Manchester City apurado com empate na Alemanha

O Manchester City esteve a perder, mas saiu de Mönchengladbach com um ponto que lhe permitiu passar aos oitavos-de-final, num jogo em que ambas as equipas acabaram reduzidas a dez.

Watch the goals by Raffael and David Silva as the points were shared in Germany.

O Manchester City garantiu um lugar na fase a eliminar da UEFA Champions League como segundo classificado do Grupo C ao empatar 1-1 no terreno do Borussia Mönchengladbach.

O Gladbach, que com este resultado sela a terceira posição no grupo e a consequente passagem para a UEFA Europa League, foi a melhor equipa em campo na primeira parte. A jogar em contra-ataque, chegou ao golo por Raffael, num remate que não deu hipóteses de defesa a Claudio Bravo.

O City, porém, deu um ar da sua graça ainda antes do intervalo e, apesar de Yann Sommer ainda ter defendido um remate de Sergio Agüero, viu-se batido um minuto depois por David Silva, que a passe de Kevin De Bruyne restabeleceu a igualdade. As duas equipas terminaram o jogo reduzidas a dez homens, com Lars Stindl, capitão do Gladbach, e Fernandinho, médio do City, a receberem ordem de expulsão, ambos por acumulação de amarelos.

Figura: Kevin De Bruyne (Man. City)
O City apresentou vários talentos ofensivos em campo, mas houve um que se destacou. De Bruyne soma mais assistências do que qualquer outro jogador na Premier League inglesa esta época e foi dele o passe para o golo de David Silva. Sempre que tem a bola, o belga parece capaz de produzir algo de especial, tendo também colocado à prova a qualidade de Sommer com um remate de longe na segunda parte.

City tem de melhorar na defesa
O City está apurado mas, se quiser alcançar algo de realmente especial na competição terá de melhorar defensivamente. John Stones e Nicolás Otamendi estavam fora da sua posição no golo sofrido e essa esteve longe de ser a única ocasião em que o City se mostrou vulnerável. Seja a actuar com quatro defesas ou com três – como esta noite, pela primeira vez na UEFA Champions League – a verdade é que a turma de Manchester somou apenas um jogo sem sofrer golos nos últimos 13.

Misto de sentimentos para o Gladbach
O Gladbach viveu uma sensação de déjà vu ao deixar fugir uma vantagem de um golo em casa pela terceira vez nesta campanha na UEFA Champions League. Contudo, tendo em conta a recente quebra de forma evidenciada pela equipa, André Schubert poderá estar orgulhoso da actuação da sua equipa.

©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©Getty Images
©AFP/Getty Images
Topo