Sorteio da fase de grupos da Champions League: Pote 4

Tudo o que precisa de saber sobre as oito equipas do Pote 4, antes do sorteio da fase de grupos, na quinta-feira.

Lokomotiv Moskva (RUS)

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 54º
Como se apurou: segundo na Liga russa
Melhor desempenho na prova: oitavos-de-final (2003/04)

O que esperar: Uma melhoria. O regresso à fase de grupos na época passada, após uma ausência de 14 anos, não foi o melhor, com os russos a perderem cinco dos seis jogos. Apesar das mudanças mínimas durante o Verão, o Lokomotiv tentará transformar essa amarga experiência numa vantagem para esta época.

Genk (BEL)

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 60º
Como se apurou: Campeão belga
Melhor desempenho na prova: fase de grupos (duas vezes, mais recentemente em 2011/12)

O que esperar: A última participação do Genk na fase de grupos foi, no mínimo, peculiar, não perdendo qualquer jogo em casa e não conseguindo marcar qualquer golo fora de casa na temporada 2011/12, tendo perdido por 7-0 no reduto do Valência. Chegou aos quartos-de-final da UEFA Europa League 2017/17 e também atingiu a fase de grupos na temporada transacta.

Galatasaray (TUR)

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 68º
Como se apurou: campeão turco
Melhor desempenho na prova: meias-finais (1988/89)

O que esperar: Ryan Fulham e Jean Michaël Seri são algumas das mais sonantes contratações de Verão. Depois de sair da fase de grupos na última temporada (um obstáculo que não superou desde 2013/14), a equipa de Istambul vai procurar inspiração nos seus novos recrutas.

RB Leipzig (GER)

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 69º
Como se apurou: terceiro na Bundesliga
Melhor desempenho na prova: fase de grupos (2017/18)

Timo Werner marcou três golos pelo Leipzig na fase de grupos em 2017/18
Timo Werner marcou três golos pelo Leipzig na fase de grupos em 2017/18©AFP/Getty Images

O que esperar: O foco do Leipzig no Verão tem sido a aquisição de jovens promissores, com a contratação mais significativa a ser provavelmente a do técnico Julian Nagelsmann. Com os jogadores que o treinador de 32 anos tem agora à sua disposição, o Leipzig tem certamente potencial para dar nas vistas.

Slavia Praha (CZE)

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 73º
Como se apurou: campeão checo, vencedor do "play-off"
Melhor desempenho na prova: fase de grupos (2007/08)

O que esperar: O Slávia terminou com um respeitável terceiro lugar na sua campanha anterior na fase de grupos e mostrou que pode dar cartas na Europa ao vencer o Chelsea nos quartos-de-final da UEFA Europa League da época passada. O sucesso do "play-off" frente ao Cluj, da Roménia, manteve o moral em alta.

Estrela Vermelha (SRB)

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 88º
Como se apurou: campeão sérvio, vencedor do "play-off"
Melhor desempenho na prova: vencedor (1990/91)

O que esperar: O Estrela Vermelha ganhou apenas um jogo na fase de grupos da época passada, mas conseguiu-o frente ao futuro vencedor da prova, o Liverpool. Quando joga em Belgrado, o campeão sérvio é um adversário temível.

Atalanta (ITA)

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 92º
Como se apurou: terceiro classificado em Itália
Melhor desempenho na prova: estreia esta época

O que esperar: Esta equipa pressionante e ofensiva marcou 77 golos e garantiu o terceiro lugar da Serie A na época passada - o melhor marcador, Duvan Zapata, apontou 23. Estreantes na UEFA Champions League, têm sido alvo de comparações, em termos de estilo, com os semifinalistas da época passada, o Ajax.

LOSC (FRA)

Ranking do coeficiente da UEFA (final de 2018/19): 114º
Como se apurou: segundo em França
Melhor desempenho na prova: oitavos-de-final (2006/07)

O que esperar: O LOSC, segundo classificado da Ligue 1, pagou o preço quando muitos dos seus melhores jogadores foram cobiçados e saíram no Verão, começando pelo artilheiro Nicolas Pépé, que rumou ao Arsenal. O técnico Christophe Galtier e o prospector Luis Campos foram incumbidos de identificar os jogadores para manter a habitual qualidade.

Topo