Grupo H: ao pormenor

Qual o passado dos clubes na competição? Quem são os jogadores-chave, as novas contratações e os nomes a seguir? O UEFA.com responde.

©UEFA.com

Chelsea

Ranking da UEFA (final de 2018/19): 12
Como se qualificou: vencedor da UEFA Europa League
Melhor na Taça dos Campeões: vencedor (2012)

Época passada: vencedor da #UEL (vitória sobre o Arsenal, por 4-1, na final)

Principais transferências
Entradas: Mateo Kovačić (Real Madrid)
Saídas: Eden Hazard (Real Madrid), Gary Cahill (dispensado), David Luiz (Arsenal), Davide Zappacosta (Roma, empréstimo)

Veja como o Chelsea venceu a edição passada da UEFA Europa League
Veja como o Chelsea venceu a edição passada da UEFA Europa League

Treinador: Frank Lampard
Lampard deu nas vistas como jogador no West Ham, tendo passado 13 temporadas em Stamford Bridge. Venceu a UEFA Champions League, a UEFA Europa League, três títulos da Premier League e quatro Taças de Inglaterra. Estreou-se como treinador no Derby County, na época passada, chegando à final do "play-off" do segundo escalão, antes de chegar o convite do Chelsea, no Verão. 

Jogador-chave: N'Golo Kanté 
Médio incansável, Kanté foi o catalisador do triunfo do Leicester na Premier League em 2016 e teve o mesmo efeito no Chelsea, ao conquistar o título na temporada seguinte. Desde então, ganhou um troféu em cada temporada e deverá liderar a nova geração de jovens talentos do clube na presente temporada.

Jogador-chave: Mason Mount 
Callum Hudson-Odoi e Ruben Loftus-Cheek brilharam durante a caminhada do Chelsea rumo ao sucesso europeu na última época e Mount, de 20 anos, parece ser o próximo talento a brilhar. Lampard conhece bem o jogador, que orientou no Derby na última temporada, tendo marcado oito golos até à final do "play-off". A saída de Eden Hazard pode ser uma vantagem para o talentoso médio se afirmar em definitivo.

Ajax

Ranking da UEFA (final de 2018/19): 20
Como se qualificou: campeão na Holanda, vencedor do "play-off" (venceu o APOEL por 2-0 no total dos dois jogos)
Melhor na Taça dos Campeões: vencedor x4 (1971, 1972, 1973, 1995)

Época passada: meias-finais (eliminado pelo Tottenham, devido aos golos fora, 3-3 no total)

Fase de grupos da época passada: segundo classificado no Grupo E – V3 E3 D0 GM11 GS5 (contra Bayern, Benfica, AEK Athens)  

Reveja a vitória do Ajax no terreno do Real Madrid, na época passada
Reveja a vitória do Ajax no terreno do Real Madrid, na época passada

Principais transferências
Entradas: Quincy Promes (Sevilha), Edson Álvarez (Club América), Răzvan Marin (Standard Liège)
Saídas: Frenkie de Jong (Barcelona), Matthijs de Ligt (Juventus), Lasse Schöne (Génova), Kasper Dolberg (Nice) 

Treinador: Erik ten Hag
Defesa e médio-defensivo na sua carreira de jogador, passou por Twente (três vezes), De Graafschap, RKC Waalwijk e Utrecht. Assumiu o seu primeiro cargo como treinador do Go Ahead Eagles, com a sua equipa a subir à primeira divisão holandesa na sua temporada de estreia, em 2012/13, antes de assumir a segunda equipa do Bayern de Munique. Rumou ao Utrecht no Verão de 2015, tendo conquistado o prémio Rinus Michels como treinador da Holanda um ano depois. Ocupou o cargo de Marcel Keiser no Ajax em Dezembro de 2017, venceu a "dobradinha" interna na última época e guiou a equipa às meias-finais da UEFA Europa League.

Jogador-chave: Dušan Tadić
Motor criativo do Ajax, juntamente com Hakim Ziyech, Tadić contribuiu com seis golos na UEFA Champions League e mais cinco assistências na última época - números excelentes para um jogador que chegou do Southampton no início da temporada. O capitão encerrou a campanha com 38 golos em 56 jogos em todas as competições.

Jogador a seguir: Carel Eiting
Potencial sucessor de Frenkie de Jong, o jovem de 21 anos tem um estilo pouco ortodoxo, combinado com visão e inteligência. Destaque na qualificação para a prova na temporada passada, jogou 90 minutos na fase de grupos contra o AEK.

Valência

Ranking da UEFA (final de 2018/19): 39
Como se qualificou: quarto na liga espanhola
Melhor na Taça dos Campeões: finalistas vencidos x2 (2000, 2001)

Época passada: fase de grupos (terceiro lugar), meias-finais da #UEL

Fase de grupos da época passada: terceiro no Grupo H - V2 E2 D2 GM6 GS6 (contra Juventus, Manchester United, Young Boys)

Principais transferências
Entradas: Jasper Cillessen (Barcelona), Maxi Gómez (Celta Vigo), Eliaquim Mangala (Manchester City)
Saídas: Neto (Barcelona), Jeison Murillo (Sampdória), Santi Mina (Celta Vigo)

Cinco dos melhores golos do Valência na #UCL
Cinco dos melhores golos do Valência na #UCL

Treinador: Albert Celades
Nomeado a 11 de Setembro para ocupar o lugar de Marcelino, o antigo médio defensivo Celades assume pela primeira vez o papel de treinador principal de um clube. Celades evidenciou-se no Barcelona, clube ao serviço do qual conquistou dois títulos de campeão espanhol e uma Taça dos Vencedores das Taças em 1997. Ganhou mais dois campeonatos com a camisola do Real Madrid, bem como a UEFA Champions League de 2002. Rendeu Julen Lopetegui como seleccionador espanhol de Sub-21 em 2014 e foi mais tarde adjunto do mesmo Lopetegui no ReaL Madrid. 

Jogador-chave: Daniel Parejo
O centrocampista ingressou no clube no Verão de 2011 e tem sido o motor da equipa desde então. Participou em 55 jogos em todas as competições na última temporada, chegando aos dois dígitos de golos pela terceira vez em cinco anos.

Jogador a seguir: Ferran Torres
O segundo jogador nascido no ano 2000 - depois de Vinícius Júnior - a marcar na Liga espanhola, Torres também marcou os dois golos na vitória da Espanha na final do EURO Sub-19 de 2019, diante de Portugal. O jogador de 19 anos já passou a marca dos 50 jogos pelo clube.

LOSC Lille

Ranking da UEFA (final de 2018/19): 114
Como se qualificou: segundo classificado na Ligue 1
Melhor na Taça dos Campeões: oitavos-de-final (2007)

Época passada: não participou nas provas da UEFA

Principais transferências
Entradas: Timothy Weah (Paris), Victor Osimhen (Charleroi), Renato Sanches (Bayern)
Saídas: Thiago Mendes (Lyon), Rafael Leão (AC Milan), Nicolas Pépé (Arsenal)

Christophe Galtier deu cartas como treinador do LOSC
Christophe Galtier deu cartas como treinador do LOSC©AFP/Getty Images

Treinador: Christophe Galtier
Jogou no Marselha (duas vezes), LOSC, Toulouse, Angers, Nîmes e Monza antes de passar uma década como treinador-adjunto. Assumiu o comando do St-Étienne em 2009, onde permaneceu até o Verão de 2017, tendo conquistado uma Taça da Liga quatro anos antes. .

Jogador-chave: José Fonte
A experiência do jogador de 35 anos é vital numa equipa repleta de jovens talentos. Ainda no auge das suas capacidades, o defesa-central foi decisivo para o LOSC terminar em segundo lugar na sua primeira temporada no clube e coroou a época com a vitória na UEFA Nations League com Portugal. Fez parte da selecção vencedora do UEFA EURO 2016.

Jogador a seguir: Jonathan Ikoné
O prodígio ex-Paris jogou todos os jogos da Ligue 1 pelo LOSC depois de assinar um contrato de cinco anos no Verão passado. Vencedor do EURO Sub-17 em 2015, o médio-ofensivo também impressionou ao serviço da França no EURO de Sub-21 deste Verão.

Sabia que?

  • O Chelsea foi afastado no seu grupo na UEFA Champions League em 14 das 15 anteriores participações - a única ocasião em que isso não aconteceu, em 2012/13, tornou-se no primeiro, e até agora único vencedor da prova, a não conseguir chegar à fase a eliminar.

  • O Ajax está na UEFA Champions League pela 15ª temporada. Em 2018/19, tornou-se na primeira equipa a chegar às meias-finais, depois de passar três fases de qualificação.

  • Os encontros mais recentes do Chelsea com o Valência foram disputados na fase de grupos da vitoriosa campanha da UEFA Champions League de 2011/12 (1-1 f, 3-0 c).

  • O LOSC nunca defrontou Chelsea ou Ajax mas perdeu três de seus quatro jogos contra o Valência (1E).

  • Os dois únicos encontros entre Ajax e Valência ocorreram na segunda fase de grupos de 2002/03. Ambos os jogos terminaram empatados, com os dois conjuntos a qualificarem-se para os quartos-de-final.

Topo