Paul Pogba sobre a Juventus, o United e o "segredo da vida"

Paul Pogba prepara-se para regressar a Turim com o Manchester United e falou ao UEFA.com sobre as amizades na Juventus e de como o futebol pode unir as pessoas.

Paul Pogba vai voltar a encontrar a Juventus, com a camisola do Manchester United, na quarta jornada
Paul Pogba vai voltar a encontrar a Juventus, com a camisola do Manchester United, na quarta jornada ©UEFA.com

Sobre o encontro com a sua antiga equipa na UEFA Champions League

É curioso, mas [antes do sorteio da fase de grupos] disse ao meu irmão: "E se ficarmos no mesmo grupo da Juventus?" Foi um excelente período da minha carreira.

É um reencontro muito emotivo, porque foi na Juve que fiz a minha primeira época [completa] como profissional e onde marquei o meu primeiro golo. Foi lá que evolui como jogador, tenho um grande respeito pelo clube. Vai ser muito emocionante regressar. Considero que também é o meu estádio, sei que estou em casa quando jogo em em Old Trafford, mas também me sinto em casa quando regresso ao estádio da Juve. No entanto, temos um desafio da UEFA Champions League para disputar e não vou apenas visitar o estádio. Vai ser um jogo difícil e muito emotivo, especialmente para mim.

Paulo Dybala e Paul Pogba na Juventus
Paulo Dybala e Paul Pogba na Juventus©Getty Images

Se mantive contacto com os meus colegas de equipa na Juventus? Sim, claro. Em primeiro lugar temos o francês, o Blaise Matuidi. Também costumo falar como o Juan Cuadrado e o Paulo Dybala. Por vezes também tenho notícias do Leonardo Bonucci. Falamos com alguma regularidade, pois tínhamos um grupo excelente, sentíamos que éramos como uma família. Depois de sair da Juventus, só regressei uma vez para ver os jogadores. Vai ser excelente voltar para jogar e penso que o sentimento será mútuo.

Porque decidiu regressar ao Manchester United em 2016

Paul Pogba regressou a Old Trafford em 2016
Paul Pogba regressou a Old Trafford em 2016©UEFA.com

Senti que me faltava algo. Queria ser titular do Manchester United, vestir esta camisola e fazer parte da equipa. Não foi por vingança, queria voltar com mais experiência. Era muito mais jovem quando saí [em 2012 depois uma única época e três jogos na Premier League pela equipa sénior]. Quando saí tive oportunidade de conhecer um estilo diferente de futebol e ganhei experiência. Também joguei na Champions League. Penso que regressei com mais maturidade.

Claro que regressei a casa. Joguei aqui na academia e sinto-me em casa; será sempre assim. Cresci com os meus colegas de equipa e agora voltámos a encontrar-nos na equipa principal. É uma bela história.

Sobre trabalhar na campanha #Equal Game da UEFA

Messi, Ronaldo, Pogba e Hegerberg apoiam a campanha #EqualGame
Messi, Ronaldo, Pogba e Hegerberg apoiam a campanha #EqualGame

Tentamos servir de exemplo para todos. Também temos que passar a mensagem que os outros podem praticar um desporto como o futebol. Torna as pessoas felizes. Quando a França foi campeã do mundo estávamos todos unidos. Todas as raças estavam unidas, abraçávamo-nos e beijávamo-nos, foi maravilhoso. É isto que o futebol pode dar às pessoas de todo o mundo.

Cinco grandes golos de Pogba
Cinco grandes golos de Pogba

O desporto pode unir as pessoas e esse é o objectivo desta campanha, consciencializar as pessoas de que o futebol é para todos, não apenas para uma cor de pele. Se olharem para o Manchester United temos belgas, italianos, brasileiros e estamos todos unidos. Aprendemos e descobrimos coisas novas sobre outras culturas. Temos uma vida semelhante, mas somos de países diferentes.

Todos nos respeitamos uns aos outros, o respeito e aceitação dos outros é fundamental. Este é o segredo da vida. Não podemos ficar presos a coisas como a discriminação, o racismo e outros preconceitos. Quando vivemos juntos, vivemos melhor.

Topo