Tudo sobre a primeira mão do "play-off" da Champions League

Olhamos para os principais factos e curiosidades no lançamento dos seis embates que vão definir as derradeiras vagas na fase de grupos da #UCL.

Andriy Shevchenko e o Dínamo defrontaram o Ajax no "play-off" em 2010/11
Andriy Shevchenko e o Dínamo defrontaram o Ajax no "play-off" em 2010/11 ©AFP

A fase de grupos da UEFA Champions League está a um pequeno passo para as dez equipas oriundas das pré-eliminatórias, entre elas o SL Benfica, e para as duas que agora entram em cena na competição, Young Boys e PSV Eindhoven.

O UEFA.com olha para os principais dados estatísticos e curiosidades antes dos embates da primeira mão do "play-off".

Benfica - PAOK (Terça-feira, 20h00 de Portugal continental)

As "águias" procuram chegar à fase de grupos para se redimirem da campanha infeliz da época passada – seis derrotas em seis jogos –, enquanto o PAOK aponta à estreia entre os melhores da Europa nessa etapa.

  • Benfica tenta nona presença consecutiva na fase de grupos
  • Equipa portuguesa apenas por uma vez disputou o "play-off": superiorizou-se então ao Twente em 2011/12
  • Todas as quatro anteriores campanhas do PAOK na UEFA Champions League terminaram nas pré-eliminatórias
  • Para chegar aqui, formações gregas deixaram pelo caminho dois habituais participantes na fase de grupos, batendo Basileia e Spartak Moscovo respectivamente por 5-1 e 3-2 no conjunto das duas mãos
O PSV, que entra em cena na prova nesta ronda, bateu o Manchester United em 2015/16
O PSV, que entra em cena na prova nesta ronda, bateu o Manchester United em 2015/16©Getty Images

BATE Borisov - PSV Eindhoven (Terça-feira, 20h00 de Portugal continental)

As duas equipas viveram momentos altos em recentes presenças na fase de grupos, com o BATE a derrotar a Roma e o PSV a contribuir para uma eliminação prematura do Manchester United em 2015/16.

  • O BATE venceu o título de campeão bielorrusso pela 12ª vez consecutiva e afastou já HJK Helsínquia e Qarabağ nas pré-eliminatórias desta temporada
  • Tem uma vasta experiência em "play-offs", tendo vencido os quatro anteriores que disputou na UEFA Champions League e três dos quatro que disputou na UEFA Europa League
  • O PSV não venceu nenhum dos seus últimos dez jogos europeus (4E 6D); a última vitória data de Dezembro de 2015, num triunfo por 2-1 sobre o CSKA Moscovo
  • A única anterior presença da turma holandesa no "play-off" teve lugar em 2013/14 e resultou numa eliminação por 4-1 no conjunto das duas mãos frente ao AC Milan

Estrela Vermelha - Salzburgo (Terça-feira, 20h00 de Portugal continental)

Apesar de os dois clubes terem disputado finais europeias na década de 1990, este é o frente-a-frente do "play-off" em que os intervenientes têm menor experiência em fases de grupos – entre os dois, registo apenas para uma campanha do Salzburgo nessa etapa da competição em 1994/95.

O Estrela Vermelha foi campeão europeu em 1991
O Estrela Vermelha foi campeão europeu em 1991©Getty Images
  • O Estrela Vermelha viu-se afastado na terceira pré-eliminatória em todas as suas anteriores seis tentativas de chegar à fase de grupos da UEFA Champions League
  • A formação de Belgrado perdeu apenas um dos últimos 12 jogos europeus que disputou em sua casa (7V 4E), tendo sofrido cinco golos nesses encontros
  • O registo recente do Salzburg, porém, é ainda mais impressionante: apenas duas derrotas nos seus últimos 25 jogos europeus (15V 8E)
  • Desde essa tal única campanha na fase de grupos, a turma austríaca tentou por 12 vezes sem sucesso o regresso a essa etapa da competição

Ajax - Dínamo Kyiv (Quarta-feira, 20h00 de Portugal continental)

Em oposição ao embate abordado acima, este é o emparelhamento que envolve maior experiência no que toca a presenças na prova, com 19 presenças do Ajax e 23 por parte do Dínamo Kyiv.

  • Os dois clubes só se defrontaram uma vez na Europa no passado e isso aconteceu precisamente nesta fase da competição, em 2010/11, com o Ajax a apurar-se com um total de 3-2 na soma das duas mãos
  • A turma holandesa não ultrapassa, porém, a fase de grupos desde 2005/06, tendo ficado fora dos dois primeiros lugares do seu grupo nas duas últimas cinco presenças em fases de grupos
  • Os ucranianos procuram chegar à fase de grupos pela 17ª vez
  • O Dínamo venceu nas suas duas últimas visitas à Holanda, triunfando no terreno do Feyenoord em 2012/13 e em casa do AZ Alkmaar em 2010/11

Vidi - AEK Atenas (Quarta-feira, 20h00 de Portugal continental)

Apenas duas equipas húngaras conseguiram, até hoje, disputar a fase de grupos da UEFA Champions League group. A Grécia vê-se representada com maior frequência, mas o AEK não figura na fase de grupos desde 2006/07.

O Young Boys foi eliminado pelo Tottenham de Gareth Bale em 2010/11
O Young Boys foi eliminado pelo Tottenham de Gareth Bale em 2010/11©Getty Images
  • O Vidi, anteriormente conhecido por Videoton, foi eliminado nas segunda e terceira pré-eliminatórias nas suas duas únicas anteriores tentativas de atingir a fase de grupos
  • A formação húngara perdeu apenas um dos últimos nove jogos europeus que disputou (3V 5E)
  • O AEK conquistou na temporada passada o seu 12º título de campeão grego, o primeiro desde 1994
  • A turma de Atenas bateu por 2-1 o Celtic na terceira pré-eliminatória, colocando com essa vitória ponto final a uma série de oito empates consecutivos nas competições europeias

Young Boys - Dínamo Zagreb (Quarta-feira, 20h00 de Portugal continental)

As duas equipas tiveram sortes bem distintas nas respectivas anteriores presenças no "play-off" e a equipa suíça vai procurar contrariar a História para assim se estrear na fase de grupos da competição.

  • O Young Boys conquistou o seu 12º título de campeão suíço na temporada passada, o primeiro desde 1986
  • Esta é a sexta campanha do YB na UEFA Champions League – viu-se eliminado em todas as anteriores quatro vezes que atingiu o "play-off"
  • O registo do Dínamo nesta etapa da prova é de quatro apuramentos e uma eliminação
  • O Dínamo não perde há oito jogos nas provas europeias (4V 4E), depois de ter atravessado uma série de seis derrotas consecutivas
Topo