Como o Real Madrid transformou Ronaldo num goleador

Cristiano Ronaldo tinha 24 anos quando trocou o Manchester United pelo Real Madrid em 2009; O UEFA.com analisou a forma como passou a marcar mais golos desde que deixou Old Trafford.

O registo de golos de Cristiano Ronaldo no Real Madrid é brilhante
O registo de golos de Cristiano Ronaldo no Real Madrid é brilhante ©Getty Images

Depois de descobrir quais têm sido as vítimas favoritas de Cristiano Ronaldo nas competições de clubes da UEFA, o UEFA.com esteve a analisar as estatísticas e verificou que o avançado português passou a marcar muitos mais golos desde que se mudou para Espanha em 2009.

• Ronaldo fazia em média um golo a cada 290 minutos e 30 segundos nos jogos europeus antes de se mudar para o Santiago Bernabéu com 24 anos; posteriormente, marcou a cada 85 minutos e 11 segundos, uma média superior a um golo por jogo.

• Ronaldo defrontou 32 adversários nas competições europeias ao serviço do Real Madrid e só ficou em branco frente a quatro deles: Barcelona, Dínamo Zagreb, Legia Varsóvia e Nápoles. Bem diferentes são os números com as camisolas de Sporting e Manchester United, já que só marcou a 10 dos 25 rivais com que mediu forças.

Clubes aos quais Ronaldo marcou pelo Real Madrid?

Adversários 
por clube
Jogos Minutos Golos Minutos 
por golo
AC Milan 2 180 1 180m
Ajax 5 450 7 64m17s
APOEL 4 360 6 60m
Atlético 6 600 4 150m
Auxerre 2 162 1 162m
Barcelona 2 180 - -
Basel 2 180 2 90m
Bayern 2 763 9 84m47s
CSKA Moskva 2 180 3 60m
Dinamo Zagreb 1 90 - -
Dortmund 9 800 7 114m17s
Galatasaray 3 270 6 45m
Juventus 7 630 10 63m
København     2 180 3 60m
Legia 2 180 - -
Liverpool 3 255 1 255m
Ludogorets 2 180 2 90m
Lyon 6 524 3 174m40s
Malmö 2 180 6 30m
Man. City 3 270 1 270m
Man. United 3 187 2 93m30s
Marseille 2 160 4 40m
Napoli 2 180 - -
Paris 4 360 3 120m
Roma 2 179 2 89m30s
Schalke 4 360 7 51m26s
Sevilla 1 90 2 45m
Shakhtar 2 180 5 36m
Sporting CP 2 180 1 180m
Tottenham 4 335 4 83m45s
Wolfsburg 2 180 3 60m
Zürich 2 110 2 55m
TOTAL 103 9115 107 85m11s

Como Ronaldo se afirmou no Real Madrid

Ronaldo marcou 33 golos em todas as competições em 2009/10, a primeira época ao serviço do Real Madrid, mas a chegada do treinador José Mourinho fez aumentar de forma acentuada este número já impressionante. O atacante marcou mais de 50 golos (em todas as provas) nas seis épocas seguintes, antes de baixar para 42 em 2016/17.

Mourinho criou um novo papel específico para Ronaldo, permitindo que alinhe no flanco esquerdo, o preferido, mas com liberdade para avançar para a baliza. “Será que é um avançado?” Reflectiu o treinador português em 2011. "Não considero que seja. Penso que gosta de jogar um contra um. Será um extremo? Não, porque é um goleador e quantos golos marca um extremo por época? Meia-dúzia? Penso que é a mistura de duas coisas. É um jogador completo".

Encorajado a trabalhar na concretização, Ronaldo tornou-se num jogador capaz de decidir jogos, um estatuto que mantém aos 33 anos. "Ele tem a noção que agora não pode estar sempre a subir e a recuar no terreno", afirmou Gary Neville, antigo colega de equipa no United. "Sabe que não pode estar sempre a fintar jogadores. Vai tornar-se num goleador, oportunista, e será dos bons".

Por quanto tempo será capaz de continuar? O médico de Ronaldo, José Carlos Noronha, afirmou: "Ele tem um físico único, é como aqueles carros que podem percorrer milhões de quilómetros sem qualquer avaria". Podem continuar a esperar muitos golos do madeirense por mais alguns anos.

Clubes aos quais Ronaldo marcou pelo Sporting e pelo Man. United?

Clubes adversários Jogos Minutos Golos Minutos
por golo
Aalborg 1 90 - -
Milan 4 333 1 333m
Arsenal 2 180 2 90m
Barcelona 3 270 - -
Benfica 4 337 - -
Celtic 3 262 - -
Chelsea 1 120 1 120m
Debrecen 2 157 1 157m
Dínamo Bucareste 1 64 - -
Dínamo Kiev 2 180 3 60m
Fenerbahçe 1 90 - -
Inter Milan 3 212 1 212m
Copenhaga 2 180 - -
Lille 4 320 - -
Lyon 4 360 1 360m
Nápoles 2 180 - -
Panathinakios 1 90 - -
Partizan 2 118 - -
Porto 4 201 1 201m
Rangers 1 90 - -
Roma 4 360 3 120m
Sparta Praga 2 79 - -
Sporting 2 177 2 88m30s
Estugarda 1 90 - -
Villarreal 4 288 - -
TOTAL 58 4648 16 290m30s

Como Ronaldo fo transformado no Manchester United

Contratado ao Sporting como um jovem muito talentoso, Ronaldo deslumbrou na estreia na Premier League, frente ao Bolton, de Agosto de 2003, causando sensação em Old Trafford com as suas fintas e rapidez. No entanto, quando estabilizou a extremo, Alex Ferguson e sua equipa técnica fizeram tudo para o tronar num jogador de equipa.

Ronaldo comemora a conquista da #UCL em 2008
Ronaldo comemora a conquista da #UCL em 2008©Getty Images

O número de fintas diminuiu, mas com o passar do tempo foi-lhe pedido que, em vez de cruzar, flectisse para o interior e rematasse. Também foi feito trabalho específico para o enrijecer. “Foi pedido aos membros da equipa técnica para não darem importância no caso de Ronaldo ser alvo de entradas mais duras nos treinos", recordou o treinador Tony Coton sobre os primeiros anos do jogador no United, na autobiografia "There To Be Shot At". 

"Quando não era assinada falta, levantava os braços indignado e ficava sentado no relvado a dizer asneiras em português enquanto o jogo continuava. Profissionais experientes como Roy Keane e Rio Ferdinand criticavam-no por ser mole. Não foi um período fácil mas, gradualmente, o extremo foi percebendo a mensagem".

Ronaldo também trabalhou muito no ginásio, de forma a ganhar capacidade muscular. Gary Neville recorda o espanto que sentiu quando viu Ronaldo depois de regressar do Campeonato do Mundo de 2006 na Alemanha.

"Ele entrou no balneário e pensei: ‘Meu Deus, o que aconteceu durante o Verão?'", escreveu. “Quando chegou ao clube, era um jovem muito magro. Agora parecia um peso-pesado. Fez musculação durante o Verão, parece que cresceu em poucas semanas".

Todos os treinadores em Old Trafford confirmam a extraordinária dedicação de Ronaldo ao trabalho de forma a evoluir, com Alex Ferguson a dar todo o mérito ao jogador. "Ronaldo é o exemplo perfeito de alguém que se fez sozinho", explicou. “Para mim seria fácil dizer: ‘Sim, fui eu que fiz o Ronaldo’. Muitos treinadores podem dizer que fizeram este ou aquele jogador, mas Ronaldo fez-se a si próprio".

Topo