Grupo G: ao pormenor

Qual é o passado de cada clube na competição? Quem são os jogadores-chave, as novas contratações e os nomes a seguir? O UEFA.com tem todas as respostas.

©UEFA.com

Zenit

Ranking de coeficientes da UEFA (final de 2018/19): 19
Como se qualificou: campeão da Rússia 
Melhor na Taça dos Campeões: oitavos-de-final x3 (2012, 2014, 2016)

Época passada: oitavos-de-final da #UEL (eliminado pelo Villarreal por 5-2 no total)

Principais transferências
Entradas: Douglas Santos (Hamburgo), Aleksei Sutormin (Rubin), Malcom (Barcelona)
Saídas: Aleksandr Anyukov (Krylya Sovetov), Claudio Marchisio (fim de contrato), Hernani (Parma, empréstimo), Emiliano Rigoni (Zenit para a Sampdoria, empréstimo)

O Zenit contratou Malcom ao Barcelona
O Zenit contratou Malcom ao Barcelona©AFP/Getty Images

Treinador: Sergei Semak
Leal ao CSKA Moscovo durante grande parte da sua carreira, Semak jogou também por Paris, Rubin e Zenit e foi elemento fundamental da selecção da Rússia que chegou às meias-finais do UEFA EURO 2008. Começou a carreira de treinador no Zenit como adjunto e mais tarde interino, tendo regressado ao clube após passagem pelo Ufa para guiá-lo ao título na temporada transacta.

Jogador-chave: Malcom
O Zenit terá gasto 40 milhões de euros para encurtar o período do brasileiro de 20 anos no Barcelona e espera possa recuperar a forma que o fez dar nas vistas no Bordéus. Capaz de jogar como médio ou avançado, Malcom deverá ser o municiador de Sardar Azmoun e Artem Dzyuba.

Jogador a seguir: Sebastián Driussi
Tal como Malcom, o argentino de 23 anos pode actuar em posições adiantadas do meio-campo ou como atacante e melhorou a sua capacidade goleadora nas duas temporadas passadas em São Petersburgo desde que se transferiu do River Plate. Terminou a época transacta com sete golos nos derradeiros sete jogos disputados no campeonato.

Benfica

Ranking de coeficientes da UEFA (final de 2018/19): 21
Como se qualificou: campeão em Portugal
Melhor na Taça dos Campeões: vencedor x2 (1961, 1962)

Época passada: fase de grupos (terceiro lugar), quartos-de-final da #UEL

Fase de grupos da época passada: terceiro no Grupo E – V2 E1 D3 GM6 MS11 (contra Bayern, Ajax, AEK Atenas)

Principais transferências
Entradas: Caio Lucas (al-Ain), Raúl de Tomás (Real Madrid), Carlos Vinícius (Nápoles)
Saídas: Raúl Jiménez (Wolves), João Félix (Atlético), Eduardo Salvio (Boca Juniors)

Veja cinco grandes golos do Benfica
Veja cinco grandes golos do Benfica

Treinador: Bruno Lage
Tendo treinado todos os escalões de formação do Benfica e a equipa B, Lage chedgou ao comando das Águias em Janeiro e venceu 23 dos seus primeiros 29 jogos em todas as competições, levando-as à reconquista do título português, numa campanha em que os seus pupilos igualaram também o recorde do clube de 103 tentos marcados no campeonato.

Jogador-chave: Haris Seferović
Cinco atletas do Benfica apontaram 15 ou mais golos na época passada, mas o atacante da Suíça encabeçou a lista com 27 e acabou como melhor marcador da Liga portuguesa. O “hat-trick” diante da Bélgica, na UEFA Nations League, centrou igualmente as atenções no atacante que tanto gosta de jogar de segurar a bola e fazer assistências como de marcar golos.

Jogador a seguir: Gedson Fernandes
Debaixo do nosso radar desde que foi nomeado para a Equipa do EURO Sub-17 de 2016, ganho por Portugal, o médio conquistou o título com o Benfica em 2018/19. Participou em 46 partidas em todas as provas, 16 das quais na Europa, e continua a evoluir.

Olympique Lyonnais

Ranking de coeficientes da UEFA (final de 2018/19): 27
Como se qualificou: terceiro na Ligue 1
Melhor na Taça dos Campeões: meias-finais (2010)

Época passada: oitavos-de-final (eliminado pelo Barcelona por 5-1 no total)

Fase de grupos da época passada: segundo no Grupo F – V1 E5 D0 GM12 GS11 (contra Manchester City, Shakhtar, Hoffenheim)

Principais transferências
Entradas: Jean Lucas (Flamengo), Thiago Mendes (LOSC), Joachim Andersen (Sampdória)
Saídas: Ferland Mendy (Real Madrid), Tanguy Ndombele (Tottenham), Nabil Fekir (Bétis)

Veja cinco dos melhores golos europeus do Lyon
Veja cinco dos melhores golos europeus do Lyon

Treinador: Sylvinho
Antigo lateral brasileiro, ganhou nome na Europa ao serviço de Arsenal, Celta e Barcelona antes de iniciar a carreira de treinador como adjunto em clubes como Cruzeiro, Inter e na selecção do Brasil. Duas vezes vencedor da UEFA Champions League, substituiu Bruno Génésio neste Verão para fazer a sua estreia como técnico principal.

Jogador-chave: Moussa Dembélé
O dianteiro tem estado em destaque desde que se chegou do Celtic no Verão passado numa equipa com muitas opções atacantes. Marcou 20 golos na campanha inaugural em França e mostrou a sua capacidade de ligar o jogo e criar oportunidades para marcar. Não deverá estar longe a estreia pela selecção principal dos Les Bleus.

Jogador da seguir: Houssem Aouar
Médio elegante que pode jogar nas alas ou desempenhar um papel criativo mais ofensivo, Aouar é produto da academia do Lyon e despontou na temporada 2017/18. Com Tanguy Ndombele e Nabil Fekir de saída neste Verão, espera-se que Aouar assuma maior responsabilidade no apoio a Moussa Dembélé e Memphis Depay.

Leipzig

Ranking de coeficientes da UEFA (final de 2018/19): 69
Como se qualificou: terceiro na Alemanha
Melhor na Taça dos Campeões: fase de grupos (2018)

Principais transferências
Entradas: Hannes Wolf (Salzburgo), Christopher Nkunku (Paris), Ademola Lookman (Everton), Patrik Schick (Roma, empréstimo) 
Saídas: Bruma (PSV Eindhoven), Julian Krahl (Colónia), Marius Müller (Lucerna), Jean-Kévin Augustin (Mónaco, empréstimo)

Treinador: Julian Nagelsmann
Forçado a terminar a carreira de jogador quando tinha apenas 20 anos, Nagelsmann sucedeu a Huub Stevens à frente do Hoffenheim em Fevereiro de 2016, o que o tornou, aos 28 anos, no treinador mais jovem da história da Bundesliga. Levou o clube ao quarto lugar em 2016/17, ao terceiro na temporada seguinte e campanha passada liderou a estreia do Hoffenheim na fase de grupos da UEFA Champions League.

Timo Werner é estrela pela Alemanha e pelo Leipzig
Timo Werner é estrela pela Alemanha e pelo Leipzig©Getty Images

Jogador-chave: Timo Werner
O avançado alemão renovou recentemente por quatro anos o contrato com o Leipzig, pelo qual marcou 61 golos nas últimas três temporadas. Três desses tentos aconteceram na época de estreia do clube numa fase de grupos, em 2017/18, pelo que se apresta para comandar o ataque novamente.

Jogador a seguir: Ibrahima Konaté
Firme na Bundesliga depois de duas temporadas no centro da defesa do Leipzig, Konaté, de 20 anos, demonstrou a sua classe no EURO Sub-21 com a França. Participou em 44 jogos durante essas duas campanhas, apesar da forte concorrência.

Sabia que?

  • Esta é a sétima presença do Zenit na UEFA Champions League e a primeira desde 2015/16.
  • O Benfica participa pela décima época consecutiva na fase de grupos.
  • O novo treinador do Leipzig, Julian Nagelsmann, comandou o Hoffenheim na temporada passada e empatou os dois jogos contra o Lyon na fase de grupos (3-3 em casa, 2-2 fora).
  • Zenit e Lyon defrontaram-se na UEFA Champions League de 2015/16, tendo o clube russo ganho as duas partidas, por 3-1 e 2-0.
  • A única experiência anterior do Leipzig contra os adversários no Grupo G aconteceu frente ao Zenit nos oitavos-de-final da UEFA Europa League de 2017/18; os alemães ganharam por 3-2 no total (2-1 em casa, 1-1 fora).
Topo