David de Gea sobre o United, Mourinho e o sonho da Champions

Em entrevista ao UEFA.com, David de Gea recorda o início da carreira, fala da ida para o United, do sonho de vencer a Champions League e diz que José Mourinho trouxe "espírito competitivo e ganhador".

David de Gea sonha não espera facilidades na visita do Manchester United a Sevilha
David de Gea sonha não espera facilidades na visita do Manchester United a Sevilha ©Getty Images

Antes de regressar a Espanha esta noite para defrontar o Sevilla FC na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, David de Gea, guarda-redes do Manchester United FC, falou em exclusivo ao UEFA.com dos primeiros tempos da carreira, da ida para Inglaterra, do que o português José Mourinho trouxe aos "red devils" e do sonho de conquistar o troféu mais desejado do futebol europeu.

O início da carreira

Desde muito jovem que me habituei a ir à baliza. O meu pai também foi guarda-redes e treinou-me desde muito novo. També joguei como avançado, mas sempre fui melhor entre os postes. Lembro-me de passar muitas tardes em casa com o meu pai a fazer-me remates para eu defender e penso que isso melhorou muito  minha técnica como guarda-redes. Depois, cheguei ao Atlético. Passei pelos diferentes escalões de formação e cresci muito quer como jogador, que como pessoa. Cheguei à equipa principa e conquistei vários troféus. Tenho memórias muito especiais desse período.

A estreia na Champions League

Lembro-me que nem sequer tive tempo de pensar nem sequer de aquecer. O Roberto lesionou-se e eu tive de entrar. Não houve espaço para nervosismos nem para pensar em demasia. Tive de entrar em campo e pronto. Concentrei-me em dar o meu melhor pelo Atlético Madrid naquele que era um grande jogo da Champions League. Acabámos por perder, mas fiquei satisfeito com a minha actuação. Aconteceu tudo muito rapidamente.

Representar o United

A principio foi difícil, vinha de uma Liga diferente e estava a chegar a um clube enorme, como o Manchester United. Mas cheguei com muita vontade de mostrar o meu valor. Confiava nas minhas capacidades e, depois de uns primeiros meses mais complicados, a pouco e pouco fui-me afirmando. Para jogar num clube tão grande como o Manchester United há que ser mentalmente forte e ter uma personalidade capaz de lidar com a pressão. Ainda para mais sendo guarda-redes, que penso estarem sempre mais sob pressão do que qualquer outro jogador.

Trabalhar com José Mourinho

De Gea diz que Mourinho
De Gea diz que Mourinho©Getty Images

Mourinho injectou o seu espírito competitivo e ganhador na equipa. E é iso que temos estado a tentar demonstrar em campo. Somos uma equipa forte e que dá sempre tudo. Procuramos mostrá-lo em todos os jogos. Somos uma grande equipa, com grandes jogadores. Defensivamente somos muito seguros e, na frente, contamos com jogadores extremamente rápidos, de qualidade e capazes de marcar muitos golos. Somos fortes e compactos. São essas as nossas principais qualidades.

O embate com o Sevilha

Toda a gente conhece o Sevilha, uma grande equipa, que joga sempre com grande paixão e que é sempre muito difícil de bater, sobretudo quando joga no seu terreno. Conta com uns adeptos fervorosos que dão muita força à equipa. Sabe jogar bom futebol e, sem dúvida, vai ser complicado para nós.

O sonho de vencer a Champions

É uma competição especial. Este é o troféu que todos os jogadores querem ganhar, que todos os clubes querem conquistar. Claro que sonho levantá-lo. E um clube com tanta história como o United tem sempre de lutar por ganhar títulos como este. Estamos a trabalhar bem, com muita vontade de chegar o mais longe possível na prova.

Topo