As principais transferências de Inverno em Portugal

Com o período de transferências de Inverno encerrado, listamos as principais entradas e saídas nos clubes portugueses, com apostas em jovens e regressos ilustres.

O internacional português Pepe, de regresso ao Porto após 12 anos, foi o nome mais sonante das contratações de Inverno
O internacional português Pepe, de regresso ao Porto após 12 anos, foi o nome mais sonante das contratações de Inverno ©AFP/Getty Images

Com o período de transferências de Inverno encerrado, listamos as principais entradas e saídas nos clubes portugueses, com apostas em jovens valores, regressos ilustres e contratações mais ou menos esperadas.

A atenção recaía especialmente o que iam fazer os "três grandes". O Sporting destacou-se com seis contratações, seguido pelo Porto, com quatro, enquanto o Benfica não contratou nenhum refroço e reduziu o plantel. Curiosamente, algumas das saídas mais sonantes foram protagonizadas por clubes mais modestos. Apresentamos em baixo as transferências mais relevantes.

ENTRADAS

Pepe (Porto)

O possante defesa-central regressa ao Dragão quase 12 anos depois de ter saído para o Real Madrid. O internacional tem 35 anos rescindiu com o Beşiktaş e assinou por duas épocas e meia pelo Porto. Traz experiência à defesa e poderá ser importante na Champions League, um troféu que conquistou por três vezes em Madrid.

Fernando Andrade chegou do Santa Clara
Fernando Andrade chegou do Santa Clara©FC Porto

Fernando Andrade (Porto)

O avançado brasileiro de 26 anos foi contratado ao Santa Clara, onde marcou 19 golos em ano e meio. O esquerdino, que assinou contrato até 2023, já marcou pela nova equipa a Benfica e Sporting na fase final da Taça da Liga.

Wilson Manafá (Porto)

O luso-guineense de 24 anos, que foi contratado pelo Porto ao Portimonense, promete fazer todo o flanco esquerdo. O jogador assinou por quatro épocas e meia e, graças à sua polivalência, deixa o treinador Sérgio Conceição com mais alternativas.

Mamadou Loum (Porto)

O senegalês de 22 anos destacou-se esta época ao serviço do Moreirense, levando os dragões a garantirem o seu empréstimo até final da época junto do Braga. O Porto terá de exercer uma opção de compra obrigatória a 1 de Julho no valor de 7,5 milhões de euros para ficar com 75% do passe do médio, mantendo os minhotos os restantes 25%.

Cristián Borja (Sporting)

O defesa de 25 anos promete fazer todo o flanco esquerdo e foi contratado aos mexicanos do Toluca. O colombiano assinou pelo Sporting até 2024 e tem uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

Gonzalo Plata (Sporting)

O promissor extremo assinou contrato até 2023. O esquerdino de 18 anos já é internacional de sub-20 pelo Equador e pode jogar em ambos os flancos, chega com a promessa de trabalhar às ordens de Marcel Keizer na equipa principal. A cláusula de rescisão é de 60 milhões de euros.

Idrissa Doumbia em aação pelo Zulte Waregem
Idrissa Doumbia em aação pelo Zulte Waregem©AFP/Getty Images

Idrissa Doumbia (Sporting)

O Sporting foi encontrar um reforço para o meio-campo nos russos do Akhmat Grozny. O jovem costa-marfinense de 20 anos já foi campeão da Bélgica pelo Anderlecht e impressiona pelo poderio físico, com 1,87 metros poderá ser uma ajuda importante devido à lesão de Battaglia.

Luiz Phellype (Sporting)

O avançado marcou nove golos em 15 jogos pelo Paços de Ferreira na II Liga, o suficiente para convencer o Sporting a propor-lhe um contrato até 2024. O brasileiro de 25 anos promete ser uma boa alternativa a Bas Dost.

Tiago Ilori (Sporting)

O defesa-central de 25 anos está de regresso a Alvalade, onde fez a formação. O jogador, que há mais de cinco anos foi negociado para o Liverpool, foi contratado Ao Reading e assinou por quatro épocas e meia e promete ser uma alternativa aos experientes Coates e Matthieu.

Francisco Geraldes (Sporting)

As lesões impediram o médio de disputar qualquer jogo oficial durante o empréstimo aos alemães do Eintracht Frankfurt. O Sporting antecipou o regresso do jogador de 23 anos para reorganizar o meio-campo.

SAÍDAS

Shota Nakajima deixou o Portimonense e rumou ao Catar
Shota Nakajima deixou o Portimonense e rumou ao Catar©AFP/Getty Images

Shoya Nakajima

O atacante terá protagonizado a transferência mais cara de sempre de um jogador japonês ao trocar o Portimonense pelo Al Duhail do Catar, equipa treinada pelo português Rui Faria.

Carlos Vinicius

O brasileiro, que estava cedido pelo Nápoles ao Rio Ave, marcou 14 golos em 20 jogos, registo que levou os franceses do Mónaco a garantir o empréstimo do avançado junto dos italianos para ajudar Leonardo Jardim na fuga à despromoção.

Sérgio Oliveira

O médio português de 26 anos perdeu protagonismo esta época na equipa do Porto e foi emprestado até final da época ao PAOK para recuperar a forma. O líder do campeonato grego fica com opção de compra do passe.

Riechedly Bazoer

O holandês não teve uma passagem feliz pelo Porto. Emprestado pelo Wolfsburgo, demorou a ter uma oportunidade mas, pouco depois de marcar o único golo de azul e branco, teve problemas disciplinares e acabou por ser cedido ao Utrecht.

Chidozie Awaziem

O defesa-central nigeriano não era opção no Dragão e foi emprestado ao Çaykur Rizespor, procurando ganhar ritmo ao serviço do último classificado da Liga turca até final da época 2018/19.

Alfa Semedo festeja após marcar ao AEK na Champions League
Alfa Semedo festeja após marcar ao AEK na Champions League©AFP/Getty Images

Alfa Semedo

O médio guineense perdeu espaço com a troca de treinador no Benfica e a solução para tentar continua a jogar foi o empréstimo até final da época ao Espanhol de Barcelona.

Bruno Varela

O português de 24 anos, que foi bastante utilizado na época passada, era o terceiro guarda-redes na Luz e nem a mudança de treinador alterou o estatuto. Foi emprestado ao Ajax, com os holandeses a ficarem com opção de compra do passe.

Nicolás Castillo

O avançado chileno voltou a não ser feliz no regresso à Europa. Depois das passagens por Brugge, Mainz e Frosinone, entre 2014 e 2015, não conseguiu marcar em jogos oficiais pelo Benfica e transferiu-se para os mexicanos do América.

Facundo Ferreyra festeja o golo marcado ao Boavista no início da época
Facundo Ferreyra festeja o golo marcado ao Boavista no início da época©Getty Images

Facundo Ferreyra

O atacante argentino não conseguiu confirmar as credenciais que trazia do Shakhtar e apontou apenas um golo na Luz, tendo sido emprestado ao Espanhol por época e meia.

Bruno César

O médio brasileiro de 30 anos foi pouco utilizado esta época e acabou por rescindir contrato, após três épocas em Alvalade, para regressar ao Brasil, onde vai representar o Vasco da Gama.

Carlos Mané

O extremo luso de 24 anos voltou a ser decido a um clube alemão, desta vez ao Union Berlin, da segunda divisão, prometendo regressar ao Sporting no final da época.

Lumor Agbenyenu

O defesa-esquerdo ganês nunca se conseguiu impor e foi emprestado até ao final da época aos turcos do Göztepe, que ficam com opção de compra do passe.

Marcelo

O defesa-central brasileiro chegou as Sporting a custo zero, mas nunca deixou de ser a quarta opção para o eixo da defesa, tanto para José Peseiro como para Marcel Keizer. Saiu para procurar jogar com mais regularidade nos Chicago Fire, dos Estados Unidos.

Stefano Sturaro

Reforço para a baliza do Sporting esta época, o internacional de 24 anos não vingou. Chegou lesionado e regressa a Itália para representar o Génova em mais um empréstimo da Juventus.

Emiliano Viviano

O outro guarda-redes italiano contratado pelo Sporting também chegou a jogar. Só não foi titular no arranque da Liga portuguesa devido a uma lesão de última hora e depois nunca mais conseguiu agarrar o lugar. Foi emprestado ao SPAL.

Topo