Estrelas dos Estados Unidos em destaque

Para celebrar o Dia da Independência, o UEFA.com destaca os jogadores dos Estados Unidos que mais brilharam nas competições europeias de clubes.

Recordistas dos Estados Unidos (direita para a esquerda): Christen Press, Gina Lewandowski, Jermaine Jones, DaMarcus Beasley
Recordistas dos Estados Unidos (direita para a esquerda): Christen Press, Gina Lewandowski, Jermaine Jones, DaMarcus Beasley ©Getty Images

Quem foram os pioneiros dos Estados Unidos da América?

Primeiro norte-americano a jogar nas competições europeias de clubes: Gyula Visnyei
14/09/76: Lierse 1-0 Hajduk Split (Taça dos Vencedores das Taças, primeira mão da primeira eliminatória)

Tendo deixado a Hungria natal ainda adolescente, Visnyei regressou à Europa após uma passagem pela América para jogar no Lierse e, posteriormente, no Standard Liège, ao serviço do qual se tornou no primeiro norte-americano a disputar a Taça UEFA, em 1977/78.

Primeiro norte-americano a jogar na Taça dos Campeões: Steve Trittschuh
03/10/90: Spartak Moscovo 2-0 Sparta Praga (primeira mão da primeira eliminatória)

O defesa natural do Illinois não perdeu a oportunidade de jogar na Taça dos Campeões quando tinha 25 anos, assinando pelo Sparta depois de alinhar pelos EUA frente à Checoslováquia na fase final do Campeonato do Mundo de 1990. "Sempre quis jogar na Europa", afirmou durante a única época que jogou em Praga, na qual foi campeão checo.

Primeiro norte-americano a jogar na UEFA Champions League: Jovan Kirovski
16/10/96: Atlético 0-1 Dortmund (fase de grupos)

Nascido na Califórnia numa família de macedónios, Kirovski passou pela formação do Manchester United, mas só se afirmou no Dortmund, tendo participado na campanha vitoriosa na UEFA Champions League de 1996/97, embora sem jogar na final. O avançado somou 62 internacionalizações pelos Estados Unidos e fez mais história ao ser o primeiro norte-americano a jogar a SuperTaça Europeia, mas o Dortmund perdeu 2-0 com o Barcelona na edição de 1997.

Ali Krieger e Gina Lewandowski fizeram história em 2008
Ali Krieger e Gina Lewandowski fizeram história em 2008©Sportsfile

Primeiro norte-americano a disputar uma final da UEFA: Clint Dempsey
12/05/10: Atlético 2-1ap Fulham (final da UEFA Europa League, Hamburgo)

Contratado aos New England Revolution pelo impressionante montante de quatro milhões de Libras em 2006, o atacante texano disputou 275 jogos como profissional do Fulham e do Tottenham. Um sensacional chapéu nos oitavos-de-final com a Juventus poderia ter sido o ponto alto da campanha na UEFA Europa League de 2009/10, mas na final entrou para o lugar de Bobby Zamora aos 55 minutos e desbravou novos territórios para jogadores norte-americanos.  

Primeira norte-americana a disputar uma final feminina da UEFA: Stacey Peterson
09/06/03 Umeå 4-1 Fortuna Hjørring
21/06/03 Fortuna Hjørring 0-3 Umeå (final da Taça UEFA Feminina)

Muito antes de Dempsey atingir a final da UEFA Europa League com o Fulham, a atacante Peterson foi a primeira americana a sofrer a desilusão de falhar a conquista de uma prova da UEFA, tendo alinhado pelas dinamarquesas do Hjørring nos dois jogos da final de 2003. 

Primeira norte-americana a ganhar uma competição da UEFA: Alex Krieger, Gina Lewandowski
17/05/08 Umeå 1-1 FFC Frankfurt
24/05/08 FFC Frankfurt 3-2 Umeå (final da Taça UEFA Feminina)

Krieger e Lewandowski assinaram pelo Frankfurt no Verão de 2007 e conseguiram a tripla na época de estreia com a conquista do campeonato, da Taça da Alemanha e da Taça UEFA Feminina. A compatriota Alex Morgan repetiu a proeza quando ajudou o Lyon a vencer a final da UEFA Women's Champions League de 2017

DaMarcus Beasley num treino
DaMarcus Beasley num treino©Getty Images

Jogadores norte-americanos com mais encontros disputados na Taça dos Clubes Campeões Europeus/UEFA Champions League (incluindo pré-eliminatórias)
27= DaMarcus Beasley (PSV Eindhoven, Rangers)
27= Jermaine Jones (Leverkusen, Schalke)
22: Christian Pulisic (Dortmund)
20: Sacha Kljestan (Anderlecht)
17: Claudio Reyna (Rangers)

Melhores marcadores norte-americanos na Taça dos Clubes Campeões Europeus/UEFA Champions League (incluindo pré-eliminatórias)
6: DaMarcus Beasley (PSV Eindhoven, Rangers)
3: Sacha Kljestan (Anderlecht)
2= Brian Gerzicich (Hapoel Kiryat Shmona)
2= Fabian Johnson (Wolfsburg, Mönchengladbach)
2= Jermaine Jones (Leverkusen, Schalke)
2= Christian Pulisic (Dortmund)

O guarda-redes Brad Friedel jogou muitas épocas na Premier League
O guarda-redes Brad Friedel jogou muitas épocas na Premier League©AFP/Getty Images

Jogadores norte-americanos com mais encontros disputados nas competições de clubes da UEFA*
40: Brad Friedel (Liverpool, Blackburn, Aston Villa, Tottenham)
40: Tim Howard (Manchester United, Everton)
39: Jermaine Jones (Leverkusen, Schalke)
37: Oguchi Onyewu (La Louvière, Standard Liége, Twente, Sporting CP, Málaga)
34: Sacha Kljestan (Anderlecht)

Melhores marcadores norte-americanos nas competições de clubes da UEFA
7: Clint Dempsey (Fulham, Tottenham)
6: DaMarcus Beasley (PSV Eindhoven, Rangers)
4: Sacha Kljestan (Anderlecht)
4: Jozy Altidore (Villarreal, AZ Alkmaar)
3: Jermaine Jones (Leverkusen, Schalke)
3: Oguchi Onyewu (La Louvière, Standard Liége, Twente, Sporting, Málaga)

A goleadora Christen Press
A goleadora Christen Press©Tyresö FF

 Jogadoras norte-americanas com mais encontros disputados nas competições de clubes da UEFA
34: 
Gina Lewandowski (FFC Frankfurt, Bayern)
18: 
Janelle Cordia (Fortuna Hjørring)
17: 
Ali Krieger (FFC Frankfurt, Tyresö)
15: 
Christen Press (Göteborg, Tyresö)
13: 
Ella Masar (Rosengård, Wolfsburg)

Melhores marcadoras norte-americanas nas competições de clubes da UEFA
12: 
Christen Press (Göteborg, Tyresö)
7= 
Sinead Farrelly (Apollon Ladies)
7= 
Krystyna Freda (Somatio Barcelona)
4= 
Regina Holan (Sparta Praha)
4= 
Sarah Huffman (Røa)
4= 
Jennifer Benson (Energy Voronezh)
4= 
Catherine Walker (PK-35 Vantaa) 

*Por competições de clubes da UEFA entendem-se a Taça dos Clubes Campeões Europeus/UEFA Champions League, Taça UEFA/UEFA Europa League, Taça Intercontinental, Taça dos Vencedores das Taças, SuperTaça Europeia e Taça Intertoto.

Topo