Sevilha motivado para receber o Manchester United

O Sevilha nunca conseguiu ultrapassar os oitavos-de-final e desta vez terá mais um desafio difícil frente ao Manchester United, derrotado apenas num dos últimos oito jogos disputados em Espanha.

O último encontro do Sevilha com um clube inglês, frente ao Liverpool na quinta jornada, foi emocionante
O último encontro do Sevilha com um clube inglês, frente ao Liverpool na quinta jornada, foi emocionante ©Getty Images

O Sevilla FC nunca conseguiu ultrapassar os oitavos-de-final da UEFA Champions League e este ano também não se prevê tarefa fácil frente ao Manchester United FC.

• O clube espanhol terminou no segundo lugar do Grupo E e, depois de Vincenzo Montella ter substituído Eduardo Berizzo como treinador em Dezembro, vai tentar atingir os quartos-de-final à quarta tentativa.

• O Manchester United, vencedor do Grupo A, está nesta ronda pela primeira vez desde 2013/14, mas tem motivos para estar optimista, pois sofreu apenas uma derrota nas últimas oito visitas a Espanha.

Retrospectiva

Sevilha 

• A equipa espanhola saiu derrotada das três presenças nos oitavos-de-final. Em 2007/08 foi batida por 3-2 pelo Fenerbahçe SK no desempate por grandes penalidades depois de um resultado total de 5-5 (2-3 fora, 3-2 em casa); Dois anos depois, foi afastada com um total de 3-2 pelo PFC CSKA Moskva (1-1 fora, 1-2 de casa) e há 12 meses foi eliminada pelo Leicester City FC por 3-2 (2-1 em casa, 0-2 fora) .

• O Sevilha somou sete pontos em casa no Grupo E. Um “hat-trick” de Wissam Ben Yedder garantiu um triunfo por 3-0 sobre o NK Maribor na segunda jornada antes do FC Spartak Moskva ser derrotado por 2-1. A série de bons resultados parecia ameaçada quando o Liverpool FC chegou ao intervalo do encontro da quinta jornada a vencer por três golos, mas o Sevilha conseguiu una sensacional recuperação e empatou 3-3.

• O clube espanhol ganhou seis dos últimos nove desafios europeus em casa, perdendo um e empatando os outros dois, contra o Liverpool e o İstanbul Başakşehir no “play-off” desta época (2-2).

Resumo: Sevilha 3-3 Liverpool
Resumo: Sevilha 3-3 Liverpool

• O Sevilha sofreu a única derrota em casa frente a um rival inglês quando foi batido por 3-1 pelo Manchester City FC na fase de grupos da UEFA Champions League de 2015/16. Os espanhóis derrotaram o Leicester por 2-1 na primeira mão dos oitavos-de-final, mas foram eliminados ao perderem por 2-0 em Inglaterra.

• O registo do clube andaluz a recepção a equipas inglesas é V3 E1 D1.

• O registo do Sevilha em eliminatórias a duas mãos frente a clubes da Premier League é V1 D1. Para além da eliminação na época passada frente ao Leicester, afastou o Tottenham Hotspur FC, com um total de 4-3, nos quartos-de-final da campanha vitoriosa na Taça UEFA de 2006/07 (2-1 em casa, 2-2 fora).

Manchester United

• Esta é a décima presença do clube inglês nos oitavos-de-final (V6 D3) e a primeira vez participação desde que derrotou o Olympiacos FC em 2013/14 (0-2 fora, 3-0 em casa). Depois de ser eliminado nas duas primeiras vezes em que disputou esta ronda, o United só não seguiu em frente em uma das últimas sete participações.

• O clube de Manchester só venceu dois dos nove jogos disputados fora de casa nesta ronda (E4 D3).

• O registo do United em eliminatória a duas mãos com clubes espanhóis é de V6 D7.

• Este é o oitavo jogo europeu de United esta época e o segundo frente a um adversário espanhol, já que começou a época com uma derrota 2-1 com o Real Madrid CF na SuperTaça Europeia, em Skopje, a 8 de Agosto. Um desaire que terminou com a série de 11 jogos sem derrotas do United (V8 E3) desde a derrota por 2-1 no terreno do Fenerbahçe SK na 4ª jornada da UEFA Europa League da época passada. A derrota em Istambul tinha sido a quinta em nove jogos europeus.

Veja o United a garantir um lugar nos oitavos-de-final
Veja o United a garantir um lugar nos oitavos-de-final

• Os “Red Devils” só não venceram um dos desafios no Grupo A. Fora de casa bateram o CSKA Moskva por 4-1 na segunda jornada, antes de ganharem por 1-0 no reduto do Benfica na terceira ronda. O único contratempo foi a derrota por 1-0 no terreno do FC Basel 1893 na quinta jornada.

• As derrotas com Real Madrid e Basileia são os únicos desaires do United nos últimos 18 jogos europeus, em casa e fora (V13 E3). A derrota em Basileia terminou com a invencibilidade europeia fora de casa que durava há sete jogos (V5 E2) desde a derrota com o Fenerbahçe.

• A equipa de José Mourinho eliminou um adversário espanhol nas meias-finais da UEFA Europa League da época passada, tendo vencido por 1-0 em casa do RC Celta de Vigo na primeira mão graças a um livre marcado por Marcus Rashford. Os ingleses conseguiram o apuramento com um total de 2-1 depois do jogo em Old Trafford terminar com 1-1 no marcador, Marouane Fellaini fez o golo do United.

• A derrota na SuperTaça Europeia com o Real Madrid leva a que o United só tenha ganho dois dos últimos 11 jogos frente a clubes espanhóis, com quatro empates e cinco derrotas nesta série. Os “Red Devils” venceram cinco dos últimos 22 jogos com clubes da Liga espanhola (E9 D8).

• O United defrontou 50 vezes clubes da Liga espanhola e tem o registo de V13 E20 D17. Fora de casa os ingleses averbaram V3 E10 D10.

• O United disputou três finais frente a equipas espanholas, sempre frente ao FC Barcelona. Os ingleses conquistaram a Taça dos Vencedores das Taças de 1990/91 ao ganharem por 2-1 em Roterdão, mas foram derrotados em duas finais da UEFA Champions League, por 2-0 em Roma em 2008/09 e por 3-1 em Londres em 2010/11.

• A equipa de Mourinho deu ao clube inglês o pleno de títulos europeus ao conquistar a UEFA Europa League na época passada. O triunfo frente ao AFC Ajax em Estocolmo juntou-se à conquista da Taça dos Clubes Campeões Europeus em 1968, 1999 e 2008 e à Taça dos Vencedores das Taças de 1991.

Ligações entre jogadores e treinadores

• Mourinho venceu sete dos oito jogos com o Sevilha como treinador do Real Madrid entre 2010 e 2013, tendo perdido o outro. O Real Madrid marcou 23 golos nesses oito jogos e sofreu apenas seis.

Rashford: O United não tem medo de ninguém
Rashford: O United não tem medo de ninguém

• Jogaram em Espanha:
David de Gea (Club Atlético de Madrid 2008–11)
Eric Bailly (RCD Espanyol 2013–15, Villarreal CF 2015–16)
Ander Herrera (Real Zaragoza 2008–11, Athletic Club 2011–14)
Juan Mata (Real Madrid Castilla 2006/07, Valencia CF 2007–11)
Zlatan Ibrahimović (FC Barcelona 2009/10)
Alexis Sánchez (FC Barcelona 2011–14)

• Sánchez venceu os cinco jogos que disputou pelo Barcelona frente ao Sevilha, tendo marcado em casa (3-2) e fora (4-1) na Ligs espanhola 2013/14.

• De Gea não conseguiu vencer o Sevilha em quatro encontros ao serviço do Atlético (E1 D3).

• O registo de Bailly frente ao Sevilha pelo Villarreal é de V1 D4. O defesa foi expulso no triunfo do Sevilha por 2-1 na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Europa League de 2014/15 (total 5-2).

• Herrera marcou um golo em nove embates com o Sevilha com as camisolas de Saragoça e Athletic Club (V5 E1 D3).

• Mata marcou três golos em nove jogos frente ao Sevilha como jogador do Valência (V3 E1 D5).

• Ibrahimović marcou dois golos em quatro jogos frente ao Sevilha pelo Barcelona (V2 D2)

• Jogaram em Inglaterra:
Steven N'Zonzi (Blackburn Rovers FC 2009–12, Stoke City FC 2012–15)
Jesús Navas (Manchester City FC 2013–17)
Nolito (Manchester City FC 2016/17)
Daniel Carriço (Reading FC 2013)
Sandro Ramírez (Everton FC, 2017/18)
Roque Mesa (Swansea City AFC, 2017/18)

• Tanto Roque Mesa como Sandro já foram derrotados pelo United esta época por 4-0. O primeiro estreou-se pelo Swansea num desaire pesado diante da equipa de Mourinho a 19 de Agosto, enquanto Sandro entrou na segunda parte quando o Everton saiu de derrotado de Old Trafford no dia 17 de Setembro.

• N'Zonzi venceu um de nove encontros com o United ao serviço de Blackburn e Stoke (E2 D6).

• Jogaram juntos:
Luis Muriel e Sergio Romero (UC Sampdoria 2015)

• Jogaram juntos nas selecções:
Nolito, Sergio Rico e Ander Herrera, David de Gea, Juan Mata (Espanha)
Gabriel Mercado, Nico Pareja, Éver Banega, Joaquín Correa, Guido Pizarro e Sergio Romero, Marcos Rojo (Argentina)
Sébastien Corchia, Steven N'Zonzi e Paul Pogba (França)

Topo