Confronto de titãs entre Bayern e Real Madrid

A defrontarem-se pela 23ª vez nas provas da UEFA, registo recorde, Bayern e Real Madrid tem um histórico de confrontos renhidos em que o vencedor acaba muitas vezes por erguer o troféu.

Sergio Ramos (à esquerda) do Real Madrid, e Franck Ribéry, do Bayern, em acção na meia-final de 2014
Sergio Ramos (à esquerda) do Real Madrid, e Franck Ribéry, do Bayern, em acção na meia-final de 2014 ©AFP/Getty Images

FC Bayern München e Real Madrid CF tendem a encontrar-se em fases adiantadas da UEFA Champions League e o embate de 2016/17 representa o 11º duelo na Taça dos Campeões.

• A primeira mão será o 23º jogo entre ambas as equipas, o que faz deste o embate mais comum nas competições de clubes da UEFA.

• Ambas as equipas tiveram desempenhos impressionantes na chegada aos quartos-de-final, com o Bayern a golear o Arsenal nas duas mãos e o Real Madrid – em busca de tornar-se a primeira equipa a revalidar a conquista do troféu na era da UEFA Champions League – a mostrar-se demasiado forte para o SSC Napoli.

Confrontos anteriores
• Este é o terceiro encontro dos dois clubes em seis temporadas, cada uma vencendo uma dessas eliminatórias. No total, já se defrontaram por dez vezes em eliminatórias – todas na Taça dos Campeões – com cinco vitórias para cada um.

• Mais recentemente, o Real Madrid - então treinado pelo agora treinador do Bayern, Carlo Ancelotti - conseguiu uma vitória por 5-0 nas meias-finais em 2013/14, na caminhada para erguer a sua décima Taça dos Campeões. Karim Benzema (19) fez o único golo da primeira mão em Espanha ontra o Bayern de Josep Guardiola, antes de Sergio Ramos (16 e 20) e Cristiano Ronaldo (34 e 90) bisarem em Munique para infligir a maior derrota europeia em casa do Bayern.

• As equipas na Fußball Arena München, a 29 de Abril de 2014 foram:
Bayern: Neuer, Lahm, Boateng, Dante, Alaba, Kroos, Schweinsteiger, Robben, Müller (Pizarro 72), Ribéry (Götze 72), Mandžukić (Javi Martínez 46).
Real Madrid: Casillas, Carvajal, Ramos (Varane 75), Pepe, Coentrão, Alonso, Modrić, Di María (Casemiro 84), Bale, Ronaldo, Benzema (Isco 80).

• O Bayern levou a melhor quando as equipas se encontraram nas meias-finais em 2011/12, vencendo ambas por 2-1 em casa. Golos de Franck Ribéry (17) e de Mario Gomez (90) deram a vitória ao Bayern em Munique, apesar de Mesut Özil's (53) ter feito o golo do Real Madrid.

• As equipas na primeira mão em Munique, a 17 de Abril de 2012 foram:
Bayern: Neuer, Lahm, Boateng, Badstuber, Alaba, Luiz Gustavo, Kroos, Schweinsteiger (Müller 61), Robben, Ribéry, Gomez.
Real Madrid: Casillas, Arbeloa, Ramos, Pepe, Coentrão, Khedira, Alonso, Di María (Granero 79), Özil (Marcelo 69), Benzema (Higuaín 84), Ronaldo.

• De volta a Espanha, Ronaldo fez dois golos cedo (6gp, 14), respondendo Arjen Robben de penalty para o Bayern (27). Sem mais golos, seguiu-se o prolongamento e os penalties, com o Bayern a ganhar por 3-1 com David Alaba, Gomez e Bastian Schweinsteiger a marcar para a equipa de Jupp Heynckes; apenas Xabi Alonso – agora no Bayern – marcou para o Real Madrid. Ronaldo, Kaká e Ramos desperdiçaram os pontapés da equipa treinada por José Mourinho; Toni Kroos, agora em Madrid, e Philipp Lahm, não marcaram pelo Bayern.

• O Bayern levou também a melhor sobre a equipa espanhola nos oitavos-de-final de 2006/07, ganhando pelos golos marcados fora numa eliminatória que ficou 4-4. O Real Madrid ganhou 3-2 em Espanha, Raúl González bisou, mas acabou eliminado após perder 2-1 em Munique, um jogo no qual Roy Makaay, do Bayern, fez o golo mais rápido da história da UEFA Champions League.

• O actual treinador do Real Madrid, Zinédine Zidane, fez o tento decisivo frente ao Bayern nos oitavos-de-final de 2003/04, na vitória "merengue" por 1-0 na segunda mão; o primeiro jogo em Munique ficara 1-1.

• Os clubes defrontaram-se por três vezes sucessivas na UEFA Champions League entre 2000 e 2002, acabando o vencedor por sagrar-se campeão. O Real Madrid venceu nas meias-finais em 1999/00 (2-0 em casa, 1-2 fora) e nos quartos-de-final em 2001/02 (1-2 fora, 2-0 em casa), Zidane jogou ambas as partidas das últimas das eliminatórias; o Bayern saiu vitorioso na meia-final de 2000/01 (1-0 fora, 2-1 em casa).

• O Bayern derrotou o Real Madrid na fase de grupos de 1999/00, ganhando por 4-2 em Madrid e 4-1 em Munique.

• A equipa alemã triunfou nas primeiras duas vezes que se defrontaram, nas mais-finais em 1975/76 (1-1 fora, 2-0 em casa) – quando ergueu pelo terceiro ano consecutivo o troféu – e na mesma fase em 1987/88 (4-1 em casa, 0-1 fora). No entanto, o Real Madrid saiu vitorioso nos quartos-de-final em 1987/88, com 4-2 no somatório das duas mãos (2-3 fora, 2-0 em casa).

• No total, há uma diferença mínima entre as duas equipas nos 22 jogos anteriores. O Bayern venceu 11 jogos e o Real Madrid nove, registando-se dois empates; o Bayern marcou 33 golos e os espanhóis 31.

• A dupla tende a levar a melhor no seu estádio. O clube bávaro estava invicto em casa com o Real Madrid até à derrota em 2014; o registo em casa frente aos “merengues” é de V9 E1 D1 GM24 GS14. Por sua vez, o registo dos espanhóis com os bávaros é de V8 E1 D2 GM17 GS9.

Retrospectiva

Bayern
• Esta é a 29ª presença do Bayern no quartos-de-final da Taça dos Campeões e a sexta consecutiva e atingiu as meias-finais nas cinco anteriores edições. Ao todo, o seu registo nos quartos-de-final é de V18 D9.

• A equipa de Munique está pela 16ª vez nos quartos-de-final da UEFA Champions League, mais do que qualquer outro clube. FC Barcelona e Real Madrid são os seguintes, com 15 presenças cada.

• Há um ano, nesta fase, o Bayern apurou-se frente ao SL Benfica (1-0 em casa, 2-2 fora). A sua última eliminação nos quartos-de-final aconteceu em 2008/09, contra o Barcelona (0-4 fora, 1-1 em casa).

• O triunfo por 5-1 em casa com o Arsenal na primeira mão dos oitavos-de-final foi o 16º consecutivo do Bayern em casa na prova e o quarto na corrente época.

O triunfo do Bayern por 10-2 na eliminatória com o Arsenal nos oitavos-de-final foi a segunda maior vitória na fase a eliminar da UEFA Champions League. O clube alemão detém o recorde de golos numa eliminatória mercê dos 12-1 ao Sporting CP nos oitavos-de-final em 2008/09.

• O registo do Bayern em eliminatória a duas mãos frente a equipas espanholas é de V9 D9. A participação na edição do ano passado da prova terminou nas meias-finais frente ao Club Atlético de Madrid – apurado graças aos golos marcados fora, apesar da derrota por 2-1, na segunda mão, em Munique – naquela que foia  terceira eliminação consecutiva do clube bávaro frente a formações espanholas.

• O emblema de Munique já ganhou esta época em casa a equipas espanholas na prova e venceu o Atlético, rival do Real Madrid, na capital espanhola, por 1-0 na sexta jornada, tendo perdido pelo mesmo resultado fora. Foi o terceiro triunfo consecutivo em casa diante de clubes da La Liga; no total, o registo em casa do Bayern contra formações espanholas é de V18 E5 D2.

Real Madrid
• Invicto na presente edição da prova, o clube madrileno atingiu pelo sétimo ano consecutivo os quartos-de-final e procura tornar-se na primeira equipa a revalidar a conquista do troféu na era UEFA Champions League.

• O Real Madrid está pela 34ª vez nos quartos-de-final da Taça dos Campeões e perdeu apenas seis dessas eliminatórias – a mais recente contra o AS Monaco FC em 2003/04. Os espanhóis venceram nas últimas seis presenças nos quartos-de-final e vão tentar a sétima presença consecutiva nas meias-finais.

• Há 12 meses, a equipa de Zidane perdeu 2-0 na visita ao VfL Wolfsburg na primeira mão dos quartos-de-final, mas recuperou ao ganhar em casa por 3-0 com Ronaldo a fazer um "hat-trick".

• A derrota frente ao Wolfsburgo foi a única do conjunto de Madrid nos últimos dez jogos fora na UEFA Champions League; ganhou em cinco deles.

• O Real Madrid teve a companhia do Borussia Dortmund na fase de grupos desta época e empatou 2-2 em ambos os jogos, fora e em casa. No total, o seu registo na Alemanha é V4 E7 D19, sendo que três desses triunfos ocorreram nas últimas seis visitas.

• O registo do Real Madrid em eliminatórias a duas mãos com equipas alemãs nas provas da UEFA é de V13 D8. Venceu as cinco eliminatórias contra equipas germânicas e marcou 25 golos.

Ligações de treinadores e jogadores
• Carlo Ancelotti treinou o Real Madrid entre 2013 e 2015, com o registo de J119 V89 E14 D16. Em 2014, o italiano venceu a décima Taça dos Campeões para o Real Madrid, com a sua equipa a eliminar na meia-final o Bayern e derrotando o Atlético, no prolongamento, na final de Lisboa.

• Ancelotti enfrentou por duas vezes o Real Madrid como treinador do AC Milan. Os italianos venceram 1-0 em Milan e perderam 3-1 em Madrid na segunda fase de grupos da UEFA Champions League 2002/03 no caminho para erguer o troféu.

• Zidane foi adjunto de Ancelotti no Real Madrid.

• Entre 2009 e 2014, Xabi Alonso fez 158 jogos na Liga pelo Real Madrid, apontando quatro golos.

• Alonso defrontou o Real Madrid por oito vezes (V5 E1 D2) pela Real Sociedad de Fútbol e Liverpool FC, marcando no triunfo em casa da Real Sociedad por 4-2 em 2003. O seu Liverpool bateu o Real Madrid por 5-0 no total nos oitavos-de-final em 2008/09.

• Arjen Robben representou o Madrid entre 2007 e 2009, somando 50 jogos na Liga, marcando 11 golos.

• Toni Kroos fez 130 jogos na Bundesliga pelo Bayern entre 2007 e 2014, apontando 13 tentos.

• Álvaro Morata jogou com Arturo Vidal e Kingsley Coman na Juventus em 2014/15. Morata fez uma assistência nos dois jogos da Juve, nos oitavos-de-final da época passada contra o Bayern – o clube alemão ganhou por  6-4 no total dos dois jogos.

• Vidal fez de grande penalidade o primeiro golo da Juve no empate 2-2 na fase de grupos, com o Real Madrid em 2013/14. Benzema também marcou na derrota em casa do Olympique Lyonnais por 3-2 com o Bayern na fase de grupos 2008/09.

• Robert Lewandowski fz os quatro golos do Borussia Dortmund na vitória por 4-1 na primeira mão, em casa, frente ao Real Madrid na meia-final da UEFA Champions League 2012/13.

• Jogaram em Espanha:
Javi Martínez, Athletic Club (2006–12 – V1 D12 v Real Madrid pelo Athletic e Bayern)
Juan Bernat, Valência CF (2011–14 – E1 D2 v Madrid)
Thiago Alcántara, FC Barcelona (2009–13 – V1 E3 D3 v Madrid)

• Jogou na Alemanha:
Dani Carvajal, Bayer 04 Leverkusen (2012/13 – V1 D2 v Bayern)

• Colegas na selecção:
Javi Martínez, Thiago Alcántara, Juan Bernat e Dani Carvajal, Nacho, Sergio Ramos, Isco, Álvaro Morata, Lucas Vázquez, Kiko Casilla (Espanha)
Renato Sanches e Pepe, Fábio Coentrão, Cristiano Ronaldo (Portugal)
Toni Kroos e Manuel Neuer, Mats Hummels, Joshua Kimmich, Jérôme Boateng, Thomas Müller (Alemanha)
Danilo, Marcelo, Casemiro e Douglas Costa (Brasil)
Raphaël Varane, Karim Benzema e Kingsley Coman (França)

Factos do encontro

Bayern
• Boateng está a um cartão amarelo da suspensão.

• O Bayern atravessava uma série de 20 jogos sem perder, dos quais venceu 18, antes de perder 1-0 no terreno do TSG 1899 Hoffenheim a 4 de Abril.

• Lewandowski marcou 46 golos em 45 jogos ao serviço de clube e selecção esta temporada.

• Müller não jogou contra o Hoffenheim nem na vitóri de sábado, por 4-1, sobre o Dortmund devido a uma lesão no tornozelo sofrida na vitória por 6-0 sobre o FC Augsburg, a 1 de Abril.

• Neuer, que falhou o amigável da Alemanha contra a Inglaterra e o jogo da Qualificação Europeia contra o Azerbaijão devido a um problema nos gémeos, foi submetido a uma pequena intervenção cirúrgica a 29 de Março depois de se lesionar num pé no decorrer de um treino, tendo assim ficado de fora dos encontros com Augsburgo, Hoffenheim e Dortmund.

• Douglas Costa (de fora desde 17 de Março devido a uma lesão num joelho) tinha falhado os anteriores três jogos do Bayern, mas voltou aos relvados ao saltar do banco sábado, ante o Dortmund.

Real Madrid
• Luka Modrić e Sergio Ramos estão a um cartão amarelo de serem suspensos.

• O Real Madrid não perde há nove jogos, tendo ganho sete deles.

• A turma de Zidane marca há 52 jogos consecutivos (139 golos) no conjunto de todas as competições, registo que constitui um recorde, suplantando a marca de 44 jogos seguidos a marcar fixada pelo Barcelona entre 1942 e 1944.*

• O empate 0-0 no terreno do Manchester City FC na primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League 2015/16 foi o último jogo em que a formação madrilena não marcou.

Topo