Foto: Inter de Mourinho surpreende Barcelona de Guardiola

Com o Inter pronto para receber o Barcelona, recordamos a emocionante primeira mão da meia-final entre as duas equipas em 2010 e perguntamos: onde estão eles agora?

©Getty Images

Então detentor do troféu, o Barcelona de Josep Guardiola chegou a Milão para a primeira mão das meias-finais como favorito ante um Inter de José Mourinho sobre quem já tinha levado a melhor na fase de grupos.

Mas a história foi bem diferente, com graças a uma lição de como jogar em contra-ataque por parte dos "nerazurri". Wesley Sneijder, Maicon e Diego Milito responderam da melhor forma depois de Pedro Rodríguez ter dado vantagem ao Barça e a turma italiana acabaria por seguir para a final e erguer, depois, o troféu.

Resumo da 3ª jornada 2018/19: Barcelona 2-0 Inter
Resumo da 3ª jornada 2018/19: Barcelona 2-0 Inter

1 Maicon
Apontado por muitos como o melhor lateral-direito do mundo na época, foi ele que, após assistência de Milito, colocou o Inter na frente o marcador. O triunfo na final dessa UEFA Champions League sobre o Bayern München foi o ponto mais alto da sua carreira, na qual conquistou também um par de Copas América pelo Brasil. Passou por Manchester City e Roma e retirou-se em 2017, no seu país natal.

2 Goran Pandev
Continua a jogar em Itália, agora no Génova. Tornou-se no primeiro jogador macedónio a conquistar a UEFA Champions League com o triunfo do Inter em Madrid nessa época. É o melhor marcador de sempre da sua selecção, com 33 golos, e está perto das 100 internacionalizações.

Samuel Eto'o e Víctor Valdés abraçam-se após a primeira mão
Samuel Eto'o e Víctor Valdés abraçam-se após a primeira mão©Getty Images

3 Samuel Eto'o
O mais titulado jogador camaronês da história conquistou duas UEFA Champions League pelo Barça para além desta pelo Inter, tendo marcado nas finais de 2006 e 2009. Passou cinco épocas no Barcelona, onde chegou em 2004, marcando 108 golos em 144 jogos na Liga espanhola pelo clube antes de rumar ao Inter. Agora com 37 anos, assinou pelo Qatar SC em Agosto.

4 Víctor Valdés
Retirou-se em Janeiro de 2018, colocando fim a uma carreira repleta de títulos. O guarda-redes somou 535 jogos pelo Barça, sendo o sexto jogador com mais jogos disputados pelo clube, e conquistou seis Ligas espanholas e três UEFA Champions Leagues. Depois seguiu para o Manchester United, em 2015, terminando a carreira no Middlesbrough.

Seydou Keita passou quatro épocas no Barcelona
Seydou Keita passou quatro épocas no Barcelona©Getty Images

5 Seydou Keita
Keita pendurou as chuteiras em 2017, após uma passagem pelo Qatar. Internacional pelo Mali, chegou para reforçar o meio-campo do Barcelona vindo do Sevilha aos 28 anos e, apesar de nunca ter sido titular indiscutível, ergueu duas vezes o troféu da UEFA Champions League e três o da Liga espanhola ao serviço do clube catalão.

6 Maxwell
Quando se retirou, em 2017, este lateral-esquerdo era o jogador com mais troféus conquistados no futebol europeu: 36. Representou alguns dos emblemas mais lendários do continente, como Ajax, Inter, Barcelona e Paris. Chegou ao Barcelona vindo do Inter em 2009 e, apesar de ter perdido desta feita, acabou por vencer a UEFA Champions League no Barça em 2011. Maxwell trabalha actualmente como coordenador desportivo no Paris, clube onde pendurou as chuteiras.

Veja os melhores momentos da final de 2010
Veja os melhores momentos da final de 2010

Fora da foto: Diego Milito
Com o irmão Gabriel a ver o jogo no banco do Barcelona, deu seguimento à série de jogos sempre a marcar na fase a eliminar desta edição da prova ao apontar o terceiro golo da sua equipa depois de fazer a assistência para os dois primeiros. Foi um ano de 2010 de sonho para Milito, que bisou depois na final, frente ao Bayern, marcando também golos decisivos na conquista da Serie A e da Taça de Itália por parte do Inter, clube onde ficou até 2014. Terminou a carreira dois anos depois, na Argentina, com a camisola do Racing Club.

Veja os 100 primeiros golos de Messi na UEFA Champions League
Veja os 100 primeiros golos de Messi na UEFA Champions League

Foto: Lionel Messi
Messi chegou a este encontro depois de ter marcado 16 golos nos anteriores 12 jogos, mas viu-se travado pelo compatriota Javier Zanetti neste embate. Até hoje, o Inter continua a ser um dos seis clubes contra quem Messi jogou e não marcou na Europa.

Fora da foto: José Mourinho
Grande arquiteto deste sucesso do Inter sobre o Barça – que o próprio classifica como "o melhor momento da carreira". Já tinha, antes, conquistado a UEFA Champions League pelo Porto e continua a sonhar tornar-se no primeiro treinador a sagrar-se campeão europeu ao leme de três clubes diferentes.

Fora da foto: Josep Guardiola
Eterno rival de Mourinho - agora em lados opostos da cidade de Manchester - Guardiola guiou o Barcelona a um sucesso extraordinário entre 2008 e 2012, com a conquista de 14 troféus em 19 possíveis, entre eles duas UEFA Champions League.

Topo