Não perca os melhores negócios do Fantasy

Analisámos todas as estatísticas para avaliar quem teve a melhor relação custo-benefício no Fantasy Football da época passada.

Roberto Firmino, do Liverpool, esteve em destaque no Fantasy Football de 2017/18
Roberto Firmino, do Liverpool, esteve em destaque no Fantasy Football de 2017/18 ©Getty Images

O UEFA.com analisou as estatísticas para descobrir quem teve a melhor relação custo-benefício no Fantasy Football da época passada e que jogadores poderão ser uma boa aposta na edição deste ano.

Total de pontos em 2017/18
Cristiano Ronaldo somou uns incríveis 90 pontos na época passada, mas três elementos do temível ataque do Liverpool ocuparam os três lugares seguintes no total de pontos acumulados. Roberto Firmino ficou perto de Ronaldo com 88 pontos, Mohamed Salah somou 76 e Sadio Mané ficou com 68. O avançado Edin Džeko fechou os cinco primeiros com 66 pontos depois de ajudar a Roma a atingir as meias-finais.

Melhor relação custo-benefício em 2017/18
Ronaldo foi o jogador que somou mais pontos na temporada passada, mas dois dos jogadores que foram batidos pelo Real Madrid na final tiveram uma melhor relação custo-benefício na última época. Firmino, do Liverpool, conseguiu um total de 88 pontos, 9,56 pontos por milhão tendo em linha de conta o preço que tinha na época passada. Trent Alexander-Arnold, companheiro de equipa do brasileiro nos "reds”, somou apenas 39 pontos mas, como tinha um custo baixo, acabou por render 9,50 pontos por cada milhão de investimento, enquanto o terceiro da lista foi um outro defesa, Layvin Kurzawa do Paris, com os 51 pontos a renderem 9,27 por milhão.

Mais pontuados na fase de grupos de 2017/18
Kurzawa foi o mais pontuado nas seis jornadas da fase de grupos da época passada, tendo somado nesta fase a totalidade dos 51 pontos que averbou no Fantasy Football. Ronaldo ficou a apenas um, com 50, enquanto Neymar, colega equipa de Kurzawa no Paris, somou 47. Entre os cinco primeiros ficaram ainda dois jogadores do Liverpool, Firmino (44 pontos) e Philippe Coutinho (42), com o último a sair para o Barcelona no período de transferências de Janeiro.

Layvin Kurzawa foi uma boa aposta na época passada, mas este ano é uma incógnita
Layvin Kurzawa foi uma boa aposta na época passada, mas este ano é uma incógnita©Getty Images

Melhor relação custo-benefício na fase de grupos de 2017/18 
Três jogadores do Paris ficaram nos três primeiros lugares no número de pontos por milhão investido na edição da época passada. Sem surpresa, Kurzawa volta a surgir no topo, com 9,27 pontos por milhão, enquanto o guarda-redes Alphonse Areola ficou já bastante distante, com 7,11. Dani Alves surge em terceiro, com 6 pontos por milhão, em igualdade com Alexander-Arnold, John Stones, defesa do Manchester City, e Manuel Akanji, do Basileia. 

Que indicações nos deixam estes números no capítulo dos prognósticos? Levando em linha de conta as pontuações em 2017/18 e os preços no Fantasy Football de 2018/19…

Melhor relação custo-benefício para a época de 2018/19
Tendo em linha de conta apenas as estatísticas, Kurzawa continuaria a ser a melhor opção em termos de relação custo-benefício com 9,29 pontos por cada milhão gasto. No entanto, o defesa francês, que ainda não jogou em Paris esta época, foi operado às costas e pode falhar toda a fase de grupos. Olhando para os restantes jogadores, Firmino surge logo a seguir a Kurzawa, com 9,55 pontos, enquanto Alisson Becker, que esta época trocou a Roma pelo Liverpool, aparece no terceiro posto com 8,91 pontos por milhão. Joshua Kimmich, defesa do Bayern, é o quarto com 8.67, enquanto Aleksandar Kolarov, que continua na Roma, aparece em quinto, com 8,55 pontos por cada milhão investido.

Melhor relação custo-benefício na fase de grupos de 2018/19
Mais uma vez, não contando com o ausente Kurzawa, Areola (7,11) e Dani Alves (7,09), ambos do Paris, são os dois jogadores com a melhor rendimento, enquanto Daley Blind, antigo defesa do Manchester United que regressou ao Ajax, aparece a seguir com 6,40 pontos, enquanto Stones e Akanjii têm 6,00.

Topo