Wayne Rooney na MLS: quão brilhante é?

Cristiano Ronaldo chamou-lhe "O Pitbull". O UEFA.com saúda Wayne Rooney, numa altura que o avançado se muda para os Estados Unidos.

Wayne Rooney venceu a UEFA Champions League com o Manchester United em 2008
Wayne Rooney venceu a UEFA Champions League com o Manchester United em 2008 ©Getty Images

Wayne Rooney está de partida para os Estados Unidos da América, para representar o DC United. O UEFA.com deseja boa viagem ao dianteiro de 32 anos, que brilhou com a camisola do Everton, Manchester United e selecção de Inglaterra.

O que dizem dele
"É, em primeiro lugar, uma pessoa fantástica. Tive o privilégio de conhecer a pessoa e, como jogador, não há palavras suficientes para o descrever, é o jogador perfeito. Todos sabem aquilo que é capaz e tudo aquilo que já fez".
Zlatan Ibrahimović, antigo colega de equipa no United

"Era tão forte que eu chamava-lhe ‘Pitbull’. Era um fantástico jogador de equipa e marcava golos. Ajudou-me muito. Sinto saudades de jogar com ele, não sabemos o futuro, talvez um dia voltemos a jogar juntos".
Cristiano Ronaldo, antigo colega de equipa no United

Alex Ferguson e Wayne Rooney
Alex Ferguson e Wayne Rooney©Getty Images

"Sempre pensei que os grandes jogadores conseguiriam jogar em qualquer época. O Bobby Charlton seria actualmente um grande jogador e o Wayne Rooney teria sido um grande jogador na época do Bobby Charlton. 
Alex Ferguson, antigo treinador do United

"As coisas que ele conseguia fazer quando era mais jovem... Era um jogador de rua, À antiga, e poderia ter jogado em qualquer posição. Adorava o futebol e continua apaixonado. Não mudou muito".
David Moyes, antigo treinador do Everton e do United

Contagem actual
Selecção de Inglaterra: 119 jogos, 53 golos
Competições de clubes da UEFA: 106 jogos, 40 golos
Competições nacionais: 571 jogos, 241 golos

Wayne Rooney quando jogava no Everton
Wayne Rooney quando jogava no Everton©Getty Images

Marcos de destaqueEverton
• O seu talento prodigioso ficou bem patente quando marcou 114 golos em 30 jogos numa época pela equipa de sub-10 do Everton, incluindo um pontapé de bicicleta numa goleada de 12-2 ao United.

• Rooney só marcou o primeiro golo no campeonato ao nono jogo pelo Everton, mas a espera valeu a pena. Um chapéu de 30 a David Seaman permitiu-lhe tornar-se no marcador mais jovem de sempre da Premier League com 16 anos.

• Esse golo, um dos 17 marcados por Rooney ao serviço do clube de infância, foi marcado aos 90 minutos num triunfo por 2-1 do Everton que terminou com a invencibilidade do Arsenal que durava há 30 jogos. Um belo cartão de visita!

• Regressou a Goodison Park no Verão de 2017 e disputou o 100º nas competições europeias de clubes no triunfo do Everton, por 1-0, sobre o Ružomberok na terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League.

• Apontou o 200º golo na Premier League no empate a um golo no reduto do Manchester City a 21 de Agosto. É o segundo melhor marcador de sempre da Liga inglesa, sendo apenas superado por Alan Shearer (260).

Rooney recorda o
Rooney recorda o

United
• Na estreia pelo United em 2004, após uma transferência de 30 milhões de euros para Old Trafford, Rooney tornou-se no mais jovem autor de um "hat-trick" na UEFA Champions League, ao fazer três golos e uma assistência na goleada de 6-2 ao Fenerbahçe na fase de grupos.

• Rooney ajudou o United a vencer a  UEFA Champions League de 2008 em Moscovo, quando alinhou a extremo esquerdo frente ao Chelsea e foi substituído antes do triunfo no desempate por grandes penalidades em Moscovo.

• O número 10 do United também marcou numa final da UEFA Champions League, mas não evitou a derrota com o Barcelona em 2011

• Ganhou as três principais competições nacionais com o United: cinco títulos da Premier League, três Taças da Liga inglesa e uma única Taça de Inglaterra, em 2015/16. O triunfo na UEFA Europa League de 2016/17 leva a que a única grande competição que disputou pelo United e que nunca venceu tenha sido a SuperTaça Europeia.

• O poderoso atacante foi um flagelo para o Manchester City na passagem por Old Trafford, detendo o recorde de 11 golos nos derbies de Manchester, com destaque para o memorável pontapé de bicicleta com que bateu Joe Hart e decidiu o encontro em Fevereiro de 2011.

• Deixou Old Trafford como o melhor marcador de todos os tempos do clube com 253 golos, tendo ultrapassado os 249 de Bobby Charlton com um livre frente ao Stoke City a 21 de Janeiro de 2017.

Exclusivo com Wayne Rooney: A minha história com Inglaterra
Exclusivo com Wayne Rooney: A minha história com Inglaterra

Inglaterra
• Somou a primeira internacionalização em Fevereiro de 2003 e foi uma das grandes figuras do UEFA EURO 2004, tendo bisado em dois jogos seguidos da fase de grupos, frente à Suíça e à Croácia. Nessa altura, com apenas 18 anos, tornou-se no mais jovem marcador de sempre na fase final de um Campeonato da Europa.

• Uma lesão num pé no encontro dos quartos-de-final com Portugal impediu-o de marcar mais golos e contribuiu para a primeira de três eliminações. Rooney também ficou pelo caminho nesta ronda no Campeonato do Mundo de 2006 e no UEFA EURO 2012, tendo deixado a selecção do seu país sem vencer qualquer grande troféu.

• Um dos líderes do balneário, Rooney foi nomeado capitão de Inglaterra por Roy Hodgson após o Campeonato do Mundo de 2014, sucedendo a Steven Gerrard.

• O jovem prodígio cresceu e tornou-se no nono jogador a atingir as 100 internacionalizações por Inglaterra, em Novembro de 2014, frente à Eslovénia. Dez meses depois tornou-se no melhor marcador de sempre do seu país, e o primeiro a marcar 50 golos, ao converter uma grande penalidade frente à Suíça. 

Veja Rooney a bater o recorde europeu de golos pelo United
Veja Rooney a bater o recorde europeu de golos pelo United

Factos que pode não saber
• A futura estrela do futebol esteve quase a trocar os relvados pelo boxe no início da adolescência. "Treinava boxe ao mesmo tempo que jogava futebol, mas depois decidi deixar o boxe. Felizmente, foi a decisão mais acertada", recordou.

• O treinador do Everton, Colin Harvey, teve de convencer Rooney a não abandonar o futebol, aos 14 anos, numa fase em que "tinha perdido o prazer de jogar futebol". "Falou comigo e fez-me voltar a amar o futebol", explicou Rooney.

• Onze anos depois de deixar o clube, Rooney voltou a vestir a camisola do Everton quando saiu do banco para participar num jogo de beneficência para Duncan Ferguson, o antigo avançado do clube que era o seu ídolo de infância. O Everton correspondeu a este gesto ao aceitar ser o adversário num jogo de homenagem a Rooney em Agosto.

• O avançado nunca se conformou com a calvície masculina precoce e submeteu-se a transplantes do cabelo em 2011 e 2013. "Estava a ficar careca aos 25 anos, porque não tentar", explicou numa mensagem no Twitter.

• Rooney considera que Paul Scholes, antigo colega no United e na selecção de Inglaterra, é o melhor jogador com quem jogou, enquanto Clarence Seedorf foi o adversário que mais o impressionou.

Discurso directo

Wayne Rooney e Alex Ferguson
Wayne Rooney e Alex Ferguson©Getty Images

"[Depois de fazer um “hat-trick” na estreia na UEFA Champions League] É uma sensação fantástica marcar golos e marcar por este clube. Estou satisfeito, tenho certeza que vou marcar muitos mais".

"Se estivesse aqui sentado aos 25 ou 26 anos, a falar sobre jogar a médio-centro ou ainda mais recuado, certamente que não quereria jogar nessa posição. Agora estou numa fase em que isso pode ser o mais adequado para mim. Jogar a Nº10 pode ser o melhor para mim".

"Amo o futebol. No futebol temos altos e baixos, acordo todos os dias a pensar que adoro o que faço, não consigo imaginar a minha vida sem o futebol".

"O futebol é composto pro vários tipos de conflito, no balneário, entre os jogadores, entre nós e o treinador, entre nós e muitas outras pessoas que não interessa. É uma constante e por vezes não é fácil".

"A mudança para a América e para a MLS representa uma nova ambição na minha carreira. Tenho muita vontade de ter sucesso e vou dar 100% pelo DC - assim como sempre fiz em todos os clubes que representei". 

Topo