Exclusivo: Harry Kane fala da final e da "família" que é o Tottenham

"Se sonhei em levantar o troféu? Estaria a mentir se dissesse que não", afirma o ponta-de-lança Harry Kane, do Tottenham, ao UEFA.com.

Poderoso: Harry Kane mostra que está pronto para a final da UEFA Champions League no sábado.
Poderoso: Harry Kane mostra que está pronto para a final da UEFA Champions League no sábado. ©UEFA.com

Adepto do Tottenham desde criança, Harry Kane fez toda a carreira no emblema de Londres, mas nunca ousou sonhar - até há relativamente pouco tempo - que poderia ter a oportunidade de alinhar pelo clube numa final da UEFA Champions League.

No entanto, após uma época de grandes emoções, vai concretizar o sonho no sábado. O avançado de 25 anos falou ao UEFA.com antes da final inglesa em Madrid frente ao Liverpool.

O que significaria para si ganhar a Champions League?

Todos os golos do Tottenham na caminhada para Madrid
Todos os golos do Tottenham na caminhada para Madrid

Harry Kane: Significaria muito. Nos últimos quatro ou cinco anos, com o Mauricio Pochettino, seguimos um plano para nos tornarmos numa das melhores equipas da Europa. Estar agora numa final da Champions League é verdadeiramente especial. É uma sensação difícil de descrever. Tentamos não pensar muito nisso, não queremos que as emoções se tornarem esmagadoras, mas é claro que será extraordinário. Sou adepto dos Spurs desde muito jovem, mas não pensava nisto nem nos meus maiores sonhos. Mesmo sendo formado na academia, não era algo que esperássemos conseguir.

Que lições aprendidas esta época podem aplicar na final?

A época foi toda de grandes emoções. Houve muitos altos e baixos. A reviravolta frente ao Ajax mostra uma grande personalidade e uma grande motivação. Prova que um jogo nunca está perdido e é isso que vamos levar para a final.

Esta equipa dos Spurs joga junta há muito tempo; isso ajudou?

Somos uma família. O Tottenham prepara a final
Somos uma família. O Tottenham prepara a final©Getty Images

Obviamente. Há momentos em que as coisas não estão a correr bem, olhamos para o lado e lembramo-nos que já nos conhecemos há algum tempo, que já passámos por momentos difíceis, pelo que não é nada inédito. Sabemos que no sábado haverá alguns momentos em que vamos passar por dificuldades e que teremos de resistir com toda a nossa energia. Criámos aqui uma família. Ajudamo-nos mutuamente e vamos lutar uns pelos outros até final.

Toda a gente sabe que não comprámos nenhum jogador nos últimos períodos de transferências mas, de certa forma, isso foi positivo, pois tornou-nos mais próximos. Tivemos lesões, mas houve sempre alguém a dar um passo em frente e a cumprir o papel. A nossa época tem sido assim, quem foi chamado jogou bem e deu tudo o que tinha. É só isto que podemos exigir.

Falou com alguns dos seus colegas da selecção de Inglaterra que jogam no Liverpool?

Jordan Henderson e Kane na selecção de Inglaterra
Jordan Henderson e Kane na selecção de Inglaterra©Getty Images

I Enviei um mensagem escrita ao Jordan Henderson a dar-lhe os parabéns depois da vitória deles sobre o Barcelona e disse que tinha sido um jogo incrível. Ele desejou-me boa sorte para o dia seguinte. Deu resultado para os dois, mas foi a última vez que estivemos em contacto. Claro que dentro de alguns dias vamos estar juntos ao serviço de Inglaterra [para a fase final da UEFA Nations League], pelo que os jogadores de uma equipa estarão certamente mais satisfeitos que os da outra. O futebol é assim.

Qual será a sensação de entrar em campo no sábado?

Não há maior motivação no futebol. Ser campeão europeu é o sonho de qualquer miúdo. Conseguir isso neste clube, onde passei toda a minha vida, é realmente algo especial, só tenho de dar o máximo e deixar tudo em campo.

Se sonhei em levantar o troféu? Estaria a mentir se dissesse que não. Claro que é algo em que pensamos e com que sonhamos. É uma sensação estranha, porque só falta um jogo e sabemos que está ao nosso alcance. O mais importante é estarmos concentrados no jogo. Vamos torcer para que esse sonho se torne realidade.

Topo