Aboubakar sobre a Champions League, as ambições do Porto e Sérgio Conceição

Em entrevista exclusiva ao UEFA.com, Vincent Aboubakar fala dos seus primeiros tempos no futebol, da vinda para a Europa, do significado da UEFA Champions League, das ambições do Porto e de Sérgio Conceição.

Vincent Aboubakar tem estado em grande no Porto esta temporada
Vincent Aboubakar tem estado em grande no Porto esta temporada ©AFP/Getty Images

De regresso ao FC Porto depois de uma bem-sucedida passagem por empréstimo pelo Besiktas, na Turquia, Vincent Aboubakar tem sido a figura maior do ataque dos "dragões" esta temporada, na qual soma já 15 golos em 20 jogos.

Antes do decisivo embate de quarta-feira com o Mónaco, em entrevista exclusiva ao UEFA.com, o avançado camaronês de 25 anos falou dos seus primeiros tempos no futebol, da vinda para a Europa e para o Porto, do significado da UEFA Champions League, prova na qual apresenta o excelente registo de 12 golos em 20 jogos, das ambições da sua equipa para a presente época e de como é trabalhar com Sérgio Conceição.

Primeiros passos no futebol

Desde muito pequeno que sou apaixonado pelo futebol. Era a jogar futebol que me divertia. Os meus pais queriam que eu estudasse, mas nunca parei de jogar e, quando tive de optar, escolhi o futebol. Comecei a jogar para me divertir e acabei por fazer disso a minha profissão. O meu sonho sempre foi tornar-me jogador profissional e, para tentar maximizar o meu potencial, procurei melhorar as minhas capacidades a cada dia. E é o que ainda hoje faço. Tento melhorar, dou o máximo diariamente e procuro aperfeiçoar o meu jogo.

A vinda para a Europa

Recorde o bis de Aboubakar ante o Mónaco, na segunda jornada
Recorde o bis de Aboubakar ante o Mónaco, na segunda jornada

Não foi fácil deixar África e a minha família nos Camarões para rumar ao Valenciennes. Houve momentos bons, mas vivi também momentos complicados, os quais me ajudaram a amadurecer. Um dos principais problemas foi a solidão, mas os bons momentos superaram os maus. Depois, quando rumei ao Lorient, estava mais maduro.

Chegada ao Porto em 2014

Foi por razões futebolísticas que optei por assinar pelo Porto e não por outro clube. Sabia que em Portugal se praticava um excelente futebol e isso motivou-me a vir para cá. Senti logo que era outro nível, pela atmosfera gerada à volta do clube. O meu objectivo ao vir para aqui foi ganhar troféus, ainda não ganhei nenhum aqui mas penso que estamos no caminho certo.A passagem por um país como a Turquia, onde a pressão também é muita e onde todos os jogos são muito exigentes, ajudou-me. É sempre bom mudar de cenário e absorver novas ideias para depois voltar mais forte. Penso que foi isso que aconteceu. Ganhei lá o título de campeão e agora tenho dentro de mim esse bichinho de querer ser campeão mais vezes.

A posição de avançado

Dos avançados as pessoas esperam sempre mais golos. Se marcamos 30, as pessoas querem 35 e se marcamos 35 elas querem 40. As expectativas são sempre muito altas e é bom fixarmos objectivos para nós mesmos. Pessoalmente, gosto que as pessoas exijam muito de mim, pois isso força-me a actuar sempre ao meu mais alto nível. Sinto-me feliz quando marco golos porque gosto de fazer as outras pessoas felizes. É por isso que marcar golos é tão importante para mim.

O significado da UEFA Champions League

Ao todo, Vincent Aboubakar soma 41 golos em 82 jogos pelo Porto no conjunto de todas as competições
Ao todo, Vincent Aboubakar soma 41 golos em 82 jogos pelo Porto no conjunto de todas as competições©AFP/Getty Images

Marcar golos na Champions League é sempre fantástico. Lembro-me da emoção que senti ao marcar o meu primeiro golo na competição. O nível, as emoções e o impacto são diferentes, tal como o são as exigências técnicas e tácticas. Ganhar a Champions League por um clube é o equivalente a ganhar o Campeonato do Mundo. É uma competição fantástica, defrontam-se as melhores equipas de cada país e sabemos que temos sempre de elevar o nível do nosso jogo. As emoções que sentimos simplesmente por escutarmos o hino da prova mostram o que a Champions League significa para qualquer futebolista.

As ambições do Porto para esta época e o trabalho de Sérgio Conceição

Neste clube toda a gente sabe quais são os objectivos. E esses objectivos passam por conquistar troféus. Mas, na Champions League, primeiro que tudo temos de ultrapassar a fase de grupos. Depois logo veremos onde conseguimos chegar. Sérgio Conceição é um bom treinador. É exigente e colocou em prática um excelente sistema de jogo, ofensivo, que tem funcionado muito bem. É um enorme prazer jogar às suas ordens e procuro retribuir em campo, fazendo a minha parte e contribuindo para a equipa da forma mais positiva possível.

Topo