Nomeado para Jogador do Ano da UEFA: os argumentos de Messi

O UEFA.com destaca o candidato ao prémio de Jogador do Ano da UEFA 2018/19, Lionel Messi.

©UEFA.com

Lionel Messi integra a lista de três candidatos ao prémio de Jogador do Ano da UEFA 2018/19. O UEFA.com analisa o porquê de o avançado ser um dos nomeados.

Época em números

Feitos: Vencedor da Liga espanhola, vencedor da Supertaça espanhola, finalista vencido da Taça de Espanha, melhor marcador da UEFA Champions League, vencedor da Bota de Ouro europeia.

UEFA Champions League
Jogos: 10
Golos: 12
Assistências: 3

Nomeado a Jogador do Ano da UEFA: Lionel Messi
Nomeado a Jogador do Ano da UEFA: Lionel Messi

Campeonato
Jogos: 34
Golos: 36
Assistências: 15

Opinião do repórter do UEFA.com: Joe Walker

Embora tenha estado do lado errado da barricada numa das mais memoráveis "remontadas" da história da UEFA Champions League por ocasião das meias-finais de 2018/19, Messi protagonizou uma fantástica temporada. Os seus 12 golos e três assistências foram a cereja no topo do bolo, com a exibição assinada na primeira mão da meia-final contra o Liverpool a entrar directamente para a lista das melhores que a competição alguma vez viu, já para não falar no livre directo de antologia. O capitão do Barcelona reafirmou recentemente o seu desejo de voltar a sagrar-se campeão europeu, por isso não digam que não foram avisados.

Três melhores momentos

1. Messi não perdeu tempo e começou a brilhar logo na primeira jornada da UEFA Champions League, estabelecendo um novo recorde na prova ao assinar o seu oitavo "hat-trick", mais concretamente numa vitória, por 4-0, frente ao PSV Eindhoven.

2. Tornou-se o primeiro jogador a marcar 400 golos no campeonato numa das cinco principais ligas da Europa, atingindo o feito em Janeiro, ante o Eibar. Logrou tal marca ao cabo de apenas 435 jogos.

A lista dos três nomeados
A lista dos três nomeados

3. Exactamente 14 anos após ter marcado o seu primeiro golo pelo Barcelona, Messi festejou a obtenção do seu golo número 600 com a camisola do clube catalão e logo em grande estilo, convertendo um livre directo a 30 metros da baliza que ajudou a sua equipa a bater (3-0) o Liverpool na primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League. Esse tento foi, mais tarde, eleito o Golo da Época do UEFA.com.

O que dizem

"Messi reserva os primeiros minutos de cada jogo para interpretar. Ele caminha entre a defesa contrária, memorizando a posição de cada jogador. Então, à medida que o encontro avança, vai aparecendo em cena. Por essa altura ele já sabe perfeitamente onde é que estão as fragilidades dos adversários."
Ernesto Valverde, treinador do Barcelona

"No momento em que mais precisei de apoio, o melhor jogador do mundo chegou à minha beira e estendeu-me a mão. Ele disse: 'Anda, eu estou aqui para te ajudar.'"
Neymar, antigo avançado do Barcelona

"Para além dos seus golos e assistências, o Messi cria jogo para todos nós. Ele é incrível. Único. Nunca mais vamos ter outro jogador como ele. O Leo é único em todas as facetas do futebol."
Jordi Alba, defesa do Barcelona

Topo