Clube de centenários da Champions League: Andriy Shevchenko

Andriy Shevchenko, antigo atacante do Milan, é o nosso primeiro destaque do grupo de centenários da UEFA Champions League.

Andriy Shevchenko disputou 100 jogos na UEFA Champions League
Andriy Shevchenko disputou 100 jogos na UEFA Champions League ©Getty Images

Na primeira de uma nova série que destaca o grupo de elite de jogadores que disputaram 100 ou mais jogos na UEFA Champions League, falamos sobre Andriy Shevchenko, antigo avançado de Dínamo Kyiv, Milan e Chelsea.

CLUBE DE CENTENÁRIOS DA CHAMPIONS LEAGUE

Andriy Shevchenko no seu melhor
Andriy Shevchenko no seu melhor

Jogos

Total: 100
Dínamo Kyiv: 26 (1994–99, 2009–12)
Milan: 59 (1999–2006)
Chelsea: 15 (2006–09)

Golos

Dínamo Kyiv: 15
Milan: 29
Chelsea: 4

Melhor desempenho: campeão (Milan, 2003)

Para quem não se recorda dele...

Diz-se que a perfeição não existe, mas quando chegou ao Milan muitas pessoas acreditavam que Shevchenko era o modelo ideal de avançado. Jean-Pierre Meersseman, antigo médico do clube, disse: "Força, velocidade e capacidade mental: ele é perfeito em todos os aspectos."

Tecnicamente dotado e finalizador nato, o jogador ucraniano chegou a ser um dos atacantes mais temidos do futebol europeu. "Shevchenko é muito consistente e marca com regularidade. Resumindo, é um jogador completo", disse Ancelotti, seu antigo treinador.

Shevchenko posa com a Bola de Ouro
Shevchenko posa com a Bola de Ouro©Getty Images

Como chegou aos 100 jogos

Após percorrer os escalões de formação, Shevchenko estreou-se pelos seniores do Dínamo Kyiv em 1994, com 18 anos, e rapidamente se tornou opção regular. Ingressou no Milan em 1999 e venceu a UEFA Champions League 2002/03, seguindo-se a Serie A na época seguinte. Vencedor da Bola de Ouro em 2004, "Sheva" rumou em 2006 ao Chelsea, onde viveu três temporadas irregulares, antes de regressar ao Dínamo Kyiv para terminar a carreira, em 2012.

Veja o desempate por penalties na final da UEFA Champions League de 2003
Veja o desempate por penalties na final da UEFA Champions League de 2003

Os seus melhores momentos

  • Bisou numa vitória por 2-0 nos quartos-de-final da UEFA Champions League 1998/99 e ajudou a eliminar o campeão Real Madrid.

  • O olhar determinado, antes de marcar a grande penalidade que deu a vitória no desempate da final da UEFA Champions League de 2003, é uma das imagens mais icónicas na história dos "rossoneri".

  • Melhor marcador do derby milanês, com 14 golos, o mais importante aconteceu nas meias-finais da UEFA Champions League de 2002/03.

Shevchenko no auge da sua carreira no Milan
Shevchenko no auge da sua carreira no Milan©AFP

O que disseram dele

"Na semana depois da chegada dele, dirigíamo-nos para os balneários após uma longa corrida. Ele não falava bem italiano, mas perguntou-me quando ia começar o treino a sério. Pensei que estivesse a brincar, mas quando regressei do chuveiro vi que ele tinha voltado ao relvado para correr mais."
Alessandro Costacurta, antigo colega no Milan

"Quando ele chegou, percebemos imediatamente que era um autêntico campeão. O clube dispendeu bastante dinheiro, mas ele retribuiu com muitos golos e tornou-se numa das melhores contratações da história do clube."
Paolo Maldini, antigo colega no Milan

Topo