Thibaut Courtois, guarda-redes do Real Madrid: "Há sempre pressão"

"Não há margem para errar." Thibaut Courtois fala sobre a pressão de ser titular na baliza do Real Madrid e sobre a mudança de papel dos guarda-redes.

©Getty Images

Podemos começar por falar de como é ser um guarda-redes – em particular com a pressão de o ser no Real Madrid?

Em cada equipa – e isto aplica-se também a Atleti e Chelsea – há sempre pressão pois um guarda-redes é sempre a última barreira para parar um golo. Não há obviamente margem de erro.

Quando um guarda-redes comete um erro, por norma resulta em golo, pelo que pressão há sempre. Há pressão aqui no Real Madrid, mas não penso que as coisas são diferentes onde quer que se jogue.

O Real Madrid é normalmente uma equipa que joga no meio-campo contrário, sempre com muita posse de bola e cria muitas situações de golo. Como se mantém concentrado para ser chamado à acção em três ou quatro vezes por jogo?

Veja algumas das melhores defesas de Thibaut Courtois
Veja algumas das melhores defesas de Thibaut Courtois

Temos de estar concentrados em todos os momentos. Quando estamos no ataque é muito importante estar alerta, jogar atrás da linha defensiva; se ela for alta, então precisamos de estar ainda mais à adiantados no terreno..

Precisamos de saber gerir o espaço e impedir as bolas longas de passar; por exemplo, contra a Roma [na fase de grupos], tive de sair da área duas ou três vezes para parar um contra-ataque. É nessa altura que temos de estar alerta e é por isso que é necessário estar sempre concentrado.

MELHORES GUARDA-REDES DE SEMPRE DA CHAMPIONS LEAGUE

O papel de um guarda-redes mudou ao longo da sua carreira – agora espera-se que sejam fortes tecnicamente e com qualidade no jogo com os pés. Como vê esta evolução?

Nos últimos dez anos, as exigências têm sido maiores aos guarda-redes – ser bom com os pés, jogar no espaço – situação que não se passava há 20 anos por exemplo. Mesmo assim, quando joguei no Genk enquanto criança, já nos pediam para jogar com os pés desde tenra idade.

Depende muito da equipa pelo qual se joga, se gostam de jogar na bola longa ou de começar a construir desde trás. Ser um guarda-redes nos dias de hoje é muito mais que fazer defesas na linha de golo - é muito também jogar no espaço, jogar com os pés e reduzir a distância entre ele próprio e a defesa. É um pouco de tudo.

Courtois afirmou-se na baliza do Real Madrid
Courtois afirmou-se na baliza do Real Madrid©AFP/Getty Images

Como prepara os jogos da Champions League? Há alguma rotina onde observa como os jogadores rematam, por exemplo?

É sempre o mesmo em cada jogo: vejo vídeos das rotinas atacantes dos adversários, vejo penalties, olho para os erros, vejo como os jogadores finalizam. Isso não muda, quer seja na Champions League, no campeonato ou na taça.

Agora que ela está aí à porta, como vê a eliminatória frente ao Ajax?

Eles têm uma boa equipa e muitos jovens talentosos, jogando um futebol de qualidade. Vão chegar aqui e jogar aberto. Não virão defender; é esse o seu estilo, jogam futebol.

Topo