovem jogador inglês a iniciar uma partida e a marcar na fase a eliminar da UEFA Champions League. Ainda com apenas 19 anos, espera-se que o médio-criativo se destaque ainda mais na presente temporada.

Shakhtar Donetsk

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 16º
Como se apurou: campeão na Ucrânia
Melhor desempenho na prova: quartos-de-final (2011)

Última temporada: fase de grupos (terceiro lugar), 16 avos-de-final da #UEL

Fase de grupos da temporada passada: terceiro no Grupo F – V1 E3 D2 GM8 GS16 (contra Manchester City, Lyon, Hoffenheim)

Transferências mais relevantes
Entradas: Yevhen Konoplyanka (Schalke), Vitão (Palmeiras) 
Saídas: Ivan Ordets (Dinamo Moskva), Wellington Nem (Fluminense, empréstimo), Fernando (Sporting, empréstimo)

Treinador: Luis Castro
O treinador português fez menos de 30 jogos na primeira divisão com o Vitória SC e o Elvas nos seus tempos de jogador, antes de iniciar a sua carreira de treinador em Águeda, no ano de 1998. Assumiu seu primeiro cargo no principal escalão no Penafiel, em 2004, e teve passagens por Rio Ave, Chaves e Vitória antes de substituir o compatriota Paulo Fonseca no Shakhtar este Verão.

Júnior Moraes é uma peça importante no Shakhtar
Júnior Moraes é uma peça importante no Shakhtar©AFP/Getty Images

Jogador-chave: Júnior Moraes
O avançado marcou 26 golos em todas as competições na última temporada, incluindo três nos seus dois jogos na UEFA Champions League, frente ao Lyon. A sua consistência não foi uma surpresa, tendo em conta os impressionantes registos no Gloria Bistriţa, CSKA Sofia, Metalurh Donetsk e Dínamo Kiev antes de ingressar no Shakhtar no Verão passado. 

Jogador a seguir: Tetê
O atacante brasileiro mudou-se para o Shakhtar em Fevereiro, logo após completar 19 anos, apesar de não ter somado qualquer jogo pela equipa principal do Grêmio. O internacional sub-20 do Brasil destacou-se rapidamente com dois golos na final da Taça da Ucrânia, contra o Inhulets, e mais alguns no campeonato.

Dínamo Zagreb

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 51º
Como se apurou: campeão na Croácia, vencedor do "play-off" (venceu o Rosenborg por 3-1 no total)
Melhor desempenho na prova: fase de grupos x6 (mais recentemente em 2016/17)

Última temporada: "play-off", oitavos-de-final da #UEL

Transferências mais relevantes
Entradas: Luka Ivanušec (Lokomotiva Zagreb), Ivo Pinto (Norwich), François Moubandje (Toulouse) 
Saídas: Ivan Šunjić (Birmingham), Amir Rrahmani (Hellas Verona)

Dani Olmo venceu o EURO Sub-21 pela Espanha
Dani Olmo venceu o EURO Sub-21 pela Espanha©Getty Images

Treinador: Nenad Bjelica
Teve duas passagens pelo clube de Osijek, na sua cidade natal, tendo representado as equipas espanholas do Albacete, Real Bétis e Las Palmas. Kaiserslautern, Admira Wacker e Kärnten também fazem parte do currículo do ex-internacional croata (nove internacionalizações), que representou o seu país no UEFA EURO 2004. Orientou quatro clubes austríacos e teve passagens pelo Spezia e Lech Poznań antes de ingressar no Dínamo de Zagreb em Maio de 2018, tendo vencido uma "dobradinha" doméstica em oito dias após assumir o cargo. .

Jogador-chave: Bruno Petković
Avançado alto, Petković viveu uma excelente primeira temporada no clube na época passada, marcando 12 golos em todas as competições. Somou a sua primeira internacionalização pela Croácia em Março, tendo apontado o primeiro golo pela selecção três meses depois.

Jogador a seguir: Dani Olmo
Jogador vertical, com excelente capacidade física, Olmo deixou o Barcelona aos 16 anos para jogar na Croácia. Atingiu dois dígitos de golos pela primeira vez na última época e, em seguida, marcou o golo da vitória na final do EURO de Sub-21, com a Espanha a realizar um fantástico torneio no Verão.

Atalanta

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 92º
Como se apurou: terceiro classificado em Itália
Melhor desempenho na prova: estreia esta época

Última temporada: "play-off" da #UEL (perdeu nos penalties frente ao København)

Transferências mais relevantes
Entradas: Luis Muriel (Sevilha), Ruslan Malinovskiy (Genk), Guilherme Arana (Sevilha, empréstimo), Simon Kjær (Sevilha, empréstimo)
Saídas: Etrit Berisha (SPAL, empréstimo), Federico Mattiello (Cagliari, empréstimo), Gianluca Mancini (Roma)

A Atalanta celebrate sealing their debut
A Atalanta celebrate sealing their debut©Getty Images

Treinador: Gian Piero Gasperini
Após uma passagem bem-sucedida como treinador das camadas jovens da Juventus, Gasperini assumiu o comando do Crotone em 2003, guiando a equipa à Serie B na sua primeira temporada antes de ingressar no Génova em 2006; conseguiu novamente a subida de escalão na sua época de estreia. Teve passagens curtas no Inter e no Palermo e passou mais três épocas no Génova. Nomeado treinador da Atalanta em Junho de 2016, liderou a equipa aos 16 avos-de-final da UEFA Europa League de 2017/18 e terminou em terceiro na Serie A na época passada. 

Jogador-chave: Duván Zapata
O internacional colombiano de 28 anos viveu uma época de sonho na temporada passada - o primeiro dos dois anos de empréstimo à Sampdoria - tendo marcado 28 golos em todas as competições. Pode jogar como ponta-de-lança devido à sua capacidade física e marca muitos golos, revelando poder ofensivo acima da média.

Jogador a seguir: Musa Barrow
Deverá jogar atrás de Duván Zapata e do recém-contratado Luis Muriel na frente de ataque; o jogador da Gâmbia, de 20 anos, procurará dar seguimento a uma época promissora na última temporada. Realizou 30 jogos no total, começando a temporada com quatro golos em seis jogos de qualificação da UEFA Europa League.

Sabia que?

  • O City venceu por 3-0 no terreno do Shakhtar e 6-0 em casa na fase de grupos da última temporada. O último resultado foi a maior vitória europeia em casa, depois superada pelo triunfo por 7-0 ante o Schalke nos oitavos-de-final.

  • O Shakhtar levou a melhor nos únicos encontros anteriores com o Dínamo de Zagreb, vencendo em casa e fora na qualificação para a fase de grupos da UEFA Champions League de 2008/09.

  • O Dínamo Zagreb apurou-se pela primeira para a fase de grupos de uma prova da UEFA na última temporada (na UEFA Europa League), depois de ter falhado as 13 tentativas anteriores.

  • A Atalanta é a única equipa que se estreia na fase de grupos em 2019/20 - é o décimo clube italiano a nesta fase e o 141º no total.

  • A Atalanta nunca defrontou o Manchester City ou o Shakhtar, mas levou a melhor frente ao Dínamo de Zagreb, devido aos golos marcados fora, na primeira eliminatória da Taça UEFA de 1990/91 (0-0 c, 1-1 f).

Topo